Posts Tagged ‘Futebol Russo’

Galo Derrota Racing e Avança na Libertadores

Lucas Pratto fez o gol da vitória e daclassificação do Galo;
www.gazetaesportiva.com/Bruno-Cantini/CAM
Ficha Tecnica
Atlético 2 x 1 Racing
2016 Copa Libertadores – Oitavas de Final
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América 2016 – Oitavas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, em Belo Horizonte/MG
• Público (Attendance): Sem Registro – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): Daniel Fedorczu (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Maurício Espinosa (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Richard Trindad (Uruguai / Uruguay)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Leodán González (Uruguai / Uruguay)
• Advertências (Cautions): Leandro Donizete 21′, Rafael Carioca 30′, Óscar Romero 30′, Gustavo Bou 62′, Marcos Acuña 76′ e Júnior Urso 76′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Carlos, aos 16’/1º 1-1 Lisandro López (pen), aos 21’/1º
2-1 Lucas Pratto (cab), aos 26’/2º
Clube Atlético Mineiro Racing Club de Avellaneda
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Victor Bagy
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
04 Fricson Erazo
06 Douglas Santos
05 Rafael Carioca
08 Leandro Donizete (Clayton)
20 Júnior Urso
07 Robinho (Eduardo)
13 Carlos (Hyuri)
09 Lucas Pratto
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
21 Nelson Ibañez
04 Iván Pillud
20 Sergio Vittor
02 Nicolás Sánchez
03 Leandro Grimi
15 Ezequiel Videla
11 Luciano Aued
16 Ricardo Noir (Milito)
10 Óscar Romero (Bou)
17 Marcos Acuña (Pereyra)
09 Lisandro López
Coach: Diego Aguirre Coach: Facundo Silva
17
19
23
24
26
29
30
Hyuri, aos 9’/2º
Carlos César
Clayton, aos 25’/2º
Uilson (gk)
Tiago Pagnussat
Patric
Eduardo, aos 34’/2º
05
07
12
19
22
23
26
Federico Vismara
Gustavo Bou, aos 10’/2º
Juan Agustín Musso (gk)
Fernando Pereyra, aos 40’/2º
Diego Milito, aos 32’/2º
Yonathan Cabral
Gastón Díaz
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 1 1 x 0 2 x 1
# Com esse resultado o Atlético classificou-se para as Quartas de Final;
# Nelson Ibañez defendeu um pênalti cobrado por Pratto aos 37′ do 2º tempo;
# Curiosidade: Esta é a quinta eliminação seguida do Corinthians em seu estádio;
# Links Externos (External Links): www.conmebol.com/confederacion-sudamericana-de-futbol
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional

.:: Galeria de Imagens ::.
Um bonito mosaico feito pela tortcida do Galo mineiro;
Crédito: globoesporte.globo.com
Um bonito mosaico feito pela tortcida do Galo mineiro;
Crédito: globoesporte.globo.com

Caiu no Horto, tá Morto

Ele deu assistência para gol, deu carrinho no campo de defesa, carimbou o travessão e garantiu a classificação do Atlético-MG para quartas de final da Copa Libertadores. Em um jogo complicadíssimo no Independência, Lucas Pratto foi tão decisivo, que na vitória por 2 a 1 do Galo sobre o Racing, em que marcou o segundo gol alvinegro, nem mesmo o pênalti perdido pelo centroavante no final da partida foi capaz de tirar o brilho da bela atuação do argentino.

Frente a um adversário cascudo, o Galo chegou a sair na frente na partida com Carlos, surpresa de Aguirre na escalação, mas acabou sofrendo o empate logo depois. O experiente time do Racing soube segurar a vantagem por um longo período da partida, anulando o ataque atleticano, que mostrava pouca criatividade.

Lucas Pratto, a única peça ofensiva atleticana que se destacava em campo, porém, num lance de bola parada, marcou o gol da vitória, colocando o Atlético-MG na próxima fase da Libertadores, onde enfrentará o São Paulo.

O Jogo – O Atlético-MG tentou fazer a sua tradicional pressão no Independência, mas se deparou com uma segura e equilibrada equipe do Racing, que se fechava bem, obrigando o Galo a arriscar arremates de fora da área. Além de se defender bem, o time argentino tocava bem a bola e, por muito pouco, não abriu o placar com Lisandro López, que carimbou a trave no começo da partida.

Mesmo sem chegar com contundência no ataque, o Galo mostrou eficiência na sua primeira chance na partida. Aos 16 minutos, Pratto cruzou na área e Carlos, surpresa de Aguirre na escalação, mandou para o fundo das redes. A resposta do Racing não demorou e cinco minutos depois, após pênalti cometido por Leandro Donizete, Lisandro López bateu bem, empatando a partida.

Após o gol argentino, o Atlético-MG sentiu o golpe, cedeu alguns contra-ataques ao Racing, especialmente pelo lado direito atleticano, e demorou a se recuperar na partida. A reação veio em dois lances espaçados com Pratto e Robinho. No final, Lisandro López quase marcou o segundo do Racing.

Na volta do intervalo, ambas as equipes seguiram mantendo um forte equilíbrio em campo, inclusive nas chances criadas. Se Pratto carimbou o travessão, Romero e Lisandro López obrigaram Victor a fazer duas importantes defesas. Com o tempo, o Galo tentou manter o ritmo intenso, mas começou a parar na falta de inspiração de seus jogadores de frente.

E foi na presença do único jogador do ataque que se apresentava bem no Horto, que o Galo marcou o segundo. Em lance de bola parada, Lucas Pratto mostrou presença para testar firme e superar o goleiro do Racing aos 26 minutos da etapa complementar.

Em desvantagem no placar, o Racing se lançou para o ataque, e o Galo, tranquilo na partida, teve a sua chance para fazer o terceiro na reta final da partida, após o árbitro marcar pênalti para a equipe mineira. Pratto, no entanto, acabou perdendo, em bela defesa do goleiro Ibañez. Ainda no final, o Atlético-MG ainda desperdiçou ótima chance com Júnior Urso, mas, apesar do sufoco nos acréscimos, a defesa atleticana conseguiu segurar bem a classificação.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com/Gustavo-Aleixo


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Fortaleza Vence Flamengo pela Copa do Brasil

Fortaleza vence Flamengo pela segunda fase da Copa do Brasil;
www.lance.com.br/Jarbas-Oliveira/Futura-Press
Ficha Tecnica
Fortaleza 2 x 1 Flamengo
Segunda Fase da Copa do Brasil de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2016 – Segunda Fase – 1º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Plácido Aderaldo Castelo “Arena Castelão”, em Fortaleza/CE
• Público (Attendance): 36.213 pagantes – Renda: R$ 900.597,00
• Árbitro (Referee): Marielson Alves Silva/BA (CBF1)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Elicarlos Franco de Oliveira/BA (CBF1)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Dijalma Silva Ferreira Júnior/BA (CBF2)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Luiz César de Oliveira Magalhães/CE (CBF1)
• Advertências (Cautions): Juan 35′, Jorge 42′, Guerrero 88′ e Cuéllar 90’+3
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Anselmo, aos 20’/1º 1-1 Guerrero, aos 20’/2º
2-1 Felipe, aos 26’/2º
Fortaleza Esporte Clube Clube de Regatas do Flamengo
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Ricardo Berna
02 Felipe (Elivelton)
03 Lima
04 Edimar
06 Wilian Simões
22 Dudu Cearense
05 Juliano
07 Pio (Corrêa)
11 Jean Mota (Juninho)
10 Everton
09 Anselmo
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
48 Paulo Victor
02 Rodinei
14 Wallace
04 Juan Silveira
06 Jorge
26 Gustavo Cuellar
05 Willian Arão
23 Federico Mancuello
31 Fernandinho (Gabriel)
07 Marcelo Cirino (Ederson)
09 Paolo Guerrero
Coach: Marquinhos Santos Coach: Muricy Ramalho
08
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Moacir
Erivélton (gk)
Railan
Leonardo Luiz
Corrêa, aos 28’/2º
Daniel Sobralense
Núbio Flávio
Clebinho
Ronaldo
Elivélton, aos 38’/2º
Juninho, aos 25’/2º
Max Walef (gk)
08
10
17
21
20
38
41
43
44
47
Márcio Araújo
Ederson, aos 33’/2º
Gabriel, aos 24’/2º
Pará
Chiquinho
Alex Muralha (gk)
Ronaldo
Léo Duarte
Thiaguinho
Felipe Viseu
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1
# Com esse resultado o Fortaleza joga por um empate, no próximo jogo, para se classificar;
# O Flamengo terá que vencer por 1 x 0 ou mais gols de diferença pra se classificar;
# Se o Flamengo vencer por 2 x 1 a decisão será nas penalidades;
# Jogo de Volta: 18/05 – Flamengo x Fortaleza, no Raulino Oliveira, em Volta Redonda/RJ;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional
# Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10, de Fortaleza/CE

.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito: globoesporte.globo.com
Crédito: globoesporte.globo.com

Fortaleza Abrre Vantagem

Mesmo com tempo para trabalhar após a eliminação no Campeonato Carioca, o Flamengo não mostrou evolução e perdeu por 2 a 1 para o Fortaleza, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. Com o resultado, os rubro-negros vão precisar vencer o duelo de volta para avançar para a Terceira Fase da competição nacional.

Os rubro-negros sofreram com a armação das jogadas e viram o Fortaleza ser mais perigoso na partida. Os donos da casa abriram o placar no primeiro tempo com Anselmo. O peruano Guerrero empatou o jogo na etapa final para o Flamengo. No entanto, Felipe marcou belo gol e decretou a vitória dos cearenses.

O Flamengo terá dez dias para trabalhar, pois só volta a campo na estreia do Campeonato Brasileiro, no dia 14, contra o Sport, em Volta Redonda. O confronto de volta contra o Fortaleza será somente no dia 18, também no Raulino de Oliveira.

O jogo – Empurrado pela torcida, o Fortaleza não se intimidou com o Flamengo e criou a primeira chance da partida logo aos cinco minutos, em chute de Anselmo que passou próximo ao gol de Paulo Victor. Os rubro-negros responderam quatro minutos depois, quando Mancuello aproveitou cruzamento pela direita e cabeceou para boa defesa de Ricardo Berna.

O confronto era equilibrado e aberto, com as duas equipes em busca do ataque. O Fortaleza chegou com perigo novamente aos 18 minutos. Dudu Cearense arriscou de fora da área e quase acertou o canto de Paulo Victor. Só que aos 20, os donos da casa abriram o placar no Castelão. Everton passou por Cuéllar e lançou para Anselmo na área. O atacante foi esperto e tocou na saída do goleiro flamenguista.

O gol adversário não mudou a atitude do Flamengo. No entanto, os cariocas só criaram uma boa chance aos 26 minutos. Fernandinho fez boa jogada individual pela esquerda, mas chutou por cima do travessão. O Fortaleza, com a vantagem, recuou e passou a focar nos contra-ataques.

Na parte final, os visitantes tiveram nova oportunidade de empatar com Fernandinho, aos 38 minutos. Mais uma vez, o atacante chutou por cima do gol. A resposta do Fortaleza veio em seguida. Em contra-ataque rápido, Anselmo foi lançado e tentou encobrir Paulo Victor. No entanto, o lateral esquerdo Jorge salvou os cariocas. Assim, os donos da casa foram para o intervalo a frente no marcador.

No segundo tempo, o Flamengo tentou voltar com mais disposição, mas continuava tendo dificuldade na armação das jogadas. No entanto, os cariocas quase empataram aos sete minutos. Após cruzamento de William Arão, Guerrero subiu mais que a zaga e cabeceou próximo ao travessão de Ricardo Berna.

Aos poucos, os flamenguistas passaram a dominar o jogo, mas só chegaram ao gol aos 20 minutos. Após cruzamento na área, William Arão escorou para Guerrero, que matou no peito e chutou no canto de Ricardo Berna.

Após o revés, o Fortaleza voltou a se lançar ao ataque e não demorou para ficar novamente a frente do placar no Castelão. Aos 26 minutos, Felipe fez grande jogada pela direita, passou pela zaga rubro-negra e chutou sem chance para o Paulo Victor.

O Flamengo não desanimou e quase empatou aos 30 minutos. Mancuello recebeu a bola no bico da área pela esquerda e acertou belo chute cruzado. No entanto, o goleiro Ricardo Berna se esticou para fazer grande defesa. Depois, foi a vez de Gabriel cabecear e parar no goleiro cearense.

Nos minutos finais, o Fortaleza soube segurar as investidas do Flamengo, que pouco produziu para chegar ao empate. Assim, os donos da casa conseguiram manter a vitória até o apito final.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Decidiu Classificação em Itaquera, Já Era

Jogadores do nacional comemoram a classificação para as Quartas de Final;
www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Ficha Tecnica
Corinthians 2 x 2 Nacional
2016 Copa Libertadores – Oitavas de Final
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América 2016 – Oitavas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Arena Corinthians “Itaquera”, em São Paulo/SP
• Público (Attendance): 43.098 pagantes – Renda: R$ 2.888.299,19
• Árbitro (Referee): Néstor Pitana (Argentina)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Diego Bonfá (Argentina)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Cristian Navarro (Argentina)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Jorge Baliño (Argentina)
• Advertências (Cautions): Ramirez 19′, Felipe 26′, Bruno Henrique 41′, Tabó 81′, S. Romero 85′, Porras 90′, Polenta 90’+2 e Egurén 90’+3
• Expulsão (Sent Off): Fágner, aos 45′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-1 Lucca, aos 14’/1º 1-0 Nicol López, aos 5’/1º
2-2- Marquinhos Gabriel (pen), aos 49’/2º 2-1 Santiago Romero, aos 12’/2º
Sport Club Corinthians Paulista Club Nacional de Fútbol
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
12 Cássio Ramos
23 Fágner
28 Felipe
03 Yago
06 Uendel
25 Bruno Henrique (Danilo)
00 Giovanni Augusto (Marquinhos)
07 Elias
26 Rodriguinho
30 Lucca (Romero)
09 André
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Esteban Conde
04 Jorge Fucile
28 Mauricio Victorino
23 Diego Polenta ©
22 Alfonso Espino
14 Gonzalo Porras (Egurén)
19 Santiago Romero
11 Leandro Barcia (Tabó)
07 Kevin Ramírez
30 Sebastián Fernández (Carballo)
09 Nicolás “Nico” López
Coach: Tite Coach: Gustavo Munúa
02
04
10
11
20
21
27
Edilson
Fabián Balbuena
Guilherme
Ángel Romero, aos 14’/2º
Danilo, aos 25’/2º
Marquinhos Gabriel, aos 48’/2º
Wálter (gk)
05
08
16
18
20
25
29
Erick Cabaco
Sebastián Eguren, aos 90’/2º
Matías Cabrera
Felipe Carballo, aos 22’/2º
Leo Gamalho
Luis Mejía (gk)
Cristian Tabó, aos 28’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 1 1 x 1 2 x 2
# Com esse resultado o Nacional classificou-se para as Quartas de Final;
# O Nacional de Montevideu classificou-se por ter marcado gols fora de casa;
# Esteban Conde defendeu um pênalti cobrado por André aos 37′ do 2º tempo;
# Curiosidade: Esta é a quinta eliminação seguida do Corinthians em seu estádio;
# Links Externos (External Links): www.conmebol.com/confederacion-sudamericana-de-futbol
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional

Eliminado de Novo

O Corinthians não foi o time frio que prometia ser para ir além das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Nesta quarta-feira, a equipe comandada por Tite repetiu o seu fracasso de 2015 – eliminação nesta fase do torneio continental logo após cair nos pênaltis nas semifinais do Campeonato Paulista – ao empatar com o uruguaio Nacional por 2 a 2 em Itaquera.

Havia tensão na Zona Leste de São Paulo antes mesmo de a bola rolar. A torcida organizada do Corinthians fez festa com o uso dos controversos sinalizadores, o que retardou o início do jogo. Pouco tempo depois, Nico López abriu o placar em um vacilo da defesa corintiana. A reação veio ainda no primeiro tempo, com Lucca, porém Romero (o uruguaio) reduziu as esperanças brasileiras no segundo. André ainda desperdiçou um pênalti – o sétimo da sua equipe em dez batidos no ano. Marquinhos Gabriel converteu o 11º no final.

Após considerar que tinha conquistado um bom resultado ao empatar por 0 a 0 com o Nacional em Montevidéu, portanto, o Corinthians não soube tirar proveito da “vantagem” para evitar a manutenção de um trauma recente. Já são cinco eliminações acumuladas em Itaquera – antes, o time parou em Palmeiras (Campeonato Paulista), Guaraní, do Paraguai, (Libertadores), Santos (Copa do Brasil) e mais recentemente Grêmio Osasco Audax (Paulista).

A queda desta semana foi ainda a sétima do Corinthians em uma oitavas de final de Libertadores, somando-se às de 1991, 2003, 2006, 2010, 2013 e 2015. Fora do torneio continental, os comandados do antes elogiado Tite precisarão se conformar em iniciar a defesa do título brasileiro do ano passado. A estreia na competição de pontos corridos será contra o Grêmio, em Itaquera, no domingo de 15 de maio. Nesse período, o Nacional irá se preparar para enfrentar o vencedor do confronto entre Boca Juniors, da Argentina, e Cerro Porteño, do Paraguai.

O jogo – A torcida resolveu incendiar a partida em nome do Corinthians. Minutos antes de o árbitro Néstor Pitana soar o seu apito, o público organizado acendeu os seus polêmicos sinalizadores atrás do gol defendido por Cássio, o que trouxe muita fumaça para dentro de campo.

Não demorou para que o ambiente ficasse ainda mais nebuloso para o Corinthians. Aos quatro minutos, o Nacional aproveitou uma falha generalizada da defesa do time da casa para abrir o placar. Em posição duvidosa, Nico López cruzou para a área da direita, e Fagner levou a pior pelo alto. O mesmo centroavante ficou com a sobra após disputa entre Cássio e Fernández e chutou para a rede.

Já àquela altura, estava excluída a possibilidade de a vaga nas quartas de final ser decidida por meio dos pênaltis, já traumáticos para o Corinthians nesta temporada. A “frieza” que Tite tanto pediu aos seus jogadores na véspera do jogo, no entanto, começava a faltar à sua equipe também com a bola rolando.

Foram com cobranças de escanteio, em meio à gritaria da torcida, que o Corinthians voltou para a partida. Felipe assustou o Nacional com duas boas cabeçadas depois de tiros de canto.

Aos 14 minutos, o Corinthians marcou o gol de empate. Giovanni Augusto tabelou com Fagner pela direita e colocou a bola na área do Nacional. Lá dentro, Victorino e Fucile se atrapalharam com a presença de André, e Lucca ficou livre para empurrar para dentro.

Lucca extravasou e reagiu como um torcedor após a igualdade. Ergueu a mão para o céu, cumprimentou quase todos os seus companheiros e brandiu os braços no ar. De tão empolgado, ficou afoito e passou a abusar do individualismo, embora fosse uma boa válvula de escape pela esquerda. Na direita, Giovanni Augusto, recuperado de lesão bem antes do previsto, sentia o ritmo intenso da partida.

Mesmo com a classificação assegurada com um empate, o Nacional não cedeu facilmente à pressão corintiana. O técnico Gustavo Munúa adiantou a marcação do seu time, prejudicando a saída de jogo adversária. Muitos torcedores, então, contrariaram Tite e impacientaram-se nas arquibancadas. Rodriguinho colaborava com a irritação com erros de passe e de domínio.

Para acalmar o público, o Corinthians colocou a bola no chão. Aos 33, Elias avançou bem pelo meio e deixou Lucca em condições de marcar o seu segundo gol na ponta esquerda. Desta vez, o goleiro Conde fez a defesa com o pé. Pouco depois, Rodriguinho desperdiçou outra boa chance, cabeceando por cima do gol após cruzamento de Fagner.

Apesar da melhora, o final do jogo foi preocupante para o Corinthians. Giovanni Augusto reclamou de dores e quase deu lugar a Marquinhos Gabriel. E, aos 45, o mesmo meia titubeou por causa de Nico López (que pedia para receber atendimento médico e levantou-se em seguida), gerando pane na defesa corintiana. Na sequência do lance, Cássio evitou o gol uruguaio com grande defesa em cabeceio de Fernández.

A malandragem de Nico López foi um prenúncio de que a partida ficaria bastante pegada no segundo tempo. Os jogadores das duas equipes só desceram para o vestiário depois de muita confusão. O Corinthians, com pressa, retornou de lá rapidamente. O Nacional, satisfeito com o resultado parcial, valorizaria o tempo o máximo que pudesse.

E a tranquilidade do Nacional superou o ímpeto corintiano. Depois de 14 muitos de contundência (ainda que sem tanta organização) da equipe mandante, a visitante chegou ao gol. Fernández recebeu de Nico López e bateu de fora da área. Cássio espalmou, e Romero finalizou cruzado e certeiro no rebote.

De imediato, Tite apostou em Romero e no estreante Marquinhos Gabriel nos lugares de Lucca e Giovanni Augusto. Como o Corinthians continuou abatido, apenas rolando a bola de um lado a outro diante da área, o técnico resolveu contar também com a experiência de Danilo. Bruno Henrique saiu vaiado para a entrada do meia. Guilherme, apática principal contratação para 2016, permaneceu no banco de reservas.

Mudado, o Corinthians iniciou um jogo de ataque contra defesa diante do Nacional. A melhor chance para empatar apareceria aos 37 minutos, quando Marquinhos Gabriel foi derrubado por Polenta. Pênalti. André se apresentou para a cobrança, deu a sua paradinha característica e praticamente jogou nas mãos de Conde a vaga nas quartas de final da Libertadores.

No final, a noite melancólica ainda teve a expulsão de Fagner, por cometer uma falta com o jogo parado. E, mesmo com um atleta a menos, o time de Tite alcançou o empate. Em uma penalidade – agora, bem cobrada por Marquinhos Gabriel (apesar dos gritos da torcida para Danilo bater), no penúltimo minuto de vida do Corinthians na Copa Libertadores da América deste ano.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com/Helder-Júnior-e-Tomás-Rosolino


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

UEFA Champions League 2015-16 Semifinal: Real Madrid 1 x 0 Manchester City

Bale marcou o gol da vitória e da classificação do Real Madrid;
Crédito: www.uefa.com/Getty-Images
Ficha Tecnica
Real Madrid 1 x 0 Man. City
Resultado Agregado: Real Madrid 1 x 0 Manchester City
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): UEFA Champions League 2015/2016 – Semifinal – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 Maio de 2016, as 15:45 hs (de Brasilia) 20:45 local
• Estádio (Stadium): Real Madrid CF – Santiago Bernabéu, em Madrid (Espanha / SPA)
• Público (Attendance): 78.300 expectadores
• Árbitro (Referee): Damir Skomina (Eslovênia / SVN)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Jure Praprotnik (Eslovênia / SVN)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Robert Vukan (Eslovênia / SVN)
• Assistente Adicional 1 (Additional Assistant 1): Matej Jug (Eslovênia / SVN)
• Assistente Adicional 2 (Additional Assistant 2): Slavko Vinčić (Eslovênia / SVN)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Bojan Ul (Eslovênia / SVN)
• Advertências (Cautions): De Bruyne 30′, Fernando 71′, Vázquez 83′ e Otamendi 90’+4
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Gareth Bale, aos 19’/1º
Real Madrid Club de Fútbol Manchester City Football Club
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Keylor Navas
15 Dani Carvajal
03 Pepe
04 Sergio Ramos ©
12 Marcelo
19 Luka Modrić (Kovačić)
08 Tony Kroos
22 Isco (James Rodríguez)
20 Jesé (Vázquez)
07 Cristiano Ronaldo
11 Gareth Bale
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Joe Hart
03 Bacary Sagna
04 Vincent Kompany © (Mangala)
30 Nicolás Otamendi
22 Gaël Clichy
06 Fernando
25 Fernandinho
42 Yaya Touré (Sterling)
15 Jesús Navas (Iheanacho)
17 Kevin De Bruyne
10 Sergio Kun Agüero ©
Coach: Zinedine Zidane Coach: Manuel Luis Pellegrini
02
10
13
16
18
23
29
Raphaël Varane
James Rodríguez, aos 22’/2º
Kiko Casilla (gk)
Mateo Kovačić, aos 43’/2º
Lucas Vázquez, aos 11’/2º
Danilo
Borja Mayoral
07
11
13
14
18
20
72
Raheem Sterling, aos 16’/2º
Aleksandar Kolarov
Willy Caballero (GK)
Wilfried Bony
Fabian Delph
Eliaquim Mangala, aos 10’/1º
Kelechi Iheanacho, aos 24’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 0 x 0 1 x 0
# Com esse reesultado o Real Madrid classificou-se para a grande final;
# A UEFA deu o gol para Fernando (contra) em vez de Gareth Bale;
# Real Madrid: Camisa, Calção e Meias Brancas com detalhes Pretos;
# Manchester: Camisa, Calção e Meia Marca Texto com detalhes Pretos;
# Links Externos (External Links): www.uefa.com/uefachampionsleague/2015-2016
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional
# Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10, afiliada da Globo;

.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito: globoesporte.globo.com/twitter/Atleti

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

São Paulo Perde mas Segue na Libertadores

Graça ao primeiro jogo São Paulo classifica-se para as Quartas de Final;
www.gazetaesportiva.com/Maria-Calls/AFP
Ficha Tecnica
Toluca 3 x 1 São Paulo
Resultado Agregado: Deportivo Toluca 3 x 5 São Paulo
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América 2016 – Oitavas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 19:15 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Nemesio Díez, em Toluca (México)
• Público (Attendance): Sem Registro – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): Wilson Lamouroux (Colômbia)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Wilmar Navarro (Colômbia)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Alexander Leon (Colômbia)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Gustavo Murillo (Colômbia)
• Advertências (Cautions): Da Silva 2′, Húdson 22′, Calleri 53′, Kelvin 65′ e Tejo 68′
• Expulsão (Sent Off): Centurión, aos 46′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Fernando Uribe, aos 17’/1º 1-1 Michel Bastos, aos 5’/2º
2-1 Enrique Trivério, aos 15’/2º
3-1 Fernando Uribe, aos 41’/2º
Deportivo Toluca Fútbol Club São Paulo Futebol Clube
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Alfredo Talavera
30 Jordan Silva
04 Paulo da Silva
03 Aaron Galindo
00 Rodriguez
15 Antonio Ríos (Navarro)
26 Erbin Trejo (Brambila)
13 Christian Cueva
11 Carlos Esquivel
20 Fernando Uribe
21 Enrique Trivério
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Dênis
02 Bruno
03 Rodrigo Caio
27 Maicon
21 Eugenio Mena
25 Hudson
23 Thiago Mendes
11 Wesley
30 Kelvin (Caramelo)
07 Michel Bastos (Centurión)
12 Jonathan Calleri (Alan Kardec)
Coach: Eduardo Bauza Coach: José Cardozo
02
05
09
10
19
22
25
Francisco Gamboa
Christian Pérez
Martín Abundiz
Lucas Lobos
Edy Brambila, aos 23’/2º
Liborio Sánchez (gk)
Alejandro Navarro, aos 23’/2º
04
10
13
14
16
20
22
Lucão
Paulo Henrique Ganso
Wilder Guisao
Alan Kardec, aos 13’/2º
Matheus Caramelo, aos 28’/2º
Ricardo Centurión, aos 11’/2º
Renan Ribeiro (gk)
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 2 x 1 3 x 1
# Mesmo perdendo o São Paulo classificou-se porque venceu o 1º jogo, no Morumbi por 4 x 0;
# Links Externos (External Links): www.conmebol.com/confederacion-sudamericana-de-futbol
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional

Graças aos 4 x 0

O São Paulo está classificado para as quartas de final da Copa Libertadores, mas continua sem vencer fora de casa nessa temporada. Nessa quarta-feira, o Tricolor foi derrotado por 3 a 1 pelo Toluca, no estádio Nemesio Díez, e se garantiu na próxima fase por ter goleado os mexicanos por 4 a 0 no jogo de ida, no Morumbi. O adversário da equipe na sequência da competição será o Atlético-MG, que venceu o Racing por 2 a 1, no Independência.

Assim como fez no empate por 1 a 1 com o Strongest, na altitude de La Paz, o técnico Edgardo Bauza deixou Ganso no banco e apostou numa trinca de volantes formada por Hudson, Thiago Mendes e Wesley. A estratégia tinha o objetivo de minimizar os efeitos dos 2.600 metros de altitude da cidade de Toluca. Dessa vez, contudo, o Patón optou por manter o camisa 10 entre os reservas durante toda a partida.

No primeiro tempo, o time sofreu com a pressão dos mexicanos e levou um gol de Uribe. Mas Michel Bastos, no início do segundo tempo, balançou as redes para tranquilizar o São Paulo. Aos 15 da etapa complementar, Triverio aproveitou cruzamento da esquerda e colocou o Toluca à frente mais uma vez. Aos 41, Uribe anotou o terceiro e sacramentou a vitória – insuficiente para classificar a equipe local.

A eliminação do Toluca marcou o último jogo do paraguaio José Cardozo à frente do time. Ele já havia adiantado que se demitiria do cargo no último domingo, quando disse adeus à disputa do Campeonato Mexicano. Já o São Paulo fará a primeira partida das quartas de final na próxima semana. O duelo de ida será realizado no Morumbi.

O Jogo – O São Paulo não deixou o Toluca respirar e sofreu uma falta com Thiago Mendes, na entrada da área, no primeiro minuto da partida. Na cobrança, o volante Wesley mandou no canto direito e obrigou Talavera a se esticar para espalmar a bola. Após o susto, os mexicanos entraram no jogo e foram para cima do rival. Entre os cinco e 12 minutos, a equipe da casa finalizou com certo perigo em três ocasiões, mas não conseguiu vazar a defesa do Tricolor.

Com volume maior de jogo, o Toluca contou com uma falha de posicionamento do São Paulo para abrir o marcador. Aos 17 minutos, o time cobrou falta rápida na esquerda e Trejo cruzou a bola para a área. O atacante Uribe se livrou da marcação de Rodrigo Caio e só teve o trabalho de empurrar com a cabeça para dentro do gol. Aos 21, o Tricolor respondeu em chute cruzado de Michel Bastos, mas o tiro saiu sem assustar Talavera.

O treinador do Toluca, José Cardozo, estava irritado com as decisões do juiz Wilson Lamouroux e reclamou de forma tão insistente que foi expulso de campo aos 27 minutos. Ele pulou a cerca que separava o campo da arquibancada e continuou comandando o time junto da torcida. Entre os fãs mexicanos ele viu o meia Cueva perder uma grande oportunidade. Aos 30, o jogador invadiu a área pela esquerda, ganhou de Maicon na corrida e finalizou para fora do gol.

A pressão mexicana seguiu até o início do intervalo. Aos 42 minutos, Rodrigo Caio apareceu na hora certa e cortou um cruzamento perigoso para o atacante Trivério. O alívio tricolor só veio aos cinco minutos do segundo tempo. O meia Michel Bastos aproveitou a ausência de marcação e invadiu a área pela esquerda. Sem ângulo, ele mandou um chute cruzado e superou o goleiro Talavera para igualar o placar. O jogador, no entanto, sofreu uma lesão no lance e teve de ser substituído por Centurión.

Irritado com os rivais mexicanos, Calleri foi preservado por Bauza e acabou substituído por Alan Kardec. Centurión, aos 13, foi derrubado dentro da área pelo zagueiro, mas o árbitro entendeu que o lance havia ocorrido fora e deu somente a falta. Dois minutos depois, Trejo cruzou da esquerda e Triverio se adiantou à marcação para cabecear. O goleador do Toluca contou com um desvio de Rodrigo Caio para passar por Denis e anotar o segundo dos mexicanos.

A dianteira do time local deu início a uma série de provocações entre os jogadores. Kelvin, inclusive, foi substituído por Mateus Caramelo por se envolver em discussões com os mexicanos. Uribe, aos 41 minutos, foi o autor do gol que selou a vitória do Toluca. Ele aproveitou o passe que recebeu dentro da área e finalizou livre de marcação. Já o argentino Centurión encontrou tempo de ser expulso ao cuspir no rosto de um jogador adversário.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com/Gustavo-Aleixo


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

UEFA Champions League 2015-16 Semifinal: Bayern München 2 x 1 Atletico Madrid

Lewandowski marca o gol da vitória do Bayern contra o Atlético Madrid;
Crédito: globoesporte.globo.com/uefa.com
Ficha Tecnica
Bayern 2 x 1 Atletico
Resultado Agregado: Bayern München 2 x 2 Atletico Madrid
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): UEFA Champions League 2015/2016 – Semifinal – 2º Jogo
• Data (Date): Terça-Feira, 3 de Maio de 2016, as 15:45 hs (de Brasilia) 20:45 local
• Estádio (Stadium): Allianz Arena, em Munique (Alemanha / Germany)
• Público (Attendance): cerca de 70.000 expectadores
• Árbitro (Referee): Cüneyt Çakır (Turquia / Turkey)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Çem Satman (Turquia / Turkey)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Tarik Ongun (Turquia / Turkey)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Serkan Ok (Turquia / Turkey)
• Advertências (Cautions): Giménez 34′ e Javi Martínez 84′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Xabi Alonso, aos 30’/1º 1-1 Antoine Griezmann, aos 8’/2º
2-1 Robert Lewandowski, aos 28’/2º
Fussball-Club Bayern München Club Atletico Madrid
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Manuel Neuer
21 Philipp Lahm ©
17 Jérôme Boateng
08 Javi Martínez
27 David Alaba
14 Xabi Alonso
25 Thomas Müller
23 Arturo Vidal
11 Douglas Costa (Coman)
07 Franck Ribéry
09 Robert Lewandowski
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
13 Jan Oblak
20 Juanfran
02 Diego Godín
24 José María Giménez
03 Filipe Luís
12 Augusto Fernández (Carrasco)
14 Gabi ©
17 Saúl Ñíguez
06 Koke (Savić)
07 Antoine Griezmann (Partey)
09 Fernando Torres
Coach: Josep “Pep” Guardiola Coach: Diego Simeone
04
06
13
19
26
29
32
Serdar Tasci
Thiago Alcántara
Rafinha
Mario Götze
Sven Ulreich (gk)
Kingsley Coman, aos 28’/2º
Joshua Kimmich
01
15
16
19
21
22
23
Miguel Ángel Moyà (gk)
Stefan Savić, aos 48’/2º
Ángel Correa
Lucas Hernández
Yannick Carrasco, no Intervalo
Thomas Partey, ais 37’/2º
Luciano Vietto
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1
# Mesmo perdendo o Atletico classificou-se para a grande final;
# O Atlético classificou-se porque marcou um gol fora de casa;
# Jan Oblak defendeu um pênalti cobrado por Thomas Müller aos 33′ do 1º tempo;
# Manuel Neuer defendeu um pênalti cobrado por Fernando Torres aos 38′ do 2º tempo;
# Esta foi a terceira semifinal consecutiva de Pep Guardiola com o Bayern de Munique e a 3ª eliminação. Antes havia sido eliminado pelo Real Madrid e Barcelona respectivamente;
# Atletico: Camisa, Calção e Meias Azul-Marinho com detalhes Brancos;
# Bayern: Camisa, Calção e Meia Vermelhas com detalhes Brancos;
# Links Externos (External Links): www.uefa.com/uefachampionsleague/2015-2016
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional
# Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10, afiliada da Globo;

.:: Galeria de Imagens ::.
A torcida do Bayern München fez um bonito mosaico antes do inicio do jogo;
Crédito: globoesporte.globo.com/twitter/Atleti
Os dosi times perfilados para a execução dos hinos nacionais;
Crédito: www.twitter.com/FCBayernEN

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Furacão Atropela Coxa na Primeira Decisão

Furacão atropela Coxa e abre boa vantagem para o segundo jogo;
Crédito: www.globoesporte.globo.com

Atlético 3 x 0 Coritiba
Primeira Final do Campeonato Paranaense de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paranaense de 2016 – Final – Primeiro Jogo
• Data (Date): Domingo, 1 de Maio de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Joaquim Américo “Arena da Baixada”, em Curitiba/PR
• Público (Attendance): 26.357 pagantes (Total: 29.074) – Renda: R$ 1.043.910,00
• Árbitro (Referee): Rafael Traci/PR (FPF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Ivan Carlos Bohn/PR (FPF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Jefferson Cleiton Piva da Silva/PR (FPF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Nilo Neves de Souza Júnior/PR (FPF)
• Advertências (Cautions): Deivid 45′, Pablo André 60′, Reginaldo 67′, Hernani 69′, Vinicius 69′, Hernani 75′, Vilches 87′, João Paulo 90′ e Wérverton 90′
• Expulsão (Sent Off): Hernani, aos 30′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Thiago Heleno (cab), aos 7’/1º
2-0 Ewandro, aos 19’/2º
3-0 Hernani (Falta), aos 23’/2º
Clube Atlético Paranaense Coritiba Football Club
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Weverton
33 Léo (Cleberson)
13 Paulo André
44 Thiago Heleno (Vilches)
08 Sidcley
23 Hernani [Expulso]
05 Deivid
92 Pablo
96 Ewandro (Jadson)
11 Nikão
18 Walter
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Elisson
22 Reginaldo
28 Juninho
03 Luccas Claro (Walisson Maia)
30 Carlinhos
31 João Paulo
05 Alan Santos
37 Thiago Lopes (Ruy)
08 Vinícius (Leandro)
07 Negueba
30 Kleber Gladiador
Técnico: Paulo Autuori Técnico: Gilson Kleina
01
02
03
04
10
22
25
32
39
42
77
88
Santos (gk)
Eduardo
Christian Vilches, aos 29’/2º
Cléberson, aos 42’/2º
Marcos Guilherme
Bruno Mota
Bruno Pereirinha
Giovanny
Jádson, aos 31’/2º
Pará
Ânderson Lopes
Crysan
04
11
12
15
16
18
20
21
26
35
77
98
Rafael Marques
Leandro, aos 27’/2º
Rafael Martins
César Benitez
Amaral
Jorge Ortega
Rafael Veiga
Walisson Maia, aos 17’/2º
Ruy, aos 22’/2º
Ícaro
Guilherme Parede
Dodô
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 2 x 0 3 x 0
# Com esse reesultado o Atlético joga por um empate, no próximo jogo, para ser campeão;
# O Coritiba terá que vencer por três ou mais gols de diferença pra ser campeão;
# Atletico: Camisa listrada em Vermelho-Preto, Calção e Meias Pretas;
# Coritiba: Camisa, Calção e Meia Brancas com detalhes Verde-Preto;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/finais-dos-estaduais-2016
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/finais-dos-estaduais-2016
# Súmula da Federação Paranaense de Futebol (FPF): www.federacaopr.com.br/sumula.pdf

.:: Galeria de Imagens ::.
Imagem interna da Arena da Baixada do Atlético Paranaense;
Crédito: globoesporte.globo.com/twitter/Atleti
O colombiano Valderrama veio prestigiar a final paranaense;
Crédito: globoesporte.globo.com/twitter/Atleti

Furacão Atropela Coxa

O Atlético Paranaense fez valer o fator casa na Arena da Baixada e bateu o rival Coritiba por 3 a 0, na primeira partida das finais do Campeonato Paranaense 2016. O resultado é um grande passo para o Rubro-Negro acabar com o jejum de títulos, já que não levanta uma taça desde o Estadual de 2009.

Depois de uma primeira etapa brigada, mas com poucas chances reais, depois do intervalo, aos sete minutos, Léo cruzou e Thiago Heleno cabeceou para as redes, abrindo o placar. Aos 19 minutos, Ewandro aproveitou falha defensiva para aparecer com liberdade e ampliar. De falta, aos 23 minutos, Hernani fez um belo gol para fechar a contagem.

As equipes voltam a se encontrar no próximo final de semana, desta vez no Estádio Couto Pereira. O Furacão pode perder por até dois gols de diferença que ainda assim ficará com o título Estadual.

O jogo – O técnico Paulo Autuori surpreendeu ao promover algumas alterações não esperadas, como a entrada de Ewandro no lugar de Marcos Guilherme e Hernani na vaga de Jadson, ambos por opção técnica. Com a bola rolando, o clima era tenso em campo, com algumas disputas mais viris. Faísca entre Negueba e Hernani, que levou a pior com um corte na cabeça. Na sequência, Léo e Kléber também trocaram gentilezas. Futebol mesmo somente aos seis minutos, em chute de primeira de Walter que exigiu grande defesa de Elisson.

O Furacão tinha maior posse e tentava pressionar, enquanto o Coxa se postava na defesa. Aos 14 minutos após troca de passes, Pablo arriscou o chute de longe, por cima a meta. Aos 19 minutos, Léo cruzou, Walter se desequilibrou e a bola sobrou para Ewandro, que arrematou com perigo. Em uma rara chegada alviverde, aso 23 minutos, Kléber ensaiou um chute e foi travado por Paulo André.

O torcedor, que não lotou a Arena, tentava empurrar, mas o ritmo da partida caiu bastante. Para tentar quebrar um pouco a monotonia, Walter soltou uma bomba, aos 32 minutos, para grande defesa de Elisson. O Atlético tentava ir para o intervalo com vantagem e voltou a acelerar. Aos 42 minutos, Sidcley partiu para a jogada individual e cruzou para Ewandro chegar chutando forte, por cima do gol.

Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem modificações. Aos cinco minutos, Reginaldo chutou de longe e mandou por cima da meta. Até que, aos sete minutos, Nikão cobrou falta para Léo, que cruzou na medida para Tiago Heleno testar para o fundo das redes e abrir o placar. O Furacão seguia mais ousado e, aos 10 minutos, foi a vez de Hernani bater de longe e isolar.

Após lançamento para Ewandro, aos 19 minutos, o atacante aproveitou cochilo da defesa para aparecer na frente do goleiro e tocar no canto para marcar o segundo. O Alviverde tentou responder, um minuto depois, com Negueba, que chutou para boa intervenção de Weverton. Mas, aos 23 minutos, Hernani cobrou falta com perfeição para fazer o terceiro.

Hernani recebeu o segundo cartão amarelo, aos 30 minutos, deixando o Rubro-Negro com um a menos em campo. Aos 33 minutos, Ruy partiu em velocidade, mas se precipitou e chutou de longe, sem perigo. Aos 41 minutos, Ruy cobrou fala e Pablo subiu no segundo andar para afastar o perigo da área atleticana. O Furacão soube administrar o resultado e saiu de campo com grande vantagem para o segundo jogo.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com/Luiz-Felipe-Fagundes


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira aqui: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: