Focha Tecnica: Independiente/ARG 2 x 1 Internacional/BRA

Independeinet vence Internacional, de virada, na primeira final da Recopa;
Crédito: www.gettyimages.com/Juan-Mabromata/AFP
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Vozão Independiente 2 x 1 Inter
Final da Recopa Sul-Americana de 2011
Escudo
Ficha Técnica 11 de 2018







Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana de 2011 – Final – 1º Jogo
Data (Date): Quarta-Feira, 10 de Agosto de 2011, as 21:50 hs (Hora Local)
Estádio (Stadium): Julio Grandona “Libertadores de América”, Avellaneda (Argentina)
Público (Attendance): 40.000 expectadores – Renda: Sem Registro
Árbitro Principal (Referee): Wilmar Alexander Roldán Pérez (Colômbia / Colombia)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Abraham González Casanova (Colômbia / Colombia)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Humberto Clavijo (Colômbia / Colombia)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Albert Duarte (Colômbia / Colombia)
Advertências | Cautions | Sent Off
Cristian Pellerano, 23’/2º Fabian Guedes, 4’/1º
Julián Velázquez, 31’/2º Andrés D’Alessandro, 9’/2º
Gols | Goals | Goles
1-1 Maxi Velázquez, 40’/1º (Cabeça) 1-0 Leandro Damião, 35’/1º
2-1 Marco Pérez, 27’/2º (Falta)
Club Atletico Independiente Sport Club Internacional
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Hilario Navarro
06 Eduardo Tuzzio
02 Julián Velázquez
18 Gabriel Milito ©
03 Maximiliano Velázquez
08 Hernán Fredes
07 Cristian Pellerano
22 Iván Pérez (Nieva, 62′)
20 Matías Defederico (Cabrera, 62′)
19 Marco Pérez
09 Leonel Núñez (Ferreyra, 73′)
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Muriel
02 Nei
04 Bolívar ©
03 Índio
06 Kléber (Fabrício, 21′)
08 Wilson Mathías
20 Élton
07 Tinga
10 Andrés D’Alessandro (Andrezinho, 75′)
17 Leandro Damião
18 Jô (Marquinhos, 82′)
Coach: Antonio Mohamed Coach: Osmar Loss
Gk
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
12 Adrián Gabbarini
04 Cristhian Báez
23 Adrián Agachá
05 Roberto Battión
16 Nicolás Cabrera, aos 17’/2º
11 Osmar Ferreyra, aos 28’/2º
24 Brian Nieva, aos 17’/2º
Gk
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
12 Renan
13 Rodrigo Moledo
14 Fabrício, aos 21’/1º
17 Andrézinho, aos 30’/2º
19 Glaydson
21 João Paulo
23 Maquinhos Vilela, aos 37’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Boca Cienciano
1 x 1 1 x 0 2 x 1
→ Com esse resultado a LDU joga por um empate, no próximo jogo, pra ser campeã;
→ Esta é a terceira final do Independiente (1995, 1996, 2011) e do Inter (2007, 2009, 2011);
→ Melhor Jogador do Jogo (Man of the Match): Sem Registro;
→ Internacional: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
→ Independiente: Camisa Vermelha, Calção Azul-Marinho e Meias Azul-Marinho;
→ Internacional (Brasil): Campeão da Copa Libertadores da América de 2010;
→ Independiente (Argentina): Campeão da Copa Sul-Americana de 2010;
→ A Recopa Sul-Americana foi um torneio criando pela CONMEBOL disputado, anualmente, entre o Campeão da Copa Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana do ano anterior;
→ A partir de 2003 o segundo representante passou a ser o Campeão da Copa Sul-Americana;
→ Próximo Jogo: 24/08 – Inter x Independiente, Estádio Beira-Rio; (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Wilson Matias, Jô, Kléber, Índio, Muriel e Bolívar;
Agachados: Tinga, Andrés D’Alessandro, Élton, Leandro Damião e Nei;
Crédito: www.gettyimages.com/Valentino-Rossi/LatinContent
Confira os lances da final da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.youtube.com/@pnlopes


Crônica do Jogo


O Inter comeu o pão que os Diablos Rojos amassaram e perdeu de virada, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, em Avellaneda, no primeiro jogo da decisão da Recopa Sul-Americana. Muito mal no jogo, o time gaúcho correu o risco de sofrer derrota ainda maior para o Independiente. Quando esteve em situação mais crítica, o Colorado suportou a pressão e até abriu 1 a 0, com Leandro Damião, em eterna repetição de gols. O curioso é que levou a virada quando parecia apto a suportar a pressão.

Com o resultado, o Rei de Copas joga pelo empate no Beira-Rio, no duelo de volta, no dia 24 de agosto. Vitória simples do Inter leva a decisão do título à prorrogação. Os colorados precisam de pelo menos dois gols de diferença para conquistar o torneio no tempo normal. A disputa é por saldo simples.

Agora, o Inter volta a pensar no Brasileirão. No domingo, visita o Bahia às 18h30m.

Dizem que o futebol foi criado com um gol de Leandro Damião. Dizem que todos os gols da Copa de 30 foram de Leandro Damião. Dizem que o Uruguai foi campeão, no Maracanazo, com dois gols de Leandro Damião. Dizem que Pelé deu mais de mil passes para gols de Leandro Damião. Exagero, claro, enorme exagero: Maxi Velázquez logo provou que está longe de ser assim. Mas em um primeiro tempo de 1 a 1 em Avellaneda, só o oportunismo do centroavante para salvar a pele colorada.

O Inter foi mal nos 45 minutos iniciais. Com apenas um articulador no time para ter Jô ao lado de Leandro Damião no ataque (Andrezinho ficou no banco), a equipe colorada foi dominada no miolo do campo. O Independiente teve caminho livre para combater os volantes brasileiros e chegar até a área defendida por Muriel. Os visitantes sofreram pressão. Poderiam ter ido para o vestiário com resultado pior.

Os primeiros dez minutos foram de apavorar. Teve chute rasteiro de Nuñez, rente à trave, em cobrança de falta; teve cabeceio de Perez na rede, por fora, a poucos centímetros do gol; teve pancada de Fredes por cima do travessão. E o Inter acuado, esmagado em seu campo de defesa, sem domínio pelo meio, com D’Alessandro sobrecarregado. Aos poucos, porém, o time gaúcho conseguiu firmar pé em campo.

O primeiro passo do Inter foi diminuir a pressão. O segundo foi equilibrar o jogo. E o terceiro foi pular na frente. Nei, pela direita, arrancou para cima de Gabriel Milito com uma pedalada. O cruzamento foi prontamente complementado pelo desvio de Leandro Damião, que segue fazendo um gol depois do outro. Já são 29 em 2011.

Era um enorme resultado a favor do Inter. Mas logo deixou de ser. Em cruzamento da direita, marcado por Bolívar, Maxi Velázquez subiu mais alto e metralhou Muriel. O empate fez o estádio tremer com os pulos dos torcedores até o encerramento da primeira etapa.

O Inter voltou sem modificações para o segundo tempo, mas disposto a controlar um pouco mais o andamento do encontro. E conseguiu. Os primeiros momentos do período foram bem diferentes do que havia acontecido antes. Teve até chance. Jô fez boa jogada pela esquerda e emendou cruzamento forte. Leandro Damião entrou feito um raio na área. Faltou um triz para fazer o gol.

O Independiente reagiu. Muriel teve que intervir duas vezes, com duas espalmadas – uma por cima, outra por baixo. Empolgados, os argentinos intensificaram o posicionamento ofensivo. E passaram a dar espaços. Foi assim que, novamente, quase saiu o gol vermelho. Jô, outra vez pela esquerda, mandou na área. Tinga dominou e mandou uma pancada na trave. Quase.

O problema é que esse tal de “quase” costuma ser mau prenúncio. Em falta na entrada da área, o Independiente virou. Pérez cobrou, a bola desviou na barreira e tirou Muriel do lance. O inferno vermelho tomou conta de Avellaneda. O Inter comia o pão amassado pelo adversário.

Até foi possível reagir. Leandro Damião rasgou a área e teve tudo para empatar, mas parou no goleiro Navarro. Acabou não tendo jeito. A derrota foi inevitável e deixou uma conclusão: longe do céu, mas nem tanto ao inferno, porque poderia ter sido pior – que o diga a bola que Nieva mandou na trave. (Fonte: globoesporte.globo.com)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: