Archive for the ‘01 Ficha do Jogo’ Category

Ficha do Jogo: Grêmio 0 x 0 Internacional

.:: Primeiro Grenal na Libertadores ::.
Primeiro Grenal na Libertadores acaba em zero a zero e com oitos expulsões;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Cristina-Vega/AFP
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved
0 1º TEMPO 0
0 2º TEMPO 0
0 Final 0
# Extra #
Grêmio FICHA DO JOGO Internacional
• Competição (Tournament): Copa Libertadores 2020 – Grupo E – 2ª Rodada
• Data (Date): Quinta-Feira, 12 de março de 2020, 21:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
• Público (Attendance): 49.971 pagantes (Total: 53.389) – Renda: R$ 3.496.713,00
• Árbitro (Referee): Facundo Tello (Argentina)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Julio Fernández (Argentina)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Ezequiel Brailovski (Argentina)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Dario Herrera (Argentina)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Sem Registro
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
David Braz 30’/1º
Alisson 47’/1º
Pepê 47’/2º
Luciano 47’/2º
Caio Henrique 49’/2º
Paulo Miranda 50’/2º
Lucas Silva 56’/2º
Marcos Guilherme 24’/1º
Uendel 33’/1º
Edenilson 43’/2º
Moisés 43’/2º
Victor Cuesta 49’/2º
Bruno Praxedes 51’/2º
Goals | Gols | Goles Goals | Gols | Goles
Nenhum
Nenhum
Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense
Sport Club Internacional
27
02
03
14
19
16
08
07
23
11
29
Vanderlei
Victor Ferraz
Pedro Geromel
David Braz
Caio Henrique
Lucas Silva
Maicon (Jean Pyerre)
Matheus Henrique [Expulso]
Alisson (Pepê)
Éverton
Diego Souza (Luciano)
12
22
03
15
06
05
08
21
23
17
09
Marcelo Lomba
Rodinei
Bruno Fuchs
Victor Cuesta [Expulso]
Uendel (Moisés)
Damian Musto
Edenílson [Expulso]
Boschilia
Marcos Guilherme
Thiago Galhardo (D’Alessandro)
Polo Guerrero (Rodrigo Lindoso)
Coach: Renato Gaúcho 4-3-3
Coach: Eduardo Coudet 4-4-2
01
09
10
12
13
15
17
20
21
25
28
30
Paulo Víctor (gk)
Luciano [33’/2º] (Expulso)
Thiago Neves
Bruno Cortez
Rodrigues
Darlan Mendes
Luis Orejuela
Thaciano
Jean Pyerre [6’/2º]
Pepê [16’/2º] (Expulso)
Paulo Miranda (Expulso)
Patrick
01
04
10
11
14
16
18
19
27
28
29
30
Danilo Fernandes (gk)
Rodrigo Moledo
Andrés D’Alessandro [29’/2º]
Martín Sarrafiore
Patrick
Moisés [46′ ht] (Expulso)
Nonato
Rodrigo Lindoso [52’/2º]
Renzo Saravia
José Gabriel
Bruno Praxedes (Expulso)
Gustavo
Observações e Curiosidades
• Esta foi a primeira vez que as fduas equipes se enfrentaram na Libertadores;
• Paulo MIrando e Bruno Praxedes foram expulsos no banco de reservas
.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Silvio-Avila/AFP
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Silvio-Avila/AFP
Oito expulsões e nenhum gol marcaram o primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores. O Grêmio recebeu o Internacional nesta quinta-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos do torneio sul-americano, e as equipes ficaram no 0 a 0. Em jogo mais brigado que jogado, uma confusão generalizada no segundo tempo rendeu quatro expulsões de cada lado.

Com o empate, o Internacional segue na liderança por conta do saldo de gols. As duas equipes somam quatro pontos após uma vitória e um empate. O Colorado soma três de saldo, enquanto o Tricolor tem dois. Na terça-feira, o América de Cali-COL derrotou a Universidad Católica-CHI fora de casa e chegou a três pontos no 3º lugar; os chilenos estão zerados após duas derrotas.

O Gre-Nal 424 foi o primeiro das equipes na história da Libertadores. Os gaúchos já haviam feito quatro clássicos pela Sul-Americana, nas edições de 2004 e 2008, com uma vitória para cada lado, dois empates e duas classificações para o Colorado. Nesta quinta-feira, poucas chances e falta de pontaria nas oportunidades criadas.

Após primeiro tempo com mais investidas dos visitantes, o jogo ficou mais aberto na metade final e contou com oportunidades claras para os dois lados. Ninguém, porém, conseguiu tirar o 0 do marcador.

Primeiro tempo: Apesar de visitar o Grêmio, foi o Internacional quem criou as melhores chances da primeira etapa. Aos 12 minutos, a defesa gremista afastou escanteio cobrado por Boschilia, mas a boal sobrou para Edenílson na entrada da área. O volante experimentou chute de média distância, forçando boa defesa de Vanderlei no canto direito.

Aos 32, o Colorado teve a melhor chance do primeiro tempo com Boschilia. O meia tabelou com Guerrero e invadiu a área. Na hora de finalizar cara a cara com Vanderlei, tentou um toque por cavadinha, que saiu baixo e à esquerda da meta gremista.

Apesar de muita vontade das duas equipes, os lances foram os únicos dignos de nota nos primeiros 45 minutos.

Segundo tempo: Após passar despercebido ofensivamente no primeiro tempo, o Grêmio voltou mais ligado na segunda etapa. Aos 18 minutos, Jean Pyerre experimentou de média distância, a bola foi no canto esquerdo e forçou a primeira intervenção importante de Lomba no clássico.

O jogo ficou mais aberto e a resposta colorada veio aos 23 minutos. Edenílson pegou rebote da defesa do Grêmio e arriscou mais uma vez de fora da área. A bola quicou dentro da área, passou por Vanderlei e explodiu na trave. Dois minutos depois, Pepê fez fila na defesa do Inter, cortou três defensores em direção ao lado esquerdo e bateu cruzado, para nova defesa de Lomba.

As melhores chances do Gre-Nal surgiram nos momentos finais. Aos 34 minutos, Guerrero deixou para Boschilia, que invadiu a área pelo lado esquerdo e acertou a trave.

Três minutos depois, Cebolinha colocou para Luciano, que saiu livre na frente do goleiro. O atacante, que entrou no segundo tempo no lugar de Diego Souza, tentou marcar com cavadinha, mas colocou muita força e a bola passou por cima do gol.

Aos 40, cenas lamentáveis na Arena do Grêmio. Pepê e Moisés começaram confusão generalizada, que durou mais de 15 minutos e acabou com a expulsão dos dois, Edenílson, Cuesta, Praxedes (no banco), Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda (no banco).

Após a confusão, os times voltaram a campo com oito jogadores de cada lado. No minuto final, Victor Ferraz fez boa jogada pelo corredor direito e rolou para Lucas Silva. O volante pegou de primeira da meia-lua e a bola explodiu no travessão após leve desvio de Lomba. A bola acabou não entrando e o clássico gaúcho terminou sem gols; (Crédito: www.gazetaesportiva.com)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Copa Sul-Americana: Fortaleza 2 x 1 Independiente

Independiente marca gol, nos acréscimos, e elimina Fortaleza;
Crédito: www.laprensalatina.com
Final da Copa do Brasil
1 1º TEMPO 0
1 2º TEMPO 1
1 FINAL 1
2 Agregado 2
Fortaleza FICHA DO JOGO Independiente
• Competição (Tournament): Copa Sul-Americana – 1ª Fase – Jogo de Volta
• Data (Date): Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 21:30 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Arena Castelão, Fortaleza (CE)
• Público (Attendance): 52.552 pagantes – Renda: R$ 1.330.879,00
• Árbitro (Referee): Roberto Andrés Tobar (Chile)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Christian Schiemann (Chile)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Claudio Alejandro Rios (Chile)
• Quarto Árbitro (Fourth Official): Eduardo Gamboa (Chile)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Sem REgistro
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Felipe 38’/1º
Gabriel Dias 37’/2º
Wellington Paulista 46’/2º
Lucas Romero 02’/2º
Fabricio Bustos 49’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Juninho (Pen) 26’/1º
2-0 Marlon 33’/2º
1-2 Bruno Melo (Contra) 47’/2º
Fortaleza Esporte Clube Clube Atletico Indepemdoente
12
13
25
26
30
05
15
07
17
11
20
Felipe Alves
Gabriel Dias
Paulão
Jackson
Bruno Melo
Juninho
Felipe
Mariano Vázquez (Tinga)
David
Osvaldo (Wellington Paulista)
Romarinho (Marlon)
25
16
02
26
20
22
23
27
17
29
18
Martín Campaña
Fabricio Bustos
Alan Franco
Alexander Barboza
Gastón Silva
Lucas Romero
Domingo Blanco (Roa)
Braian Romero (Velasco)
Gastón Togni (Domínguez)
Leandro Fernández
Silvio Romero
Coach: Rogério Ceni 4-2-3-1 Coach: Lucas Pulsineri 4-4-2
01
02
06
08
09
10
19
23
24
27
28
29
Marcelo Boeck (gk)
Tinga [14’/2º]
Carlinhos
Derley
Wellington Paulista [44’/2º]
Ederson
Édson Carius
Max Allef (gk)
Geilson
Nenê Boninha
Marlon [32’/2º]
João Paulo
02
04
05
07
09
11
13
14
15
21
24
30
Thomas Ortega
Juan Di Lorenzo
Diego Mercado
Andrés Roa [38’/2º]
Alan Velasco [42’/2º]
Cecilio Domínguez [30’/2º]
Milton Álvarez
Lucas González
Alan Soñora
Lucas Benevidez
Sergio Barreto
Braian Martínez
Observações e Curiosidades
❏ Com esse resultado o Independiente classificou-se para a 2ª Fase;
❏ O Independiente classificou-se pelo gol marcado fora de casa;
❏ 13/02 – Independiente 1 x 0 Fortaleza → Ficha do Jogo
❏ Esta foi a primeira participação do Fortaleza numa competição internacional;

.:: Galeria de Imagens ::.
OMindependiente calou mais de 50 mil expectadores no castelão;
Crédito: www.twitter.com/Independiente
Desde o início do primeiro tempo, o Fortaleza dominou o adversário com a posse de bola. Aos 23 minutos, Osvaldo foi derrubado por Bustos dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Juninho bateu com precisão, no canto direito de Campaña, abrindo o placar para o Leão.

O Fortaleza não diminuiu o ritmo, porém não conseguiu levar perigo no restante do primeiro tempo. O Independiente assustou em finalização de Leandro Fernánedez de fora da área, obrigando Felipe Alves a fazer bela defesa.

Inspirado depois de sofrer o pênalti, Osvaldo voltou para a segunda etapa infernizando o lado direito da defesa dos argentinos. No entanto, a falta de pontaria atrapalhou o atacante. David recebeu grande passe de Paulão, tocou na saída do goleiro, mas o zagueiro adversário conseguiu se recuperar e salvou o Independiente.

Aos 33 minutos, o momento de apoteose no Castelão. Tinga lançou Gabriel Dias pela direita e o lateral tocou para trás. Marlon, que havia acabado de entrar, chegou batendo de primeira, no canto esquerdo de Campaña para fazer o segundo do Fortaleza.

No entanto, tudo foi por água abaixo aos 47 minutos. O Independiente desceu pela direita com Velasco, que rolou para Bustos chegar cruzando. A bola desviou em Bruno Melo e matou o goleiro Felipe Alves, eliminando o Fortaleza da Sul-Americana. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Flamengo Campeão da Recopa Sul-Americana 2020

Flamengo vence Boavista, de virada, e conquista a Taça Guanabara pela 22ª vez;
Crédito: www.twitter.com/Flamengo
Final da Copa do Brasil
1 1º TEMPO 0
2 2º TEMPO 0
3 FINAL 0
5 Agregado 2
Flamengo FICHA DO JOGO Independiente
• Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana 2020 – Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 26 de Fevereiro de 2020, 21:30 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Maracanã, Rio de Janeiro (BRA)
• Público (Attendance): 64.504 pagantes (Total: 69.986) – Renda: R$ 5.396.997,50
• Árbitro (Referee): Fernando Rapallini (Argentina)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Diego Bonfá (Argentina)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Gabriel Chade (Argentina)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Facundo Tello (Argentina)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Mauro Vigliano (Argentina)
• Assistente de Vídeo 1 (Video Assistant 1): Piero Maza (Chile)
• Assistente de Vídeo 2 (Video Assistant 2): Juan Belatti (Argentina)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Gérson 14’/1º
Willian Arão 23’/1º
Gustavo Henrique 43’/2º
Alan Franco 33’/2º
Alejandro Cabeza 41’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Gabriel Barbosa 19’/1º
2-0 Gérson 17’/2º
3-0 Gérson 44’/2º
Clube de Regatas do Flamengo Independiente Del Valle
01
13
03
02
05
16
08
07
14
09
21
Diego Alves
Rafinha
Rodrigo Caio
Gustavo Henrique
Filipe Luis
Willian Arão [Expulso]
Gérson
Éverton Ribeiro © (Michael)
Giogian de Arrascaeta (Vitinho)
Gabrile Barbosa
Pedro (Thiago Maia)
30
17
05
02
15
08
16
11
21
18
07
Jorge Pinos
Ángelo Preciado
Richard Schunke
Luis Segovia (Cabeza)
Beder Caicedo (Guerrero)
Lorenzo Faravelli (Nieto)
Cristian Pellerano ©
Jhon Jairo Sánchez
Alan Franco
Jacob Murillo
Gabriel Torres
Coach: Jorge Jesus 4-2-2-2 Coach: Miguel Ángel Ramírez
06
10
11
12
18
19
20
23
25
26
29
30
Renê
Diego Ribas
Vitinho [29’/2º]
César (gk)
Thiago Maia [26’/1º]
Michael [42’/2º]
Dantas
Pedro Rocha
Piris da Motta
Matheus Thuller
Lincoln
João Lucas (gk)
01
03
04
09
10
14
19
23
25
Wellington Ramírez (gk)
Pablo Alvarado
Anthony Landázuri
Alejandro Cabeza [40’/2º] [Expulso]
Efrén Mera
Dani Nieto [29’/2º]
Johao Chávez
Fernando Guerrero [9’/2º]
Hamilton Piedra (gk)
Observações e Curiosidades
❏ Com esse resultado o Flamengo sagrou-se campeão da Recopa Sul-Americana pela 1ª vez;
❏ Esta foi a 1ª vez que o Flamengo ganhou um título internacional jogando no Maracanã;
❏ Willian Arão e Cabeza foram expulsos com a ajuda do Árbitro de Vídeo (VAR);
❏ Bruno Henrique e Rodrigo Caio, machucados, não jogaram a final;
❏ Primeiro Jogo da Final: 19/02 – Del Valle 2 x 2 Flamengo → Ficha do Jogo
❏ Final da Supercopa Libertadores: 06/12 – Flamengo 1 x 0 Independiente → Ficha do Jogo
❏ Final da Copa Sul-Americana: 13/12 – Flamengo 1 x 1 Independiente → Ficha do Jogo
❏ Final da Supercopa do Brasil: 16/02 – Flamengo 3 x 0 Athletico (PR) → Ficha do Jogo
❏ Final da Taça Guanabra: 22/02 – Boavista 1 x 2 Flamengo → Ficha do Jogo

.:: Galeria de Imagens ::.
Flamengo campeão da Recopa Sul-Americana de 2020;
Crédito: www.twitter.com/Flamengo
Independiente Del Valle, do Equador, vice-campeão da Recopa 2020;
Crédito: www.twitter.com/IDV_EC
O Flamengo conquistou mais um título para sua coleção na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Diante do Independiente del Valle, na segunda partida da final da Recopa Sul-Americana, a esquadra de Jorge Jesus, mesmo com um a menos desde a metade do primeiro tempo, venceu por 3 a 0 e levantou a taça inédita em sua história.

Gabigol foi o grande destaque do jogo pela movimentação, um gol e a assistência para o segundo. Gerson, no segundo tempo, marcou os outros dois gols da final.

Com renda e público recordes em 2020, o Flamengo deu ao Brasil o 11º título da Recopa e consolidou o país como maior vencedor da competição.

A sequência de jogos do Flamengo continuará neste sábado com a estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, diante da Cabofriense, no Maracanã. Na próxima semana, o Rubro Negro estreia na fase de grupos da Libertadores na Colômbia, diante do Junior Barranquilla.

O Independiente del Valle surpreendeu ao entrar em campo disposto a jogar de igual para igual com o Flamengo no Maracanã. O técnico Miguel Angel Ramírez escalou sua equipe com três atacantes e foi de peito aberto para buscar o título. Sem Bruno Henrique, Jorge Jesus adotou um 4-4-2 com Gabigol e Pedro na frente.

Os equatorianos, muito bem organizados em campo, tentaram segurar o ataque do Fla com uma defesa alta e forçando o impedimento dos atacantes rubro-negros. Mas apesar da organização e do bom toque de bola, faltava qualidade ao Independiente e o Flamengo foi impondo seu jogo.

Aos 17, Gerson recebeu livre na área e, pressionado pelo goleiro Pino, tocou para Gabigol, que tentou a conclusão mas acertou o zagueiro Segovia com o arqueiro batido no lance.

No minuto seguinte, sob pressão do Flamengo na saida de bola, a defesa equatoriana deu um presente ao Rubro-Negro. O mesmo Segovia que salvou o lance anterior, tentou atrasar de cabeça para o goleiro e acertou o travessão. A bola voltou para Gabigol, que dessa vez não perdoou e colocou o Flamengo em vantagem.

O jogo estava à feição da equipe de Jorge Jesus quando aos 21 minutos, Willian Arão tentou tirar a bola de Caicedo e acabou acertando o peito do jogador do Independiente. Com a ajuda do VAR, o árbitro argentino Fernando Rapallini mostrou o cartão vermelho para o volante brasileiro.

Para recompor a equipe, Jorge Jesus chamou Thiago Maia e tirou o atacante Pedro de campo.

Com a desvantagem numérica, o Flamengo mudou sua postura em campo e se fechou na defesa. Com o posicionamento atrás da linha da bola, a equipe carioca fechava os espaços do Independiente e buscava os contra-ataques.

O jogo ficou mais concentrado entre as duas intermediárias no restante da etapa inicial, com cada equipe chegando com perigo apenas uma vez.

O Flamengo obrigou o goleiro Pinos a trabalhar aos 33. Everton Ribeiro lançou Gabigol, que partiu em velocidade, se livrou da marcação e chutou cruzado, mas Pinos fez grande defesa e mandou para fora.

Já o del Valle conseguiu assustar aos 37, quando Sanchéz bate prensado com Filipe Luís e a bola vai pela linha de fundo, mas passou perto.

O segundo tempo começa com o Independiente tentanto pressionar o Flamengo em seu campo. A equipe carioca, entretanto, fazia uma partida impecável defensivamente. Muito focados, os comandados do Míster ocupavam todos os espaços e dificultavam as ações ofensivas dos equatorianos.

Clique aqui e se cadastre no DAZN! Você terá acesso a todos os eventos da plataforma, grátis por 30 dias!

Aos 9, porém, Caicedo surpreendeu com um belo toque e deixou Faravelli de frente para Diego Alves. O goleiro rubro-negro salvou o gol com uma defesa com o pé no chute cruzado do meia do del Valle.

No momento de maior ímpeto do Independiente, brilhou mais uma vez a estrela de Gabigol. O artilheiro fez grande jogada pelo lado esquerdo ao cortar um adversário e se mandar em direção à área. A bola sobrou para Gerson, que dominou e chutou cruzado para o fundo da rede: 2 a 0.

A essa altura, perdendo por dois, o técnico Miguel Angel Ramírez foi para o tudo ou nada e colocou mais dois atacantes em campo, sacando um zagueiro e um lateral, além de um meia na vaga de um volante.

Mas de nada adiantou e o Flamengo seguiu muito bem na partida, até que aos 40 minutos, Cabeza fez falta em Léo Pereira e foi expulso. Com a igualdade numérica, o Flamengo voltou a dominar e teve tempo de marcar o terceiro.

Aos 43, em novo contra-ataque, Michael roubou a bola e tocou para Gabigol. O nove lançou Vitinho, que dominou, atraiu a marcação e rolou para Gerson tocar com categoria e fechar a conta do jogo. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Copa do Brasil: Afogados 2 x 2 Atlético

.:: A Zebra da Semana ::.
Afogados afoga Galo na crise e avança na Copa do Brasil, nos pênaltis;
Crédito: www.pe.superesportes.com.br
Final da Copa do Brasil
0 1º TEMPO 0
2 2º TEMPO 2
2 FINAL 2
7 Pênaltis 6
Afogados FICHA DO JOGO Atlético
• Competição (Tournament): Copa do Brasil 2020 – 2ª Fase – Jogo Único
• Data (Date): Quarta-Feira, 26 de Fevereiro de 2020, 21:30 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Vianão, Afogados da Ingazeira (PE)
• Público (Attendance): Sem Registro
• Árbitro (Referee): ~Sávio Pereira Sampaio (DF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): José Reinaldo Nascimento Jr. (DF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Lehi Souza Silva (DF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Diego Fernando Silva de Lima (PE)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Márcio 26’/1º
Márcio (2º Amarelo) 21’/2º
Eduardo Erê 32’/2º
Rodrigo 49’/2º
Allan 37’/2º
Gabriel 44’/2º
Hyoran 47’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Candinho 16’/2º
2-1 Philip 27’/2º
1-1 Gabriel 20’/2º
2-2 Ricardo Oliveira 33’/2º
Pênaltis | Penalties | Penales Pênaltis | Penalties | Penales
Diego Ceará (Perdeu) x : x
Douglas Bomba (Perdeu) x : x
Thalison 1 : 2
William Gaúcho 2 : 2
Philip 3 : 3
Rodrigo 4 : 4
Eduardo Erê 5 : 5
Diego Teles 6 : 6
Héverton 7 : 6
Rómulo Otero 1 : 0
Ricardo Oliveira 2 : 0
Allan (Perdeu) x : x
Natha (Perdeu) x : x
Jefferson Savarino 3 : 2
Guga 4 : 3
Guilherme Arana 5 : 4
Igor Rabello 6 : 5
Gabriel (Perdeu) x : x
Afogados da Ingazeira F.C. Clube Atlético MIneiro
01
07
02
06
11
05
04
03
08
09
10
Wallef ©
Jáder (Rodrigo)
Márcio
Heverton Luís
Thalyson
Douglas Bomba
Eduardo Erê
Diego Telles
Candinho (William Gaúcho)
Phillip
Diego Ceará
31
03
16
30
98
08
29
07
13
20
26
Michael
Maidana (Savarino)
Igor Rabelo ©
Gabriel
Guga
Jair (Ricardo Oliveira)
Allan
Otero
Guilherme Arana
Hyoran
Franco di Santo (Natan)
Coach: Pedro Manta 4-4-2 Coach: Rafael Dudamel 3-5-2
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
Éverton (gk)
Juninho
Sacramento
William Gaúcho [24’/2º]
Nem
Aurélio
Erivélton
Grafite
Rodrigo [37’/2º]
Lucas Piauí
Felipe
Danilo (gk)
01
06
14
19
22
23
25
27
41
50
70
99
Víctor (gk)
Fábio Santos
Zé Welison
Dylan
Mailton
Nathan [37’/2º]
Edinho
Ramón Martínez
Gustavo
Marquinhos
Jefferson Savarino [19’/2º]
Ricardo Oliveira [32’/2º]
Observações e Curiosidades
❏ Nos 90 minutos terminou 2 x 2. Não Houve prorrogação. Nos Pênaltis: Afogados 7×6;
❏ Com esse resultado o Afogados classificou-se para a Terceira Fase da Copa do Brasil;
❏ O goleiro Wallef defendeu os pênaltis cobrados por: Allan e Nathan;
❏ Diego Ceará, Douglas Bomba e Gabriel chutaram seus pênaltis para fora;
❏ Com a derrota o técnico Rafael Dudamel foi demitido do comando atleticano;
❏ Download da Súmula: → www.cbf.com.br/copa-do-brasil/sumulas.pdf

.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito: www.twitter.com/corujadosertao
A Coruja afogou o Galo mineiro;
Crédito: www.twitter.com/corujadosertao
Há jogos que antes mesmo da bola rolar já são históricos. Esse era o caso desse Afogados x Atlético-MG, no estádio Vianão, pela segunda fase da Copa do Brasil, valendo uma cota de R$ 1,5 milhão. Porém, as circunstâncias também ajudam a transformar esses jogos em eternos. E esse também foi o caso desse Afogados x Atlético-MG. Diante de um dos gigantes do futebol brasileiro, a Coruja do Sertão também foi gigante e orgulhou não só a sua torcida, mas como também todo o futebol pernambucano.

Mesmo com um jogador a menos durante boa parte do segundo tempo (o zagueiro Márcio foi expulso aos 22 minutos), o Afogados esteve por duas vezes a frente do placar, foi guerreiro, mas acabou cedendo o empate por 2 a 2 no tempo normal. Nos pênaltis, voltou a mostrar a garra sertaneja. A garra nordestina.

Mesmo após perder as duas primeiras cobranças, o time pernambuco foi buscar o resultado, com o goleiro Wallef defendendo duas cobranças e no fim o zagueiro Heverton Luiz convertendo o pênalti mais importante da história do futebol do interior do Estado. Vitória por 7 a 6. Afogados classificado e agora no aguardo do vencedor entre Ponte Preta e Vila Nova, que se enfrentam nesta quinta, em Campinas. Com R$ 1,5 milhão na conta. E com uma história linda para contar. Para se orgulhar. Para sempre.

O Afogados adotou uma postura digna da partida mais importante da curta história do clube (sete anos). Respeitando o Atlético-MG, mas sem se acovardar. Com três volantes, a estratégia adotada pelo técnico Pedro Manta era o de tentar bloquear ao máximo os ataques do adversário, mas sempre que tivesse a posse de bola, adotar uma postura vertical, de buscar o ataque e finalizar sempre que possível. E foi isso que a Coruja fez no primeiro tempo.

Dessa forma, os donos da casa chegaram a incomodar o Atlético-MG, principalmente nos 20 minutos iniciais. O problema era que, muitas vezes, a rapidez em tentar concluir as jogadas era confundida com afobação e isso facilitou o trabalho defensivo do Galo. Sem falar, claro, nas limitações técnicas da equipe sertaneja.

Um lance que exemplifica esse contexto ocorreu aos 14 minutos, quando o atacante Diego Ceará encontrou campo livre para avançar, entrar na área, mas finalizar mal, para fora, desperdiçando a melhor oportunidade do primeiro tempo.

Já o Atlético-MG, com três zagueiros (Maidana, Igor Rabelo e Gabriel) se mostrou lento na transição ofensiva e com pouca criatividade. Assim, mesmo com maior qualidade e mais posse de bola, a equipe mineira ameaçou basicamente em chutes de fora da área, com pouca penetração na área do Afogados.

No retorno para a etapa final, as duas equipes voltaram sem alterações. E o Atlético-MG, finalmente, conseguiu impor a sua superioridade técnica nos minutos iniciais, com uma marcação mais adiantada e explorando principalmente o lado esquerdo de ataque, com o venezuelano Otero.

Já o Afogados, mais retraído, passou a investir mais em contra-ataque e lances esporádicos. Como em uma cobrança de falta levantada na área, com Diego Ceará cabeceando para fora uma boa chance, aos nove minutos. E em um lance individual, a Coruja fez explodir de alegria o Vianão.

Aos 16 minutos, o meia Candinho, limpou o zagueiro Iago Maidana e mandou um belo chute de fora da área, sem defesa para o goleiro Michael, abrindo o placar. Logo após o gol do Afogados, o técnico Dudamel tirou um dos zagueiros (Maidana) para pôr em campo o meia Savarino.

A alegria sertaneja, no entanto, durou pouco. Aos 20 minutos, após confusão na área, a zaga do Afogados não conseguiu cortar e Gabriel empatou a partida. Logo em seguida, o zagueiro Márcio foi expulso por falta violenta deixando os donos da casa com um jogador a menos. Aos 24, o técnico Pedro Manta sacou Candinho, cansado, para a entrada do volante William Gaúcho.

Com o Afogados com um jogador a menos, sem seu principal articulador e o Atlético-MG com uma postura mais ofensiva, o cenário desenhava os minutos finais de pressão do Galo. Mas não foi exatamente o que aconteceu. Graças a uma nova grande jogada individual da Coruja.

Aos 27 minutos, o atacante Philip ganhou a jogada de Guilherme Arana, avançou, entrou na área e chutou cruzado para fazer um golaço. Porém, ainda havia muito tempo a ser jogado.

Novamente atrás do marcador, Dudamel colocou em campo o experiente atacante Ricardo Oliveira. E no seu primeiro toque na bola, o artilheiro empatou mais uma vez para o Atlético-MG, se antecipando ao zagueiro Heverton Luís. A decisão seria nos pênaltis. Era preciso ser forte mais uma vez.

E nos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro Wallef que defendeu as cobranças de Allan e Natan, deixando tudo igual após Diego Ceará e Douglas Bomba perderem as duas primeiras do Afogados. Depois de uma longa sequência de cobranças convertidas, Gabriel mandou para fora, para enfim, Heverton Luís mandar para as redes, explodindo de alegria o Vianão Felicidade que se espalhou por todo o interior. A Coruja nunca voou tão alto. (Crédito: www.pe.superesportes.com.br)

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Flamengo Campeão da Taça Guanabara 2020

Flamengo vence Boavista, de virada, e conquista a Taça Guanabara pela 22ª vez;
Crédito: www.twitter.com/Flamengo
Final da Copa do Brasil
1 1º TEMPO 1
0 2º TEMPO 1
1 FINAL 2
Pênaltis
Boavista FICHA DO JOGO Flamengo
• Competição (Tournament): Taça Guanabara 2006 – Final – Jogo Único
• Data (Date): Sábado, 22 de Fevereiro de 2020, 18:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Jornalista Mário Filho Maracanã, Rio de Janeiro/RJ
• Público (Attendance): 53.818 pagantes – Renda: R$ 2.166.600,00
• Árbitro (Referee): Marcelo de Lima Henrique (RJ)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Rodrigo Figueredo Henrique Corrêa (RJ)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Wágner Nascimento Magalhães
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Wellington Silva 09’/1º
Erick Flores 45’/1º
Jean 38’/2º
Vítor Faísca 48’/2º
Léo Pereira 10’/1º
Gustavo Henrique 25’/2º
Gabriel Barbosa 35’/2º
Gérson 48’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Jean (de Falta) 04’/1º
1-1 Diego Ribas 43’/1º
2-1 Gabriel Barbosa 34’/2º
Boavista Sport Club Clube de Regatas do Flamengo
01
02
05
14
06
08
10
07
23
11
30
Klever
Wellington Silva
Douglas Pedroso
Elivelton
Jean Víctor
Fernando Bob
Erick Flores ©
Jéfferson Renan
Michel (Thiago Mosquito)
Vinicius Tartá (Faísca)
Caio Dantas
37
30
02
04
06
33
10
11
19
24
21
César
João Lucas
Gustavo Henrique
Léo Pereira
Renê
Thiago Maia (Willian Arão)
Diego Ribas © (Éverton Ribeiro)
Michael
Vitinho (Gérson)
Gabriel Barbosa
Pedro
Coach: Paulo Bonamigo 4-4-2 Coach: Jorge Jesus 4-2-2-2
03
09
12
13
15
16
18
20
21
25
29
32
Gustavo Conceição
Thiago Mosquito [41’/2º]
Gabriel (gk)
Víctor Pereira
Thiago Silva
Luis Soares
Renan Donizete
Marquinhos
Gabriel Cassimiro
Vítor Faísca [18’/2º]
Zé Ricardo
Éverton Silva
01
05
07
08
15
16
25
26
28
29
32
55
Diego Alves (gk)
Willian Arão [15’/2º]
Éverton Ribeiro [46’ht]
Gérson [27’/2º]
Vinicius Souza
Filipe Luis
Piris da Motta
Matheus Thuler
Orlando Berrío
Lincoln
Pedro Rocha
Dantas
Observações e Curiosidades
❏ Com esse resultado o Flamengo sagrou-se campeão da Taça Guanabara pela 22ª vez;
❏ Com a conquista o Flamengo garantiu presença na Final do Campeonato Carioca 2020;
❏ Esta foi a terceira vez que Flamengo e Boavista fizeram a Final da Taça Guanabara;
❏ O meio-campista Thiago Maia fez sua estréia com acamisa do Clube de Regatas do Flamengo;
❏ Gabigol geralmente joga com a camisa 9, mas usou a camisa 24 em homenagem a Bruno Henrique que não jogou a final porque se machucou na primeira final da Recopa;
❏ O Flamengo não jogou com todos os titulares por causa da final da Recopa Sul-Americana, no meio de semana contra o Independiente del Valle (do Equador);
❏ Regulamento: Quem vencer será o campeão. Em caso de empate, decisão nos pênaltis;

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores do Flamengo comemoram a conquista da Taça Guanabara 2020;
Crédito: www.twitter.com/Flamengo
Flamengo 22 vezes campeão da Taça Guanabara;
Crédito: www.twitter.com/Flamengo
O Flamengo enfrentou o Boavista neste sábado de Carnaval, no Maracanã, e, de virada, venceu por 2 a 1 e conquistou a Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Jean, de falta, abriu o placar para o Boavista no início do primeiro tempo. Diego empatou antes do intervalo e Gabigol fez o gol do título no segundo tempo.

Este foi o 22º título do Rubro-Negro na Taça Guanabara. Com a conquista deste sábado, o Flamengo se garante na final do Campeonato Estadual independentemente do que acontecer na Taça Rio, segundo turno.

O foco do Flamengo se volta agora para a decisão da Recopa Sul-Americana contra o Independiente del Valle. O segundo jogo da final será nesta quarta-feira, no Maracanã. Na ida, no meio de semana, empate por 2 a 2 no Equador.

O Flamengo estreia na Taça Rio, segundo turno do Carioca, no próximo sábado, diante da Cabofriense, no Maracanã. Já o Boavista enfrenta o Botafogo no domingo, no Engenhão.

O Jogo – Enfrentando uma maratona de jogos decisivos desde a semana passada e com a final da Recopa Sul-Americana no meio da semana, o Flamengo escalou uma equipe composta basicamente por reservas. O zagueiro Gustavo Henrique e o artilheiro Gabigol, que não esteve com a equipe em Quito para a partida de ida da Recopa na última quarta, foram os únicos titulares entre os onze iniciais.

A falta de entrosamento do time Rubro-Negro ficou evidente assim que a bola rolou, e as dificuldades no sistema defensivo, com Léo Pereira cometendo seguidas falhas, foram fatais diante da bem armada e experiente equipe do Boavista.

Aos 4 minutos, Jefferson Renan dominou na direita do ataque e após se livrar da marcação de Léo Pereira, sofreu falta do zagueiro. Na cobrança, o lateral-esquerdo Jean soltou um balaço no ângulo direito de César, que não conseguiu evitar o gol: Boavista 1 a 0.

O Boavista seguiu assustando e causando problemas até a metade do primeiro tempo, quando o Flamengo finalmente começou a entrar no jogo. Aos 11, nova falta cobrada por Jean que Cesar deu rebote e Caio Dantas tentou a conclusão, mas César segurou com facilidade.

Na reta final do primeiro tempo, após a parada técnica, só deu Flamengo. Aos 35, escanteio que Vitinho cobrou pelo alto, Klever tirou de soco e Michael pegou o rebote e bateu para o gol. A bola desviou na zaga e subiu. O goleiro do Boavista defendeu com a ponta dos dedos.

O gol de empate saiu aos 43. Novo escanteio e Vitinho cobrou com um passe para Diego na entrada da área. O camisa 10 arriscou de longe e bateu para o gol. A bola desviou na defesa e Klever nada pode fazer.

As duas equipes retornaram sem alterações para o segundo tempo, mas o Flamengo aumentou a intensidade do jogo em busca da virada. O Boavista, sem pressa, contava com grandes defesas do goleiro Klever, que começou a trabalhar logo aos 2 minutos. Após tabela com Gabigol, Pedro chutou forte da entrada da área e Klever fez grande defesa.

Aos 8, blitz do Fla na área do Boavista. Vitinho cruza da direita e Pedro tenta a bicicleta. A bola bate na zaga e volta para Michael, que cruza pelo alto e Vitinho cabeceia para o chão. Klever novamente aparece para salvar o Boavista e mandar para escanteio.

Jorge Jesus decidiu mexer na equipe aos 15. Os titulares Willian Arão e Everton Ribeiro entraram em campo nos lugares de Thiago Maia e Diego, respectivamente. A esta altura, o jogo virou um ataque contra defesa.

Michael, um dos melhores em campo, fez um carnaval na defesa do Boavista aos 17 e tentou o chute. Klever voou e mandou para escanteio.

O volante Gerson substituiu Vitinho aos 27, e Jorge Jesus abandonou a formação com quatro atacantes para deixar o Fla com seu esquema 4-3-3 tradicional. O jogo passou a fluir melhor e aos 35 veio o gol da virada, numa bela jogada. Everton Ribeiro recebeu de Gabigol e deu para Pedro, que tocou de calcanhar para Gabigol finalizar de canhota e marcar o segundo.

O Flamengo controlou o jogo até o final e ainda esteve próximo de ampliar aos 45. Em nova jogada envolvendo Gabigol, Everton Ribeiro e Pedro, o centroavante finalizou por cima do travessão. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)


.:: Campanha do Campeão ::.
Data Fase Estádio Resultados
18/01 1ª Rodada Maracanã Macaé 0 x 0 C.R. Flamengo
22/01 2ª Rodada Maracanã Vasco da Gama 0 x 1 C.R. Flamengo
25/01 3ª Rodada Maracanã C.R. Flamengo 3 x 2 Volta Redonda
29/01 4ª Rodada Maracanã C.R. Flamengo 0 x 1 Fluminense
03/02 5ª Rodada Maracanã Resende 1 x 3 C.R. Flamengo
08/02 6ª Rodada Maracanã C.R. Flamengo 2 x 0 Madureira
12/02 Semifinal Maracanã Fluminense 2 x 3 C.R. Flamengo
22/02 Final Maracanã Boavista 1 x 2 C.R. Flamengo
# Campanha: 8 Jogos, 6 Vitórias, 1 Empate, 1 Derrota, 14 Gols Marcados e 7 Gols Sofridos
❏ Nas quatro primeiras rodadas o Flamengo jogou com o time sub 20;

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Final da Recopa: Independiente del Valle 2 x 2 Flamengo

Flamengo e Independiente del Valle empatam na primeira final da Recopa Sul-Americana;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Cristina-Vega/AFP
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved

Independiente
1 1º TEMPO 0
Flamengo
1 2º TEMPO 2
2 Final 2
# Extra #
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved
• Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana 2020 – Final – 1º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 22:30 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Olímpico Atahualpa, Quito (Equador / Ecuador)
• Público (Attendance): Sem Registro (None)
• Árbitro (Referee): Leodán González (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Nicolás Tarán (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Richard Trinidad (Uruguai / Uruguay)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Kevin Ortega (Peru)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Esteban Ostojich (Uruguai / Uruguay)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Cristian Pellerano 22’/1º
Beder Caicedo 48’/1º
Fernando Guerrero 02’/2º
Alejandro Cabeza 40’/2º
Gérson 18’/1º
Filipe Luis 32’/2º
Gustavo Henrique 41’/2º
Rafinha 45’/2º
Goals | Gols | Goles Goals | Gols | Goles
1-0 Jacob Murilo (Falta) 19’/1º
2-2 Cristian Pellerano (Pen) 45’/2º
1-1 Bruno Henrique 19’/2º
2-1 Pedro 40’/2º
Independiente Del Valle
Clube de Regatas do Flamengo
30
21
02
05
15
08
16
23
18
11
07
Jorge Pinos
Alan Franco
Luis Segovia
Richard Schunke
Bader Caicedo
Lorenzo Faravelli (Mera)
Cristian Pellerano
Fernando Guerrero (Cabeza)
Jacob Murillo
Jhon Sánchez
Gabriel Torres (Preciado)
01
13
03
02
05
16
08
10
07
14
27
Diego Alves
Rafinha
Rodrigo Caio (Thuler)
Gustavo Henrique
Filipe Luis
Willian Arão
Gérson
Diego Ribas © (Vitinho)
Éverton Ribeiro ©
Giogian de Arrascaeta
Bruno Henrique (Pedro)
Coach: Miguel Ángel Ramírez
Coach: Jorge Jesus 4-2-3-1
01
03
04
09
10
13
14
17
19
25
Wellington Ramírez (gk)
Pablo Alvarado
Anthony Landazuri
Alejandro Cabeza [15’/2º]
Efrén Mera [33’/2º]
Angelino Peralta
Daniel Nieto
Angelo Preciado [26’/2º]
Johao Chávez
Hamilton Piedra (gk)
06
11
15
19
21
26
29
30
32
33
37
55
Renê
Vitinho [46′ ht]
Vinicius Souza
Michael
Pedro [22’/2º]
Matheus Thuller [38’/2º]
Lincoln
João Lucas (gk)
Pedro Rocha
Thiago Maia
César (gk)
Dantas
Observações e Curiosidades
❏ Flamengo (Brasil): Campeão da Copa Libertadores da América de 2019;
❏ Independiente Del Valle (Equador): Campeão da Copa Sul-Americana de 2019;
❏ Regulamento: Com esse resultado quem vencer o próximo jogo será o campeão. Em caso de empate, por qualquer placar, a decisão será nas penalidades;
❏ Após marcar o gol de empate do Flamengo, o atacante Bruno Henrique chocou-se com o goleiro Pinos e saiu de campo substituido por Pedro. Depois o atacante rubro-negro foi levado a um hospital, da cidade, para realizar exames médicos;
❏ Aos 38’/2º o zagueiro Rodrigo Caio saiu de campo machucado e foi substituido por Thuler;
❏ Gabriel Barbosa (Gabigol) não foi relacionado para esse jogo porque cumpre suspensão por ter sido expulso na Final da Copa Libertadores. Ele estará ápito a jogar no segundo jogo.
.:: Galeria de Imagens ::.
Em Pé: Diego Alves, Gustavo Henrique, Filipe Luis, Rodrigo Caio, Willian Arão e Bruno Henrique; Agachados: Rafinha, Éverton Ribeiro, Diego Ribas, Gérson e Giorgian De Arrascaeta;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Cristina-Vega/AFP
Independiente Del Valle, do Equador, Campeão da Copa Sul-Americana;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Cristina-Vega/AFP
O Flamengo iniciou a briga pelo título da Recopa Sul-Americana na noite desta quarta-feira. No Estádio Atahualpa, após começar em desvantagem contra o Independiente del Valle, o time rubro-negro chegou a virar, mas sofreu o empate por 2 a 2 em pênalti polêmico nos minutos finais.

O segundo e decisivo confronto pela Recopa está marcado para as 21h30 (de Brasília) de quarta-feira, no Maracanã. Não há gol qualificado e, em caso de empate no saldo, o regulamento prevê prorrogação. Se a igualdade persistir, o campeão será conhecido nos pênaltis.

Antes de pensar no torneio continental, porém, o time comandado pelo técnico português Jorge Jesus entra em campo pelo Campeonato Carioca. Às 18 horas deste sábado, na final da Taça Guanabara, o Flamengo encara o modesto Boavista, no Estádio do Maracanã.

O Independiente Del Valle conseguiu inaugurar o marcador em Quito aos 19 minutos do primeiro tempo, quando Jhon Sanchez sofreu falta de Gerson pela direita. Em vez de levantar a bola na área, Murillo surpreendeu Diego Alves e bateu direto. O goleiro brasileiro vacilou e não conseguiu evitar o gol.

O Flamengo chegou a colocar a bola nas redes aos 26 minutos da etapa inicial. Após passe de Arrascaeta, Bruno Henrique apareceu nas costas da marcação, driblou o goleiro e tocou para o gol. O assistente, no entanto, marcou impedimento, confirmado pelo VAR após mais de quatro minutos de paralisação.

O Flamengo enfim chegou ao empate aos 20 minutos da etapa complementar. Após receber de Arrascaeta na esquerda, Bruno Henrique colocou na frente, passou por Schunke e tocou na saída de Pinos. O atacante acabou atingido pelo goleiro adversário e foi substituído por Pedro.

O time rubro-negro virou aos 40 minutos da etapa complementar. Everton Ribeiro pegou uma sobra pela direita e cruzou rasteiro. Bem posicionado, Pedro completou para as redes. Três minutos depois, o árbitro viu pênalti de Rafinha sobre Murillo. Na cobrança, Pellerano empatou. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Ficha Técnica: São Paulo 0 x 0 Corinthians

São Paulo e Corinthians empatam no Morumbi com erro de arbitragem;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Paulo-Pinto
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved

São Paulo
0 1º TEMPO 0
Corinthians
0 2º TEMPO 0
0 Final 0
# Extra #
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista 2020 – 1ª Fase – 6ª Rodada
• Data (Date): Sábado, 15 de Fevereiro de 2020, 19:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Morumbi, São Paulo (SP)
• Público (Attendance): 44.208 pagantes – Renda: R$ 2.006.260,83
• Árbitro (Referee): Douglas Marques das Flores (SP)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Danilo Manis (SP)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Neuza Back (SP)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Ilbert Estevam da Silva (SP)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Vítor Bueno 31’/1º
Daniel Alves 35’/2º
Reinaldo 47’/2º
Cássio 45’/2º
Goals | Gols | Goles Goals | Gols | Goles
0-0 90’min
0-0 90’min
São Paulo Futebol Clube
Sport Club Corinthians Paulista
01
20
02
03
06
08
10
15
12
07
09
Tiago Volpi
Juanfran
Robert Arboleda
Bruno Alves
Reinaldo
Tchê Tchê
Daniel Alves
Hernanes (Igor Gomes)
Vitor Bueno
Alexandre Pato (Liziero)
Pablo (Toró)
12
23
34
04
06
20
24
07
11
09
17
Cássio
Fágner
Pedro Henrique (Bruno Mández)
Gil
Lucas Piton
Camacho
Víctor Cantillo
Luan
Yony González (Everaldo)
Vágner Love (Pedrinho)
Mauro Boselli
Coach: Fernando Diniz 4-4-2
Coach: Tiago Nunes 4-3-3
02
04
13
14
18
22
23
26
27
30
Igor Vinicius
Ânderson Martins
Luan
Liziero [40’/2º]
Toró [29’/2º]
Éverton
Lucas Perri (gk)
Igor Gomes [12’/2º]
Diego Costa
Brenner
02
05
10
14
16
22
25
27
29
30
31
37
Míchel
Gabriel
Pedrinho [9’/2º]
Bruno Méndez [16’/2º]
Sidcley
Mateus Vital
Richard
Wálter (gk)
Mádson
Carlos Augusto
Jânderson
Everaldo [28’/2º]
Observações e Curiosidades
❏ O resultado deixa o São Paulo na terceira colocação do Grupo C, com 9 pontos, e há três jogos sem vencer. Já o Corinthians vai para 8 pontos, no segundo lugar do Grupo D, agora há dois jogos sem sair de campo com a vitória.
.:: Galeria de Imagens ::.
Momento em que Camacho derruba Igor Gomes, na área, e o árbitro não marca o pênalti;
Crédito da Imagem: www.gazetaesportiva.com/Paulo-Pinto
O primeiro Majestoso de 2020 terminou 0 a 0. Na noite deste sábado, Cássio e Tiago Volpi se destacaram com grandes defesas e impediram que a rede do Morumbi balançasse nesta sexta rodada do Campeonato Paulista. Boselli e Pato foram os principais vilões do clássico, que teve direito a revolta da torcida tricolor contra o técnico Fernando Diniz.

Tiago Nunes abdicou de Pedrinho, jogou Luan para a direita, abriu o estreante Yony na esquerda e colocou Love perto de Boselli. Até a metade do primeiro tempo, a estratégia não funcionou muito bem para o Corinthians.

O São Paulo, sem surpresas na escalação e com pressão na saída de boal do rival, incomodou, agrediu, quase sempre com três jogadores dentro da área.

Nas melhores oportunidades, Cássio defendeu chute de Vitor Bueno e viu Pablo mandar para a rede já com o jogo parado por impedimento, e Camacho tirou a bola de Hernanes quando o camisa 15 estava cara a cara com o arqueiro corintiano.

Na parte final da primeira etapa, o Corinthians melhorou, obteve mais a bola e só não foi para o intervalo à frente no placar pela falta de pontaria de Mauro Boselli. Em um minuto, o argentino desperdiçou duas oportunidades de maneira incrível.

Na primeira, tirou Volpi e, sem goleiro, dentro da pequena área, pegou tão mal na bola que o goleiro são-paulino teve tempo de voltar e salvar já em cima da linha. Depois, Piton cruzou na cabeça de Boselli, que totalmente livre, de novo frente a frente com Volpi, mandou pelos ares.

Segundo tempo: Dois minutos e foi o suficiente para a torcida do São Paulo pedir Igor Gomes.Com o jogo apenas morno, quem mexeu primeiro foi Tiago Nunes. Pedrinho substituiu Vagner Love. Não demorou, e ai sim Igor Gomes entrou na vaga de Hernanes.

O Corinthians não aguardava o São Paulo no campo de defesa e saia em busca da vitória como visitante. Mas, o espaço oferecido atrás por pouco não saiu caro. Sorte do Timão que Reinaldo titubeou na frente do gol e Cássio, com o pé, operou um milagre em finalização a queima roupa de Pato.

Com o equilíbrio restabelecido, Tiago Nunes foi obrigado a trocar Pedro Henrique por Bruno Méndez e Fernando Diniz mandou Toró para a vaga de Pablo e Liziero no lugar de Pato. A última escolha gerou revolta em parte da torcida tricolor, que xingou o técnico da equipe em coro.

No fim, em cobrança de falta na entrada da área, Luan meteu na gaveta e Volpi voou para uma fazer uma defesa espetacular. Na sequência, Bruno Alves respondeu com uma bomba de fora da área e Cássio também brilhou ao tirar a bola do ângulo.

Gritos homofóbicos: Com apenas três minutos de jogo, o árbitro Douglas Marques das Flores paralisou a partida porque torcedores do São Paulo gritaram “bicha” durante uma cobrança de tiro livre indireto feita por Cássio.

Os capitães das duas equipes foram chamados, o juiz comunicou também a delegada da partida e só então o jogo continuou. Pouco depois, o locutor do Morumbi pediu para os torcedores não repetirem o ato e foi atendido.

O que vem pela Frente: O São Paulo volta a campo no sábado, às 16h30, para enfrentar o Oeste, na Arena Barueri. O Corinthians também jogará no sábado de Carnaval, mas às 15h, em Diadema, contra o Água Santa. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

%d blogueiros gostam disto: