Archive for the ‘Jogos Palmeiras’ Category

Ficha Técnica: Palmeiras 3 x 0 São Paulo

Palmeiras derrota São Paulo e mantém tabu contra o tricolor paulsita;
Credit: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Ficha Tecnica
Palmeiras 3 x 0 São Paulo
Campeonato Paulista Primeira Divisão 2017
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista – Primeira Fase – 8ª Rodada
• Data (Date): Sábado, 11 de Março de 2017, as 16:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): SE Palmeiras – Allianz Parque, em São Paulo/SP
• Público (Attendance): 36.090 pagantes – Renda: R$ 2.309.892,74
• Árbitro (Referee): Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Bruno Salgado Rizo (SP)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Adriano de Assis Miranda (SP)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Thiago Santos, aos 6’/2º João Schimidt, aos 33’/1º
Vítor Hugo, aos 14’/2º Cícero, aos 46’/1º
Tchê Tchê, aos 28’/2º Rodrigo Caio, aos 31’/2º
Gols| Goals | Goles Gols| Goals | Goles
1-0 Dudu (de Cobertura), aos 45’/1º
2-0 Tchê Tchê, aos 10’/2º
3-0 Alejandro Guerra, aos 25’/2º
Sociedade Esportiva Palmeiras São Paulo Futebol Clube
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fernando Prass
22 Fabiano (Jean)
26 Yerri Mina
04 Vitor Hugo
06 Egídio
21 Thiago Santos
08 Tchê Tchê
15 Michel Bastos
18 Alejandro Guerra
07 Dudu (Keno)
29 Willian (Borja)
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Dênis
18 Julio Buffarini
26 Douglas
03 Rodrigo Caio
22 Junior Tavares
25 Jucilei (Wellington Nem)
08 Cícero
15 João Schmidt (Lucas Fernandes)
23 Thiago Mendes
31 Luiz Araújo (Araruna)
14 Lucas Pratto
Coach: Eduardo Baptista Coach: Rogério Ceni
02
05
09
12
14
17
19
20
23
25
27
37
Jean, aos 33’/2º
Arouca
Alecsandro
Miguel Borja, aos 22’/2º
Jaílson (gk)
Erik
Rafael Marques
Raphael Veiga
Roger Guedes
Antônio Carlos
Keno, aos 29’/2º
Vitinho
02
04
05
07
09
17
20
21
22
28
29
33
Bruno
Lucão
Diego Lugano
Neilton
Andrés Chávez
Gilberto
Shaylon
Wellington Nem, no Intervalo
Renan Ribeiro (gk)
Felipe Araruna, aos 30’/2º
Lucas Fernandes, aos 18’/2º
Breno
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 2 x 0 3 x 0

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

Anúncios

Ficha Técnica: Atletico Tucumán (ARG) 1 x 1 Plameiras

.:: Copa Libertadores da América 2017 ::.
Com um jogador a menos Palmeiras segura o empate contra o Tucuman;
Credit: www.gazetaesportiva.com/Walter-Monteros/AFP
Ficha Tecnica
Tucuman 1 x 1 Palmeiras
Copa Libertadores da América 2017
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América – Grupo 5 – 1ª Rodada
• Data (Date): Quarta-Feira, 8 de Março de 2017, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Monumental Presidente José Fierro, Tucumán (Argentina)
• Público (Attendance): 35.000 expectadores
• Árbitro (Referee): Mario Alberto Díaz de Vivar (Paraguai / Paraguay)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Eduardo Cardozo (Paraguai / Paraguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Milcíades Saldivar (Paraguai / Paraguay)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Eber Aquino (Paraguai / Paraguay)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Bruno Bianchi, aos 39’/1º Víto Hugo, aos 19’/1º
Leonel Di Plácido, aos 46’/1º Víto Hugo, aos 21’/1º
Fernando Prass, aos 35’/2º
Gols| Goals | Goles Gols| Goals | Goles
1-0 Fernando Zampedri, aos 25’/1º 1-1 Keno, aos 40’/1º
Club Atletico Tucumán Sociedade Esportiva Palmeiras
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Cristian Lucchetti
24 Leonel Di Plácido
02 Bruno Bianchi
04 Ignacio Canuto
03 Fernando Evangelista
05 Nery Leyes
18 Rodrigo Aliendro (Rodríguez)
08 Guillermo Acosta (Méndez)
10 Leandro González (Mendoza)
09 FErnando Zampedri
11 Cristian Menéndez
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Fernando Prass
02 Jean
03 Edu Dracena
04 Vítor Hugo [Expulso]
11 Zé Roberto
30 Felipe Melo
21 Thiago Santos
15 Michel Bastos (Antônio Carlos)
07 Dudu ©
27 Keno (Róger Guedes)
12 Miguel Borja (Willian)
Coach: Pablo Lavallén Coach: Eduardo Baptista
07
13
15
16
20
21
25
Luis Rodríguez, aos 37’/2º
Mauricio Rosales
Díaz Ayala
Enrique Meza
Fabio Álvarez
Javier Mendoza, aos 21’/2º
José Méndez, aos 29’/2º
05
06
14
18
23
25
29
Arouca
Egídio
Jailson (gk)
Alejandro Guerra
Roger Guedes, aos 19’/2º
Antônio Carlos, aos 24’/1º
Willian, aos 41’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 1 0 x 0 1 x 1
• Esta é a primeira participação do Atlético Tucumán na fase de Grupo da Libertadores;
• Palmeiras: Camisa Verde, Calção Verde e Meias Verde;
• Tucumán: Camisa Branco, Calção Branco e Meia Brancas;

.:: Galeria de Imagens ::.
Time do Palmeiras que estreou na Libertadores empatando fora de casa;
Credit: www.gazetaesportiva.com/Walter-Monteros/AFP

Crônica do Jogo

O Palmeiras viveu um típico jogo de Copa Libertadores em sua estreia na edição 2017 do torneio. Buscando o bi da competição, o Verdão arrancou um empate por 1 a 1 contra o Atlético Tucumán, na noite desta quarta-feira, na Argentina, em partida em que teve um jogador a menos desde a metade do primeiro tempo. Melhor tecnicamente, porém, o Alviverde não sofreu sustos e teve boas oportunidades, mas Miguel Borja perdeu três chances claras de gol. Coube a Keno empatar a partida após Zampedri abrir o placar.

Atuando no Estádio José Fierro, que tem as arquibancadas muito próximas ao gramado e estava absolutamente lotado por cerca de 35 mil pessoas, o Verdão começou bem a partida cadenciando o jogo e segurando o ímpeto dos mandantes. Estabelecido no confronto, teve a primeira grande chance com Miguel Borja, mas Lucchetti fez um milagre na defesa.

Na metade do primeiro tempo, Vitor Hugo cometeu duas faltas para matar contra-ataque em menos de cinco minutos – a segunda duvidosa -, recebeu dois cartões amarelos e acabou expulso. O Verdão nem pôde se recuperar do baque e, aos 24 minutos, acabou sofrendo o gol de Zampedri, que fez seu quarto tento em cinco jogos na Libertadores.

Com um a menos, Eduardo Baptista saiu do 4-2-3-1 inicial e montou o Palmeiras no 4-4-1, com Thiago Santos e Felipe Melo pelo meio, Keno e Dudu avançando pelas laterais e Miguel Borja isolado na frente.

E foi justamente em uma jogada treinada exaustivamente pelo treinador que o Alviverde empatou com Keno. Dudu cobrou falta frontal na área, Thiago Santos cabeceou para o meio e o camisa 27 estufou as redes.

No segundo tempo, o Palmeiras se defendeu muito bem com duas linhas de quatro e não passou sustos. O Verdão apostou no contra-ataque, mas não teve tantas chances. Na melhor oportunidade do jogo, Miguel Borja perdeu sua terceira no jogo ao chutar para fora, sozinho dentro da área, após ótima jogada de Dudu.

O Palmeiras começou o jogo trocando passes em seu campo de defesa, sem forçar a saída de bola e tentando cadenciar a partida para segurar o âmbito do Atlético Tucumán nos primeiros 15 minutos. Depois de se estabelecer no confronto, porém, o Verdão começou a buscar o ataque.

Com 20 jogados, o Alviverde só não abriu o placar graças a um milagre do goleiro Lucchetti. Keno avançou pela esquerda, passou por dois marcadores, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Borja. O colombiano bateu de primeira, mas o goleiro argentino mostrou muito reflexo para impedir o terceiro gol do centroavante pelo Verdão.

O jogo se desenhava bem para o Palmeiras, mas logo em seguida, uma sequência de quatro minutos mudou a partida negativamente para o Verdão. Primeiro, Vitor Hugo trombou com Zampedri em contra-ataque dos argentinos, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Imediatamente, Eduardo Baptista colocou Antônio Carlos e sacou Michel Bastos do time.

O Verdão nem pôde se recuperar do baque e, aos 24 minutos, acabou sofrendo o gol. Evangelista cruzou pela esquerda e encontrou Zampedri no primeiro pau. O artilheiro se antecipou a Edu Dracena e conseguiu finalizar, de costas para o gol. A bola encobriu Fernando Prass, bateu no segundo poste e morreu nas redes.

Atrás no placar e com um jogador a menos, o Palmeiras demorou a se encontrar na partida e só conseguiu uma nova oportunidade de marcar aos 32 minutos. Dudu dominou na entrada da área, girou sobre o zagueiro e deu linda enfiada para Borja. O colombiano entrou na área pela esquerda, ajeitou para o pé direito e chutou forte, mas Lucchetti saiu do gol e defendeu bem.

A oportunidade seguinte veio em cobrança de bola parada e, na jogada exaustivamente treinada pelo Palmeiras um dia antes, o Verdão empatou o jogo. Dudu cobrou falta frontal para a direita da área, Thiago Santos cabeceou para o meio e Keno chegou bem para completar para o gol.

Para a segunda etapa, o Palmeiras voltou modificado taticamente, mas sem substituições. Do 4-2-3-1 inicial, o time de Eduardo Baptista passou para o 4-4-1, com Thiago Santos e Felipe Melo pelo meio, Keno e Dudu avançando pelas laterais e Miguel Borja isolado na frente.

Sem sofrer sustos no segundo tempo, o Palmeiras apostava no contra-ataque para conseguir um segundo gol e só não virou o jogo pela falta de pontaria de Miguel Borja. Dudu avançou pela direita, brigou com os zagueiros, deixou três marcadores para trás e rolou para o colombiano. O camisa 12 entrou na área sozinho, pela direita e bateu cruzado, no contrapé de Lucchetti, mas acabou mandando para fora.

Com duas linhas de quatro bem postadas na defesa, o Verdão não tomava sufoco, mas não conseguia criar chances de gol. A melhor oportunidade veio aos 34 minutos, quando Jean cruzou na área, a bola passou pela defesa área e chegou ao segundo pau. Dudu subiu de cabeça, mas não alcançou para desviar para as redes.

Com o resultado, Palmeiras e Atlético Tucumán dividem a segunda posição do Grupo 5 da Copa Libertadores. A liderança no momento está com o Jorge Wilstermann-BOL, que goleou o Peãnrol, lanterna, por 6 a 2 na primeira partida da chave. Na sequência, o Verdão encara Jorge Wilstemann e Peãnrol, ambos em casa. (Crédito: gazetaesportiva.com)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

27/11/2016 – Palmeiras 1 x 0 Chapecoense

.:: Campeonato Brasileiro 2016 ::.
Depois de 22 anos Palmeiras conquista o campeonato brasileiro da Série A;
Credit: www.gazetaesportiva.com
Ficha Tecnica
Palmeiras 1 x 0 Chape
Campeonato Brasileiro Série A de 2016
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Campeonato Brasileiro Série A 2016 – 37ª Rodada
• Data (Date): Domingo, 27 de Novembro de 2016, as 17:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Arena do Palmeiras “Palestra Itália”, em São Paulo/SP
• Público (Attendance): 40.986 expectadores – Renda: R$ 4.171.317,26
• Árbitro (Referee): Ânderson Daronco/RS (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Rafael da Silva Alves/RS (ASP-FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Alexandre Antônio Prunelli Kleiniche/RS (CBF1)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Roger Goulart/RS (CBF2)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Fabiano, aos 22’/2º Bruno Rangel, aos 21’/1º
Marcelo, aos 40’/1º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Fabiano, aos 25’/1º
Sociedade Esportiva Plameiras Associação Chapecoense de Futebol
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
49 Jailson (Fernando Prass)
02 Fabiano (Gabriel)
03 Edu Dracena
04 Vitor Hugo
11 Zé Roberto
32 Tchê Tchê (Thiago Santos)
17 Jean
28 Moisés
07 Dudu
23 Róger Guedes
33 Gabriel Jesus
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Danilo
02 Gimenez
13 Marcelo
45 Filipe Machado
89 Alan Ruschel
77 Matheus Biteco
88 Cleber Santana (Gil)
35 Sérgio Manoel
94 Tiaguinho (Ailton Canela)
23 Lucas Gomes
09 Bruno Rangel (Kempes)
Técnico: Cuca Técnico: Caio Júnior
01
05
06
08
10
14
16
18
19
21
29
31
Fernando Prass, oas 44’/2º
Arouca
Egidio
Lucas Barrios
Cleiton Xavier
Erik
Fabricio
Gabriel Girotto, aos 30’/2º
Rafael Marques
Thiago Santos, aos 35’/2º
Alecsandro
Thiago Martins
04
05
06
08
11
33
40
50
60
70
Neto
Josimer
Dener
Gil, no Intervalo
Ananias
Kempes, aos 31’/2º
Jakson Follmann (gk)
Arthur Maia
Mateus Caramelo
Canela, aos 27’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 0 x 0 1 x 0
# Com esse resultado o Plameiras sagrou-se campeão brasileiro faltando uma rodada;
# Palmeiras: Camisa Verde, Calção Branco e Meias Verdes (Adidas);
# Chapecoense: Camisa Branca, Calção Verde e Meia Brancas;
# Links Externos (Externa Links): www.gazetaesportiva.com/galeria-de-imagens

.:: Galeria de Imagens – Images Gallery ::.
Jogadores do Palmeiras comemoram a conquista do título brasileiro;
Credit: www.gazetaesportiva.com/
Imagem interna do estadio do Palmeiras horas antes do inicio do jogo;
Credit: www.gazetaesportiva.com/

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Santos Derrota Palmeiras nos Pênaltis e vai à Final pela 8ª Vez Seguida

O goleiro Vanderlei foi o héroi da classificação defendendo dois pênaltis;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Ficha Tecnica
Santos 2 x 2 Palmeiras
Na Decisão por Pênaltis: Santos 3 x 2 Palmeiras
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista de 2016 – Semifinal – Jogo Único
• Data (Date): Domingo, 24 de Abril de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Urbano Caldeira “Vila Belmiro”, em Santos/SP
• Público (Attendance): 13.690 pagantes – Renda: R$ 688.235,00
• Árbitro (Referee): Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza/SP
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Ânderson Jose de Moraes Coelho/SP
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Alex Ang Ribeiro/SP
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Adriano de Assis Miranda/SP
• Advertências (Cautions): Egidio 17′, Elano 45’+1, Alecsandro 45’+3, Gabriel Girotto 45’+4, Gabriel Jesus 55′, Thiago Martins 57′, Matheus Sales 61′, Vítor 75′, Vágner 90′ e Vítor Hugo 90’+4
• Expulsão (Sent Off): Cuca, aos 43′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Gabriel Barbosa, aos 39’/1º 1-2 Rafael Marques, aos 40’/2º
2-0 Gabriel Barbosa, aos 28’/2º 2-2 Rafael Marques (cab), aos 42’/2º
Pênaltis | Penalties Pênaltis | Penalties
x-x Lucas Lima (Goleiro Defendeu) 1-0 Cleiton Xavier (Gol)
1-1 David Braz (Gol) x-x Lucas Barrios (Goleiro Defendeu)
2-2 Zeca (Gol) 2-1 Jean (Gol)
3-2 Víctor Ferraz (Gol) x-x Rafael Marques (Defesa)
x-x Fernando Prass (Na Trave)
Santos Futebol Clube Sociedade Esportiva Palmeiras
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Vanderlei
04 Victor Ferraz
06 Gustavo Henrique
14 David Braz
37 Zeca
08 Renato
29 Thiago Maia (Léo Cittadini)
18 Vitor Bueno (Paulinho)
20 Lucas Lima
10 Gabriel Barbosa (Alison)
09 Ricardo Oliveira
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fernando Prass
17 Jean
31 Thiago Martins
04 Vitor Hugo
06 Egídio
18 Gabriel Girotto
26 Matheus Sales
27 Robinho (Claiton Xavier)
23 Roger Guedes
33 Gabriel Jesus (Lucas Barrios)
29 Alecsandro (Rafael Marques)
Coach: Dorival Júnior Coach: Cuca
03
05
11
12
17
23
26
27
28
30
31
41
Caju
Alison, aos 77’/2º
Elano
Vladimir (gk)
Rafael Longuine
Ronaldo Mendes
Paulinho, aos 27’/2º
Léo Cittadini, aos 32’/2º
Lucas
Diederrick Joel
Maximiliano Rolón
Serginho
02
03
05
08
10
11
13
14
19
21
22
25
Lucas Marques
Edu Dracena
Arouca
Lucas Barrios, aos 35’/2º
Cleiton Xavier, aos 15’/2º
Zé Roberto
Roger Carvalho
14 Erik
19 Rafael Marques, aos 15’/2º
Thiago Santos
João Pedro
Vágner
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 2 2 x 2 3 x 2 3 x 2
# No tempo regulamentar (90 minutos) terminou em 2 x 2; Não houve prorrogação; Na decisão por pênatis o Santos venceu por 3 x 2 e eliminou o Palmeiras;
# O Santos classificou-se para à final pela oitava vez seguido. Um recorde;
# Santos: Camisa, Calção e Meias Brancas com detalhes Pretos (Nike);
# Palmeiras: Camisa, Calção e Meia Verde com detalhes Brancos (Adidas);
# Links Externos (External Links): Federação-Paulista-de-Futebol/sumulas.pdf


Peixe pela 8ª Vez na Final

Com a Vila Belmiro 100% alvinegra e com recorde de público e renda, já que a torcida palmeirense não pôde incentivar seu time na semifinal deste domingo por causa da nova norma imposta pela Secretaria de Segurança do Estado, o Santos chegou a sua oitava final de Campeonato Paulista de forma consecutiva ao eliminar o Palmeiras.

Assim como nas decisões do Estadual e da Copa do Brasil em 2015, o confronto entre os dois rivais novamente foi definido nos pênaltis, depois de um empate por 2 a 2 no tempo normal. Lucas Lima desperdiçou, mas o Verdão viu Barrios, Rafael Marques e o goleiro Fernando Prass errarem suas cobranças.

Gabriel foi o nome do jogo para o Peixe com dois gols, um em cada tempo, mas Lucas Lima também se destacou com uma grande partida, participando das jogadas dos dois gols. Ricardo Oliveira, sempre alvo de muita provocação, pouco apareceu. Por outro lado, o time de Cuca pagou caro pelas desatenções de Matheus Sales no clássico e pela má partida do volante Gabriel. Rafael Marques, no entanto, entrou no fim para marcar duas vezes em dois minutos e decretar o empate no tempo normal de forma heroica.

Agora, o Peixe encara o Osasco Audax, que também eliminou o Corinthians nos pênaltis, na grande final. Diferente das fases anteriores, o campeão será definido em duas partidas. O time do presidente Vampeta tem o mando no próximo domingo e o segundo jogo acontecerá no fim se semana seguinte, na Vila Belmiro, a não ser que a diretoria queira transferir o jogo para outra praça, como o Pacaembu.

Com a derrota, o Palmeiras ficará pelo menos 20 dias sem entrar campo, já que sua próxima partida está marcada apenas para o dia 15 de maio, um domingo, contra o Atlético-PR, no Palestra Itália, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, antes de iniciar a briga pelo título Paulista, a equipe de Dorival Júnior recebe o Santos-AP, na quinta-feira, pelo segundo jogo da primeira fase da Copa do Brasil.

Peixe pressiona e sai na frente

Com toda a Vila Belmiro a seu favor, o Santos iniciou o clássico como se esperava, partindo para cima e ditando o ritmo do jogo. O Palmeiras demorou para acertar a marcação de seus meio-campistas e, por isso, sofreu muita pressão até os 30 minutos.

E logo na primeira jogada de perigo teve polêmica. Vitor Bueno pegou sobra na entrada da área e encheu o pé. A bola explodiu no braço de Roger Guedes, mas o árbitro entendeu como lance involuntário pelo braço do jogador estar colado ao corpo e nada marcou, apesar de muita reclamação dos santistas.

Aos 9 minutos, Lucas Lima cobrou falta venenosa, rasteira, e Fernando Prass espalmou no susto. Dois minutos depois, Gabriel ficou em ótimas condições, de novo nas costas de Egídio, mas preferiu chutar a tocar para Vitor Bueno ou Ricardo Oliveira, que estavam livres, e desperdiçou outra chance.

Em seguida, nova polêmica. Lucas Lima entrou na área e cruzou. Fernando Prass cortou, mas a bola ficou viva. Gustavo Henrique cabeceou para o gol, mas Thiago Martins salvou. Na jogada, porém, Vitor Hugo acertou um chute na cabeça do zagueiro do Peixe, que foi a nocaute. Outro pênalti muito questionado pelos mandantes e não marcado pelo árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza.

Logo depois de Fernando Prass defender outra finalização do camisa 20 do Santos, o palmeiras chegou pela primeira vez com um chute fraco, defendido sem dificuldades por Vanderlei aos 25 minutos. Foi o último lance de destaque antes da parada para hidratação dos atletas devido a alta temperatura na Baixada.

No retorno, o Verdão, mesmo sem o apoio de sua torcida na Vila Belmiro, assustou. Roger Guedes fez fila. Passou por Zeca, Thiago Maia e Gustavo Henrique antes de chutar forte, no meio do gol, para grande defesa de Vanderlei. Mas, quando o Palmeiras parecia equilibrar o jogo, Matheus Sales cochilou e perdeu a bola no meio de campo. Lucas Lima arrancou com ela e enfiou para Gabriel, na direita. O camisa 10 limpou a jogada duas vezes, tirando Egídio e Vitor Hugo do lance, antes de finalizar no canto rasteiro de Fernando Prass para abrir o placar e dar a vantagem ao Santos antes do intervalo.

Palmeiras cala a Vila

Precisando de pelo menos um gol para levar a definição da vaga na final aos pênaltis, o Palmeiras voltou buscando mais o ataque. Em boa trama entre Alecsandro e Roger Guedes, a bola foi cruzada pelo chão, com perigo, e David Braz cortou providencialmente, já dentro da pequena área. Dois minutos depois, Gabriel ficou de frente para o gol e, apesar da distância, Gabriel Jesus arriscou. Vanderlei pegou em dois tempos.

O Santos, aos poucos, foi ganhando campo e equilibrando as ações. Liderado por um inspirado Lucas Lima, o Peixe avançou a marcação e empurrou o Palmeiras para dentro de seu campo. Cuca então agiu. Sacou Robinho e Alecsandro para colocar Claiton Xavier e Rafael Marques.

E sem qualquer interferência das substituições, o Palmeiras lamentou logo em seguida, aos 16 minutos, uma chance incrível de gol desperdiçada por Gabriel Jesus. O jovem atacante roubou a bola de David Braz e partiu sozinho em direção ao gol. Na hora de finalizar, foi traído pelo quique da bola e isolou, para alívio dos santistas.

O lance deixou a Vila Belmiro apreensiva e mais silenciosa. O time alvinegro pareceu ter sentido o momento também e já não conseguia mais manter o ritmo, com o Palmeiras, por outro lado, cada vez mais audacioso em busca do gol de empate.

E novamente quando alviverde parecia melhor em campo, o Santos foi às redes. Já sem a mesma intensidade, o Peixe voltou a aproveitar uma vacilo de Matheus Sales para tomar a bola e partir para o contra-ataque. Zeca infiltrou na área pela esquerda, recebeu de Lucas Lima e deixou o volante palmeirense Gabriel no chão antes de rolar para o outro Gabriel, seu companheiro, que bateu de primeira e ampliou a vantagem do Santos: 2 a 0.

Partindo para o tudo ou nada, Cuca mandou Lucas Barrios para o jogo na vaga de Gabriel Jesus. Dorival então sacou Thiago Maia e Gabriel, muito aplaudido, para colocar Léo Cittadini e Alison. A esta altura, o Santos já administrava o resultado diante de um Palmeiras nitidamente cansado e sem forças para reagir.

E quando a torcida santista já alternava entre gritos de “eliminado” e “olé”, Rafael Marques brilhou de forma inesperada. Primeiro, aos 42, venceu divida com os zagueiros adversários e bateu para o gol para descontar e colocar fogo no jogo. No lance seguinte, um minuto depois, subiu mais alto que a zaga alvinegra para aproveitar cruzamento de Claiton Xavier e empatar o clássico.

Nos minutos finais, até os acréscimos, o Palmeiras seguiu martelando em busca de uma virada heroica. O Santos sentiu o golpe, tanto dentro quanto fora de campo, nas arquibancadas. Mas, de forma emocionante, o jogo foi encerrado com o empate por 2 a 2 e pela terceira vez seguida uma decisão entre os dois rivais teve de ser decidida nos pênaltis.

Na cal

O Palmeiras começou batendo com Claiton Xavier, que marcou com segurança. Na sequência, Lucas Lima parou em Fernando Prass. Mas Barrios também perdeu, em boa defesa de Vanderlei, que encaixou. David Braz, Jean e Zeca converteram os seus, até Vanderlei pegar o de Rafael Marques. Ai, Victor Ferraz marcou o seu e Fernando Prass acabou como vilão ao isolar a sua cobrança.

Assim, o Palmeiras voltou a cair diante do Santos em cobrança de pênaltis na Vila Belmiro, assim como no Paulistão do ano passado. Enquanto isso, o Peixe vai para sua oitava final seguida de Estadual.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Palmeiras Vence Corinthians no Pacaembu Depois de Vinte Anos

Depois de vinte anos Palmeiras vence Corinthians no Pacaembu;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Fernando-Dantas
Ficha Tecnica
Palmeiras 1 x 0 Corinthians
Campeonato Paulista 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista 2016 – Primeira Fase – 14ª Rodada
• Data (Date): Domingo, 3 de Abril de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Paulo Machado de Carvalho “Pacaembu”, São Paulo/SP
• Público (Attendance): 21.219 pagantes (Total: 22.663) – Renda: R$ 644.765,00
• Árbitro (Referee): Flavio Rodrigues de Souza (SP)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Ânderson José de Moraes Coelho (SP)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Thiago Luis Scarascati (SP)
• Advertências (Cautions): Gabriel Jesus 43′, Lucca 44′, Felipe 45’+5, Arouca 64′, Giovanni Augusto 75′, Egidio 82′ e Alecsandro 88′
• Expulsão (Sent Off): Benhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Dudu, aos 32’/2º
Sociedade Esportiva Palmeiras Sport Club Corinthians Paulista
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Fernando Prass
17 Jean
31 Thiago Martins
04 Vitor Hugo
06 Egídio
21 Gabriel Girotto
05 Arouca (Lucas)
27 Robinho (Dudu)
11 Zé Roberto
33 Gabriel Jesus (Thiago Santos)
29 Alecsandro
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Cássio Ramos
23 Fágner
28 Felipe
03 Yago
06 Uendel
25 Bruno Henrique
17 Giovanni Augusto
07 Elias (Maycon)
10 Guilherme (Romero)
30 Lucca (Danilo)
09 André
Coach: Cuca Coach: Tite
02
03
07
08
13
14
19
20
21
22
25
30
Lucas, 29’/2º
Edu Dracena
Dudu, aos 17’/2º
Lucas Barrios
Róger Carvalho
Erik
Rafael Marques
Agustín Allione
Thiago Santos, aos 39’/2º
João Pedro
Vágner (gk)
Régis
01
02
04
05
11
13
15
18
20
22
27
29
Matheus Vidotto (gk)
Edilson
Fabián Balbuena
Willians
Ábgel Romero, aos 13’/2º
Guilherme Arana
Vilson
Luciano
Danilo, aos 38’/2º
Maycon, 9’/2º
Wálter (gk)
Alan Mineiro
Observações
# Depois de 20 anos o Palmeiras conseguiu vencer o Corinthinas no Pacaembu;
# Fernando Prass defendeu um pênalti cobrado por Lucca aos 30′ minutos do 2º tempo;
# Palmeiras: Camisa Verde, Calção Branco e Meias Brancas (Adidas);
# Corinthians: Camisa Branca, Calção Preto e Meias Pretas (Nike);
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/palmeiras-x-corinthians
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 1 x 0 1 x 0

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Água Santa Goleia Palmeiras pelo Campeonato Paulista e Aumenta Crise do Verdão

Palmeira é goleado pelo Água Santa e segue sem vencer com Cuca;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Cesar-Greco/Ag.Palmeiras
Ficha Tecnica
Água Santa 4 x 1 Palmeiras
Campeonato Paulista 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista 2016 – Primeira Fase – 12ª Rodada
• Data (Date): Domingo, 27 de Março de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Municipal Paulo Constantino “Prudentão”, Presidente Prudente/SP
• Público (Attendance): 2.821 pagantes – Renda: R$ Sem Registro
• Árbitro (Referee): Leandro Bizzio Marinho (SP)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Daniel Paulo Ziolli (SP)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Osvaldo Apipe de Medeiros Filho (SP)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Clayton de Oliveira Dutra (SP)
• Advertências (Cautions): Russo 42′, Edu Dracena 64′, Egidio 90’+1 e Bruno Ré 90’+5
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Gustavo, aos 34’/1º 1-1 Robinho (pênalti), aos 43’/1º
2-1 Everaldo, aos 44’/1º
3-1 Bruninho, aos 48’/1º
4-1 Roger Carvalho (contra), 22’/2º
Esporte Clube Água Santa Sociedade Esportiva Palmeiras
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Dheimison
02 Pedro Henrique
03 Gustavo
04 Eli Sabiá
06 Danilo Tarracha (Bruno Ré)
05 Russo
08 Sérgio Manoel
11 Francisco Alex
10 Tchô (Rafael Tavares)
07 Bruninho (Éder Loko)
09 Everaldo
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fernando Prass
02 Lucas (João Pedro)
03 Edu Dracena
13 Roger Carvalho
06 Egídio
21 Thiago Santos (Régis)
05 Arouca
20 Agustín Allione
27 Robinho
14 Erik (Zé Roberto)
19 Rafael Marques
Coach: Marcio Bittencourt Coach: Cuca
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Roberto Tigrão (gk)
Rafael Tavares, aos 44’/2º
Augusto Fassina
Jonathan Lemos
Bruno Ré, aos 23’/2º
Guina
Éder Loko, aos 21’/2º
Matheus Lima
Guarú
Rafael Martins
Rafael Santiago
11
17
18
22
25
30
31
44
Zé Roberto, aos 15’/2º
Jean (gk)
Gabriel Girotto
João Pedro, no Intervalo
Vágner
Régis, no Intervalo
Thiago Martins
Leandro Almeida
Observações
# Com a derrota, o Palmeiras fica estacionado nos 15 pontos e cai para a última colocação no Grupo B. O Verdão tem apenas três pontos a mais do que o Oeste, primeiro time na zona do rebaixamento. Já o Água Santa se afasta da zona da degola e ainda mantém esperanças de classificação no Grupo D, com 15 pontos, quatro a menos do que o Red Bull Brasil;
# Palmeiras: Camisa Verde, Calção Verde e Meias Verdes (Adidas);
# Água Santa: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/matches
# Links Externos (External Links): www.globoesporte.globo.com/campeonato-paulista
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
3 x 1 1 x 0 4 x 1

Confira Como foi o Jogo

O jogo – Cuca resolveu proteger mais sua defesa e ter dinâmica ao ocupar o campo adversário. Por isso, colocou Thiago Santos na cabeça de área, dando liberdade aos laterais e, principalmente, a Arouca. Robinho estava incumbido de armar a equipe, com Allione pela esquerda e Erik solto para se aproximar de Rafael Marques.

Com essa disposição, o time jogou, realmente, no campo do Água Santa. Mas parava em suas falhas técnicas. Mesmo quando Robinho acertou a trave em chute da meia-lua, com um minuto de jogo, tinha colegas com mais condições de finalizar. O time não soube aproveitar sua presença no setor ofensivo, e deu ânimo à equipe de Diadema.

O Água Santa foi subindo, e descobriu Lucas e Edu Dracena. O lateral e o zagueiro estavam posicionados pela direita, e eram o caminho para os mandantes em Presidente Prudente voltar a vencer. Aos 34 minutos, Dracena não conseguiu evitar escanteio e, na cobrança, foi incapaz de marcar Gustavo, que testou nas redes de Fernando Prass.

Desesperado, o Verdão se lançou à frente e seguia parando em Robinho, que não conseguiu concluir boa jogada de Erik pela esquerda, aos 39. Até que, dois minutos depois, o árbitro enxergou pênalti de Gustavo em Edu Dracena em lance tão confuso que o zagueiro Russo acabou levando cartão. Robinho pediu a bola e converteu, comemorando como se “limpasse a zica”. Mal sabia o que estava por vir.

O Palmeiras empatou aos 43, e levou outro gol aos 44. Novamente aproveitando-se de Dracena e Lucas. Dracena deixou a área na tentativa de cortar tabela, não conseguiu e, Lucas foi incapaz de acompanhar a arrancada de Everaldo, que ainda tirou de Fernando Prass antes de balançar as redes.

Enquanto o Verdão tentava assimilar ficar atrás do placar de novo, a situação piorava. Aos 47 minutos, Prass espalmou chute de Bruninho para a trave. No minuto seguinte, o atacante não desperdiçou, aproveitando lançamento de Pedro para driblar o goleiro e fazer 3 a 1. Antes do apito final, um torcedor palmeirense invadiu o campo, beijou sua camisa e pediu raça aos jogadores.

A resposta de Cuca foi sacando Lucas, ainda sem nenhuma atuação satisfatória no ano, e o volante Thiago Santos. João Pedro assumiu a lateral direita, com o meia Régis entrando para dar mais criatividade ao meio-campo. “O time pode e deve empatar e virar o jogo”, avisou Cuca, na volta do intervalo.

O problema é que a deficiência técnica continuava. Aos dois minutos, Robinho, sempre ele, acertou a zaga quando tinha o gol à sua frente. Cuca, então, resolveu tirar seu jogador mais ativo, trocando o atacante Erik pelo veterano Zé Roberto. Na prática, matou as ações ofensivas de sua equipe.

A conclusão de tantos erros virou goleada. Aos 22 minutos, após cobrança de escanteio do Água Santa, Roger Carvalho cabeceou contra as redes de Fernando Prass. A partir daí, apenas uma pressão em vão de quem veste verde e, pelo que vem sendo mostrado, não deveria. Não à toa, o Água Santa tocou a bola nos minutos finais ouvindo “olé”. E Francisco Alex ainda acertou a trave, aos 40 minutos. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

20/02/2016 – Palmeiras 0 x 0 Santos

Palmeiras e Santos empatam pelo campeonato paulista;
Crédito: www.futebolinterior.com.br/Rodrigo-Villalba
Ficha Tecnica
Palmeiras 0 x 0 Santos
Campeonato Paulista 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista 2016 – Primeira Fase – 5ª Rodada
• Data (Date): Sábado, 20 de Fevereiro de 2016 as 17:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): SE Palmeiras – Arena Allianz Park, em São Paulo/SP
• Público (Attendance): 23.181 pagantes – Renda: R$ 1.317.272,44
• Árbitro (Referee): Raphael Claus (SP)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Emerson Augusto de Carvalho (SP)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Bruno Salgado Rizo (SP)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Luiz Vanderlei Martinucho (SP)
• Advertências (Cautions): Víctor Ferraz 34′, Matheus Sales 48′, Gabriel Jesus 63′, Ricardo Oliveira 73′, Elano 80′, Zé Carlos 83′, Léo Cittadini 84′, Gustavo Henrique 88′ e Alecsandro 90’+3
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Sociedade Esportiva Palmeiras Santos Futebol Clube
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fernando Prass
02 Lucas Marques
13 Roger Carvalho
04 Vitor Hugo
11 Zé Roberto
21 Thiago Santos (Arouca)
26 Matheus Sales (Gabriel Jesus)
17 Jean
27 Robinho (Régis)
07 Dudu
29 Alecsandro
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Vanderlei
04 Victor Ferraz
28 Lucas Veríssimo
06 Gustavo Henrique
37 Zeca
29 Thiago Maia (Léo Cittadini)
08 Renato Dirnei
20 Lucas Lima
10 Gabriel Batbosa
09 Ricardo Oliveira (Joel)
41 Serginho (Patito Rodríguez)
Técnico (Coach): Marcelo Oliveira Técnico (Coach): Dorival Júnior
05
06
09
14
19
20
25
30
31
33
Arouca, aos 26’/2º
Egidio
Jonatan CRISTALDO
Erik
Ragael Marques
Agustín ALLIONE
Vágner (gk)
Régis, aos 31’/2º
Thiago Martins
Gabriel Jesus, aos 15’/2º
03
05
11
12
17
18
22
23
27
30
40
Wânderson
Alison
Elano
Vladimir (gk)
Rafael Longuine
Vítor
Patito RODRÍGUEZ, aos 16’/2º
Ronaldo Mendes
Léo Cittadini, aos 25’/2º
Diederrick JOEL, aos 30’/2º
Neto Berola
Observações
# Jogo válido pela Primeira Fase do Campeonato Paulista de 2016;
# Palmeiras: Camisa Verde, Calção Branco e Meias Verde (Adidas);
# Santos: Camisa listrada em Preto-Branco, Calção Preto e Meias Pretas (Nike);
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/matches/brazil/estaduais
# Download da Súmula: www.fpf.org.br/federação-paulista-de-futebol
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 0 x 0 0 x 0

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: