Archive for the ‘Jogos Bahia EC’ Category

Bahia Campeão Baiano de 2015

.:: Campeonato Baiano 2015 ::.
O capitão Titi ergue a taça de campeão baiano de 2015 para o Bahia;
Crédito: www.atarde.uol.com.br/Fernando-Amorim
Ficha Tecnica
Bahia 6 x 0 Vitória
Resultado Agregado: Bahia 6 x 3 Vitória da Conquista
Ficha Técnica – Match Report
• Competição (Tournament): Campeonato Baiano 2015 – Final – 2º Jogo
• Data (Date): Domingo, 3 de Maio de 2015, às 16:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Octávio Mangabeira “Fonte Nova”, em Salvador/BA
• Público (Attendance): 20.904 pagantes – Renda: R$ 468.040,00.
• Árbitro (Referee): Jailson Macêdo Freitas/BA (CBF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): José Raimundo Dias da Hora/BA (CBF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Jucimar dos Santos Dias/BA (CBF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Gleidson Santos Oliveira/BA (CBF)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Dijalma Silva Ferreira Júbior/BA (CBF)
• Advertências (Cautions): Tatú 23′, Fausto 36′, Bruno 42′, Tiago 56′, Silvio 62′ e Rômulo 80′
• Expulsão (Sent Off): Diego Aragão, aos 27′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Róbson, aos 9’/1°
2-0 Bruno Paulista, aos 13’/1°
3-0 Kieza, aos 22’/1°
4-0 Souza (pen), aos 17’/2°
5-0 Souza (pen), aos 26’/2°
6-0 Kieza, aos 39’/2°
Esporte Clube Bahia E.C.P.P. Vitória da Conquista
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Jean
02 Tony
03 Róbson
04 Titi ©
06 Bruno Paulista
05 Wilson Pittoni
08 Souza
10 Tiago Real
11 Zé Roberto (Willians Santana)
07 Maxi Biancucchi (Rômulo)
09 Kieza (Mateus)
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Julián Viáfara
02 Adriano Apodi
03 Fernando Belém
04 Silvio ©
06 Matheus Leoni
05 Fausto (Erivelton)
07 Maicon
08 Diego Aragão [Expulso]
10 André Beleza (Kaká)
09 Tatu
11 Carlinhos (Rafamar)
Técnico: Sérgio Soares Técnico: Evandro Guimarães
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
Douglas Pires (gk)
Thales
Adriano Alves
Feijão
Patric
Wellians Santana, aos 22’/2°
Lenine
Jeam
Rômulo, aos 30’/2°
Tchô
Mateus, aos 41’/2°
Yuri
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
30
Neto (gk)
Mário Paiva
Emílio
David
Paulo Almeida
Erivélton, aos 22’/2°
Kaká, aos 25’/2°
Dionísio
Neto Potiguar
Trinca
Rafamar, no Intervalo
William Lago
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
3 x 0 3 x 0 6 x 0

# Com esse resultado o Bahia sagrou-se bicampeão baiano;
# Bahia e Vitória garantiram vaga na Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2016;
# Bahia: Camisa Branca, Calção Azul e Meias Vermelhas;
# Vitória: Camisa, Calção e Meias Verdes com detalhes Brancos;
# Imagens da Conquista: site: www.gazetapress.com/galeria-de-imagens
# Súmula do Jogo (Match Report): www.futeboldealagoas.net/download/sumula.pdf
# Campeões pelo Brasil e pelo Mundo: site: www.eternoscampeoes.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Jean, Bruno Paulista, Titi, Kieza, Thales, Róbson, Souza, Adriano Alves, Lenine, Tchô e Douglas Pires; Agachados: Zé Roberto, Maxi Biancucchi, Tony, Willian Santana, Tiago Real, Patric, Wilson Pittoni, Yuri, Feijão, Mateus, Jean e Rômulo;
Crédito: www.cidadeesportes.com.br
Jogadores do Bahia comemoram a conquista do bicampeonato;
Crédito: gazetapress.com/Felipe-Oliveira/Agif/Gazeta-Press
Jogadores do Vitória da Conquista recebem a taça de vice-campeão;
Crédito: www.atarde.uol.com.br/Fernando-Amorim

Bahia Bicampeão!

O Bahia goleou o Vitória da Conquista por 6 a 0 e se sagrou bicampeão do Campeonato Baiano na tarde deste domingo (3). Depois de perder por 3 a 0 a partida de ida e de ser vice-campeão do Nordestão durante a semana, o time tricolor reagiu e reverteu o placar na Fonte Nova hoje. Robson, Bruno Paulista, Kieza e Souza, duas vezes cada, marcaram pelo tricolor.

Foi o 46º título do Bahia e a primeira volta olímpica da nova Fonte Nova. O último título do Bahia no estádio foi há 14 anos, quando o tricolor foi campeão da Copa do Nordeste, em 2001, sobre o Sport.

O Bahia começou o jogo de maneira intensa e em apenas 22 minutos conseguiu fazer o placar que revertia a vantagem e dava ao tricolor o título baiano de 2014. Depois de uma pressão inicial, já aos 9 minutos o Bahia abriu o placar com o zagueiro Robson.

Souza cruzou, Viáfara tirou de soco e depois uma sobra de bola ficou com Robson, que fuzilou da entrada da área e marcou 1 a 0. Aos 13 minutos, em jogada parecida a bola sobrou fora da área para Bruno Paulista chutar de primeira e marcar um golaço. Faltava um gol para o tricolor construir o resultado necessário. O Bahia já teve a chance de fazer o terceiro aos 18 minutos, quando Kieza recebeu na cara do gol e driblou Viáfara, mas tentou passar para Maxi e viu a zaga cortar. Um minuto depois, Kieza recebeu novamente na cara do gol e chutou cruzado, mandando para fora. Mas a pressão deu resultado e aos 22 minutos no contra-ataque Maxi passou para Souza, que passou com qualidade para Kieza, sozinho, ter a tranquilidade de parar, olhar e marcar o gol que ia dando o título ao Bahia.

Mesmo com 3 a 0 no placar, o Bahia continuava pressionando para ficar com resultado mais confortável. A melhor chance veio aos 43, quando em contra-ataque Kieza avançou, tirou de Fernando Belém e chutou cruzado, em mais uma bola que passou muito perto do gol de Viáfara. Já o Conquista chegava mais em lances de falta, levantando na área em busca de um gol de cabeça, sem sucesso.

Segundo tempo
O Conquista voltou tentando dar calor no Bahia e buscar o gol que mudaria a história do jogo. Mas embora o fluxo fosse maior do Bode, as chegadas mais perigosas ainda eram do Bahia. Aos 10 minutos, Maxi Biancucchi achou Zé Roberto na entrada da área e o atacante virou chutando para o gol, mas Viáfara fez defesa segura.

Aos 13 minutos, Zé Roberto tabelou com Bruno Paulista, recebeu dentro da área e chutou forte, mas a bola tocou em um defensor conquistense e acabou desviando. Dois minutos depois, a arbitragem sinalizou pênalti de Sílvio em Zé Roberto. Com frieza, Souza cobrou e marcou o quarto do Bahia para alegria dos tricolores na Fonte Nova.

Aos 22, gol anulado do Bahia. Tiago Real chutou da entrada da área, a bola desviou em Maxi e encobriu Viáfara, mas o argentino estava impedido e o lance não valeu. Mesmo goleando, a pressão tricolor continuava. Tony tentou chute colocado de fora da área e Viáfara mandou para escanteio. Na cobrança, Maxi cabeceou e Diego Aragão desviou com a mão. O árbitro sinalizou novo pênalti e expulsou o jogador do Bode. Souza, com sua frieza característica, marcou novamente.

O Bahia já administrava a partida. Aos 34, o tricolor teve outro gol anulado. Kieza cruzou e Willians Santana completou para as redes, mas o auxiliar sinalizou impedimento e a jogada não teve validade. O tricolor ainda desperdiçou chances, mas aos 39 o artilheiro do campeonato, Kieza, recebeu pela direita, tirou do zagueiro, driblou Viáfara e marcou o sexto e último gol do jogo.

# Fonte: www.correio24horas.com.br


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Ficha Técnica: Vitória da Conquista 3 x 0 Bahia

.:: Campeonato Baiano 2015 ::.
Vitória da Conquista atropela Bahia e abre grande vantagem na final do baiano.
Crédito: www.atarde.uol.com.br/Fernando-Amorim
<

Ficha Tecnica
Vitória 3 x 0 Bahia
Resultado Agregado: Bahia 6 x 3 Vitória da Conquista
Ficha Técnica – Match Report
• Competição (Tournament): Campeonato Baiano 2015 – Final – Primeiro Jogo
• Data (Date): Domingo, 26 de Abril de 2015, às 16:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Lomanto Júnior “Lomantão”, Vitória da Conquista/BA
• Público (Attendance): 8.369 pagantes – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): Lúcio José Sílvio de Araújo/BA (CBF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): José Raimundo Dias da Hora/BA (CBF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Jucimar dos Santos Dias/BA (CBF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Eziquiel Sousa Costa/BA (CBF)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Marcos Welb Rocha de Amorim/BA (CBF)
• Advertências (Cautions): Tatú 11′, Viáfara 61′, Pittoni 72′, Tony 79′, Belém 80′ e Kieza 90′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Fausto, aos 2’/2º
2-0 Diego Aragão, aos 10’/2º
3-0 André Beleza, aos 28’/2º
E.C.P.P. Vitória da Conquista Esporte Clube Bahia
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Julián Viáfara
02 Adriano Apodi
03 Fernando Belém
04 Silvio ©
06 Matheus Leoni
05 Fausto
07 Maicon
08 Diego Aragão
10 André Beleza
09 Tatu (Erivelton)
11 Carlinhos
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
AT
AT
AT
01 Jean
02 Tony (Yuri)
03 Thales
04 Titi ©
06 Bruno Paulista
05 Wilson Pittoni (Zé Roberto)
08 Souza
10 Tiago Real
07 Maxi Biancucchi (Rômulo)
11 Léo Gamalho
09 Kieza
Técnico: Evandro Guimarães Técnico: Sérgio Soares
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
30
Neto (gk)
Mário Paiva
Emílio
David
Paulo Almeida
Erivélton
Kaká
Dionísio
Neto Potiguar
Trinca
William Lago (gk)
12
13
14
15
16
17
18
19
Omar (gk)
Róbson
Yuri
Feijão
Patric
Wellians Santana
Zé Roberto
Rômulo
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 3 x 0 3 x 0

# Com esse resultado o Vitória joga por um empate, no próximo jogo, para ser campeão;
# O Bahia terá que vencer por três ou mais gols de diferença pra ser campeão;
# Vitória: Camisa Verde com uma listra Diagonal Branca, Calção e Meias Verdes;
# Bahia: Camisa Branca, Calção Azul e Meias Vermelhas;
# Imagens da Conquista: www.atarde.uol.com.br/galeria-de-imagens
# Súmula do Jogo (Match Report): www.futeboldealagoas.net/download/sumula.pdf
# Campeões pelo Brasil e pelo Mundo: site: www.eternoscampeoes.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Formação do Esporte Clube Primeiro passo Vitória da Conquista;
Crédito: webnoticiasadalbertomeira.blogspot.com.br
Os capitães Silvio e Titi com o quinteto de arbitragem;
Crédito: www.atarde.uol.com.br/Fernando-Amorim

Bode Larga na Frente

O Vitória da Coquista levou a melhor no primeiro jogo da final do Campeonato Baiano de 2015 e venceu o Bahia por 3 a 0, no Estádio Lomanto Júnior, na cidade do Sudoeste do Estado, na tarde deste domingo, 26. O time do interior baiano fez uma boa partida e encurralou o Esquadrão, marcando a saída de bola, diminuindo o espaço no meio campo e sendo objetivo no ataque. O clube continua invicto no Baianão.

Os gols do Bode foram de Fausto, Diego Aragão e André Beleza, todos assinalados no segundo tempo da partida. Com o resultado, o Bahia precisa vencer o jogo de volta por, pelo menos, três gols de diferença para levantar a taça do Baianão. O próximo confronto ocorre no próximo domingo, 3, na Arena Fonte Nova. Antes disso, o Tricolor viaja para Fortaleza para enfrentar o Ceará, na quarta-feira, 29, no Estádio Castelão, pela final da Copa do Nordeste.

O Conquista se impôs desde o início do confronto e levou perigo à meta do Bahia algumas vezes no primeiro tempo. No início, aos 20 minutos, Tatu chutou fraco direto para as mãos do goleiro Jean após jogada individual em contra-ataque do time. Logo depois, aos 26 minutos, Carlinhos recebeu cruzamento de Apodi e, após saída ruim do arqueiro tricolor, chutou livre para o gol e Titi salvou em cima da linha.

Ainda no primeiro tempo, o Bode teve chance de abrir o placar novamente com Carlinhos, aos 32 minutos, em cabeçada após cruzamento de André Beleza. Tatu também teve outra oportunidade, aos 40 minutos, em jogada parecida com a do início da primeira etapa, quando driblou dois jogadores e chutou fraco nas mãos de Jean. A dupla de atacantes do Conquista deu trabalho para a zaga tricolor; no entanto, não conseguiu acertar a pontaria e dar vantagem ao time até o final do primeiro tempo.

O Bahia explorava os lançamentos de Souza, Tiago Real e Bruno Paulista, porém, eram presas fáceis para a zaga do Bode, que afastava todas as bolas que chegavam no campo de defesa. Assim como a defesa era eficiente ao mudar o enredo da trama ofensiva ensaiada pelo tricolor, o ataque marcava bem as saídas de bola do time da capital baiana. Dessa forma, o Conquista conseguiu dominar o primeiro tempo.

Deu Bode

No segundo tempo, o Bode foi arrasador. Logo no primeiro minuto, abriu o placar em cobrança de falta de Carlinhos na cabeça do volante Fausto, que empurrou a bola para dentro da rede no canto direito. A partir do “baque” do gol, o Bahia melhorou no jogo. Após bom passe de Leo Gamalho no setor direito do campo de ataque do Bahia, Maxi recebeu a bola livre e chutou na trave. Essa foi a melhor chance do tricolor na partida.

O Conquista, no entanto, não deixou o Bahia reagir e, ao 22 minutos, ampliou o placar com André Aragão, destaque da partida, que, após roubar a bola da zaga tricolor, chutou forte no ângulo, sem chances para Jean. A partir daí, só deu Bode novamente e em jogada feita no lado direito da defesa Tricolor, André Beleza cortou o zagueiro e chutou no canto. Minutos antes, o técnico do Esquadrão, Sergio Soares, havia substituído Pittoni por Zé Roberto, carrasco do Juazeirense na semifinal.

Com o relógio a seu favor, o time do Sudoeste Baiano administrou o jogo, continuou marcando bem a saída de bola e explorando o contra ataque. O Bahia até tentou, mas parou na eficiente zaga do Conquista, formada por Silvio e Fernando Belém. Faltando 10 minutos para o final da partida, Sergio Soares colocou ainda o volante Yuri e o meia Rômulo nos lugares de Toni e Maxi, respectivamente. Porém, já era tarde, o Bode cadenciou o jogo até o final e garantiu a vantagem para o segundo duelo na Fonte Nova.

# Fonte: www.atarde.uol.com.br


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Bahia Campeão Baiano de 2014

.:: Campeonato Baiano 2014 ::.
O goleiro Marcelo Lomba ergue a taça de campeão baiano de 2014;
Crédito: gazetapress.com/Felipe-Oliveira/Agif/Gazeta-Press
<

Ficha Tecnica
Vitória 2 x 2 Bahia
Resultado Agregado: Vitória 2 x 4 Bahia
Ficha Técnica – Match Report
• Competição (Tournament): Campeonato Baiano 2014 – Final – Segundo Jogo
• Data (Date): Domingo, 13 de Abril de 2014, às 16:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Governador Roberto Santos “Pituaçu”, em Salvador/BA
• Público (Attendance): 22.364 pagantes – Renda: R$ 392.113,00
• Árbitro (Referee): Péricles Bassols Pegado Cortez/RJ (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Rodrigo Ferreira Jóia/RJ (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Kléber Lúcio Gil/SC (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Ricardo Marques Ribeiro/MG (FIFA)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Clériston Cley Varreto Rios/SE (FIFA)
• Advertências (Cautions): Ayrton 7′, Rhayner 7′, Luis Cáceres 21′, Maxi Biancucchi 23′, Lincoln 27′, Souza 28′, Rafael Miranda 51′ e Juan Maldonado 58′
• Expulsão (Sent Off): Matheus Salustiano, aos 17′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-2 Juan (pênalti), aos 13’/2º 1-0 Fahel (cabeça), aos 20’/1º
2-2 Ayerton, aos 28’/2º 2-0 Lincoln, aos 42’/1º
Esporte Clube Vitória Esporte Clube Bahia
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Wilson ©
02 Ayrton
03 Matheus Salustiano
04 Luiz Gustavo
06 Juan Maldonado
05 Neto Coruja
07 José Wélison (Mansur)
08 Luis Cáceres (Dão)
10 Marquinhos
09 Dinei
22 Souza (William Henrique)
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
AT
AT
AT
01 Marcelo Lomba ©
02 Diego Macedo
03 Démerson
04 Titi ©
06 Pará
05 Fahel
08 Rafael Miranda
99 Lincoln (Pittoni)
07 Maxi Biancucchi (Conceição)
11 Rhayner (Rafinha)
09 Ânderson Talisca
Técnico: Ney Franco Técnico: Marquinhos Santos
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
Willie
Gustavo (gk)
Nino
Dão, aos 19’/2º
Rodtigo Defendi
Mansur, aos 11’/2º
Marcelo
Mauri
Tarracha
William Henrique, no Intervalo
Alan Pinheiro
Adailton
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
Douglas Pires (gk)
Lucas Fonseca
Ânderson Conceição, aos 37’/2º
Mádson
Emanuel Biancucchi
Branquinho
Marcão
Jeam
Rafinha, aos 24’/2º
Wilson Pittoni, aos 19’/2º
Hélder
Raul
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 2 2 x 0 2 x 2

# Com esse resultado o Bahia sagrou-se campeão estadual pela 45ª vez;
# Vitória: Camisa Rubro-Negra, Calção Preto e Meias Rubro-Negras;
# Bahia: Camisa Branca, Calção Azul e Meias Vermelhas;
# Bahia e Vitória garantiram vaga na Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2015;
# Súmula do Jogo (Match Report): www.futeboldealagoas.net/download/sumula.pdf
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/campeonato-baiano-2014
# Imagens da Partida: www.gazetapress.com/galeria-de-imagens
# Campeões pelo Brasil e pelo Mundo: site: www.eternoscampeoes.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores do Bahia dão a volta olímpica com a taça de campeão;
Crédito: www.banzaenews.com
Esporte Clube Bahia campeão estadual de 2014;
Crédito: gazetapress.com/Édson-Ruiz/Coofiav/Gazeta-Press
Esporte Clube Vitória vice campeão estadual de 2014;
Crédito: gazetapress.com/Édson-Ruiz/Coofiav/Gazeta-Press

Bahia Campeão

O Vitória precisava fazer 2 gols no Bahia, para ser o campeão baiano de 2014 e, para isso, entrou com Marquinhos, Dinei e Souza, no ataque, dando a impressão de que partiria para sufocar o Tricolor, mas o que se viu foi o Bahia chegar 2 vezes nos primeiros 2 minutos de jogo, neste domingo (13/4), no Estádio de Pituaçu, em Salvador.

A final começou com uma sucessão de faltas (6 nos primeiros 5 minutos), muitos cartões amarelos e uma sequencia de erros de passe dos jogadores Rubro-Negros, dificultando a ligação com o ataque e, portanto, facilitando a vida do Bahia.

O Vitória só chegou aos 9 minutos, com um chute de Souza, e aos 10 minutos com Marquinhos, de longe.

Com uma marcação compacta, o Bahia apostava no contra-ataque, com Talisca, Rhayner ou Máxi Biancucchi, e aos 20 minutos praticamente selou o destino do campeonato. Anderson Talisca cobrou falta pela esquerda, levantou a bola na área e Fahel mais uma vez chegou para cabecear e fazer Vitória 0 x 1 Bahia.

Falharam Neto Coruja, que deixou o volante Tricolor ir sozinho para a bola, e o goleiro Wilson, porque a bola estava na pequena área e ele ficou plantado. Repetia-se um erro crônico da defesa do Vitória, repetido em todos os últimos 5 Ba-Vis.

A verdade é que no primeiro tempo o Bahia não correu riscos, e carimbou o título aos 42 minutos. Rhayner fez um lançamento perfeito para Lincoln, que estava entre 2 zagueiros do Vitória, em posição legal, saiu na cara de Lomba e fez Vitória 0 x 2 Bahia.

Àquela altura, fazer um gol era, para o Vitória, missão quase impossível, diante da marcação correta feita pelo Bahia; 4 gols, beirava o milagre.

No intervalo, o técnico Ney Franco tirou Souza, para a entrada de William Henrique, na tentativa de ampliar a velocidade do time e furar o bloqueio construído pelo Tricolor.

Mas o Rubro-Negro precisou de 5 minutos para que tivesse uma chance de chegar à área do Bahia, com José Wellison, que girou à frente de Diego Macedo e chutou forte, para boa defesa de Marcelo Lomba.

Aos 8 minutos, esperança para a torcida do Vitória. Falta praticamente na marca da grande área, mas em vez de Ayrton foi Wellison quem cobrou. Em cima da barreira.

E aos 10 minutos, Diego Macedo colocou o braço na bola. Pênalti de graça, cobrado aos 12 minutos por Juan. Bola no canto direito, Lomba no esquerdo. Vitória 1 x 2 Bahia.

Se surgiu alguma esperança entre os torcedores Rubro-Negros, 6 minutos depois Matheus Salustiano continuou insistindo em faltas grosseiras. Foi expulso, deixando o time com um jogador a menos. Ney Franco pretendia colocar Willie no jogo, mas acabou optando por Dão, em lugar de Cáceres. Precisava recompor o sistema defensivo e o meio-campo.

De qualquer forma, o empate quase aconteceu aos 21 minutos, novamente com um voleio de William Henrique, mas a bola explodiu em Dinei e foi para a linha de fundo. E Talisca poderia ter matado o jogo aos 22 minutos, mas chutou fraco, para defesa de Wilson.

A entrada de William Henrique deu outra movimentação ao Vitória, que até os 28 minutos da etapa final teve mais chances do que em todos os 45 iniciais. E foi William Henrique quem recebeu a bola de Ayrton e tocou de volta, para o empate. Vitória 2 x 2 Bahia.

A partir daí, o Bahia se segurou, mas foi ampliando a pressão sobre o time do Vitória e aproveitando os espaços. Com isso, quase faz o terceiro com Talisca, aos 43 minutos, Rafinha aos 45 e Diego Macedo aos 46. Os dois que fez no primeiro tempo bastaram. Bahia é o campeão baiano de 2014.

# Fonte: www.tribunadabahia.com.br


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Ficha Técnica: Bahia 2 x 0 Vitória

.:: Campeonato Baiano 2015 ::.
O Bahia, de Maxi Biancucchi, saiu na frente na primeira final do baianão;
Crédito: gazetapress.com/Felipe-Oliveira/Agif/Gazeta-Press
Ficha Tecnica
Bahia 2 x 0 Vitória
Campeonato Baiano Chevrolet de 2014
Ficha Técnica – Match Report
• Competição (Tournament): Campeonato Baiano 2014 – Final – 1º Jogo
• Data (Date): Domingo, 6 de Abril de 2014, às 16:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Octávio Mangabeira “Arena Fonte Nova”, em Salvador/BA
• Público (Attendance): 32.049 pagantes – Renda: R$ 1.055.910,00
• Árbitro (Referee): Wilton Pereira Sampaio/GO (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Fabricio Vilarinho da Silva/GO (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Bruno Boschilia/PR (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Ricardo Marques Ribeiro/MG (FIFA)
• Advertências (Cautions): Souza 12′, Juan 12′, Uelliton 12′, Ânderson Talisca 40′, Uelliton 62′, Diego Macedo 64′, Matheus Salustiano 67′ e Welison 72′
• Expulsão (Sent Off): Hugo e Uelliton, ambos, aos 16′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Ânderson Talisca, aos 37’/1º
2-0 Fahel, aos 34’/2º
Esporte Clube Bahia Esporte Clube Vitória
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
AT
AT
AT
01 Marcelo Lomba ©
02 Diego Macedo
03 Démerson
04 Titi ©
06 Guilherme Santos (Pará)
05 Fahel
08 Uelliton [Expulso]
99 Lincoln (Wilson Pittoni)
07 Maxi Biancucchi
11 Rhayner (Rafael Miranda)
09 Ânderson Talisca
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
MC
AT
01 Wilson ©
02 Ayrton
03 Matheus Salustiano
04 Rodrigo Defendi
06 Mansur (Marquinhos)
05 José Wélison
07 William Henrique (Alan)
08 Luis Cáceres
10 Hugo
11 Juan Maldonado
22 Souza (Euller)
Técnico: Marquinhos Santos Técnico: Ney Franco
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
Douglas Pires (gk)
Lucas Fonseca
Mádson
Rafael Miranda, aos 32’/2º
Emanuel Biancucchi
Branquinho
Marcão
Jeam
Pará, aos 5’/2º
Wilson Pittoni, aos 20’/2º
Hélder
Wangler (gk)
09
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
Alan Pinheiro, aos 37’/2º
Gustavo (gk)
Nino
Dão
Luiz Gustavo
Lucas Zen
Marcelo
Mauri
Euller, aos 27’/2º
Felipe
Marquinhos, aos 8’/2º
Adailton
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 0 2 x 0

# Com esse resultado o Bahia joga por um empate, no próximo jogo, pra ser campeão;
# O Vitória terá que vencer por dois ou mais gols de diferença;
# Vitória: Camisa Rubro-Negra, Calção Preto e Meias Rubro-Negras;
# Bahia: Camisa Branca, Calção Azul e Meias Vermelhas;
# Bahia e Vitória garantiram vaga na Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2015;
# Súmula do Jogo (Match Report): www.futeboldealagoas.net/download/sumula.pdf
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/campeonato-baiano-2014
# Imagens da Partida: www.gazetapress.com/galeria-de-imagens
# Campeões pelo Brasil e pelo Mundo: site: www.eternoscampeoes.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
As belas animadoras de torcida (Cheerleaders) do Esporte Clube Bahia;
Crédito: gazetapress.com/Felipe-Oliveira/Agif/Gazeta-Press

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Vitória Goleia Bahia na Reinauguração da Fonte Nova

Na reinauguração da Fonte Nova o Vitória massacrou o Bahia;
Crédito: globoesporte.globo.com/Leogump-Carvalho/Frame/Agência-Estado
Ficha Tecnica
Bahia 1 x 5 Vitória
Campeonato Baiano de Futebol de 2013
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Baiano de 2013 – 13ª Rodada
• Data (Date): Domingo, 7 de Abril de 2013, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Octávio Mangabeira “Itaipava Arena Fonte Nova” em Salvador/BA
• Público (Attendance): 32.274 pagabtes (Total: 37.274) – Renda: R$ 1.954,000,00
• Árbitro (Referee): Wilton Pereira Sampaio/BA (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Adson Márcio Lopes Leal/BA (FBF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): José Raimundo Dias da Hora/BA (FBF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Marielson Alves Silva/BA (FBF)
• Advertências (Cautions): Escudero 16′, Adriano 23′, Fahel 26′, Luís Alberto 59′ e Gabriel 86′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-3 Zé Roberto, aos 21’/2º 1-0 Renato Cajá (pên), aos 41’/1º
2-0 Maxi Biancucchi, aos 5’/2º
3-0 Michel, aos 12’/2º
4-1 Vânder 29’/2º
5-1 Damián Escudero, aos 39’/2º
Esporte Clube Bahia Esporte Clube Vitória
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Marcelo Lomba (Omar)
02 Neto
04 Titi
03 Danny Morais
06 Magal
15 Diones
07 Fahel ©
05 Hélder
10 Paulo Rosales (Talisca)
11 Adriano (Zé Roberto)
09 Obina
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Deola ©
02 Nino Paraíba
03 Victor Ramos
04 Gabriel Paulista
06 Mansur
05 Michel (Edson Magal)
08 Luís Alberto
10 Renato Cajá (Marquinhos)
11 Damián ESCUDERO
07 Maxi BIANCUCCHI (Vânder)
09 Dinei
Coach: Jorginho Coach: Caio Junior
12
13
14
15
16
17
18
Marquinhos
Omar, aos 34’/2º
Brinner
Jussandro
Anderson Talisca, aos 9’/2º
Zé Roberto, aos 17’/2º
Matheus
12
13
14
15
16
17
18
Wilson (gk)
Marcos
Cardoso
Edson Magal, aos 34’/2º
Luis CÁCERES
Marquinhos, aos 24’/2º
Vânder, aos 26’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 1 1 x 4 1 x 5
# Este jogo marcou a Reinauguração da Arena Itaipava Fonte Nova;
# Com essa derrota o treinador do Bahia, Jorginho, foi demitido;
# Links Externos (External Links): www.conmebol.com/copa-libertadores/fichas
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/south-america/copa-libertadores
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional

.:: Galeria de Imagens ::.
Depois da reforma para a Copa do Mundo o estádio da Fonte Nova voltou a ativa;
Crédito: globoesporte.globo.com/AFP

Crônica do Jogo

O mando de campo é do Bahia, mas a Fonte Nova continua sendo a segunda casa do Vitória. Seis anos depois da interdição, o estádio foi reinaugurado neste domingo com um público presente de 37.410, com 32.274 pagantes, que proporcionaram uma renda de:1.954.900,00. O cenário mudou, mas o roteiro continuou o mesmo. Assim como nos últimos oito clássicos disputados na antiga Fonte Nova, o Tricolor não conseguiu vencer. O Vitória levou a melhor, ganhou por 5 a 1, aumentou a invencibilidade no local e pode se orgulhar de começar a nova era com a mesma certeza com que terminou em 2007: clássico na Fonte Nova é sinônimo de alegria rubro-negra.

Com enredo diferente, o primeiro Ba-Vi do principal estádio da Bahia teve o mesmo fim do último. Se em 22 de abril de 2007, em um jogo com três viradas, o Vitória precisou lutar até o último minuto para vencer por 6 a 5, o triunfo desta vez foi mais tranquilo. Melhor posicionado taticamente, o Leão passou quase todo o segundo tempo com a missão apenas de garantir o resultado feito nos minutos iniciais. Renato Cajá, Maxi Biancucchi, Michel, Vander e Escudero garantiram a festa. Zé Roberto fez o gol de honra do Bahia. Para piorar a noite tricolor, o técnico Jorginho deixou o comando do time após a partida.

Com o triunfo deste domingo, o Rubro-Negro chegou a oito jogos sem perder para o maior rival na Fonte Nova. A última vez que o Bahia deixou o estádio vencedor foi em fevereiro de 2004. Mas no geral, no entanto, a supremacia ainda é tricolor: 126 triunfos do Bahia e 79 do Vitória – houve ainda 102 empates.

Os três pontos conquistados no clássico dão ainda mais tranquilidade ao Rubro-Negro no Campeonato Baiano. O time de Caio Junior chegou aos 12 pontos conquistados – três a mais que o segundo colocado no grupo, o Juazeirense – e tem 100% de aproveitamento. Do outro lado, mesmo com a goleada sofrida, o Bahia se mantém na primeira colocação, com cinco pontos ganhos.

A bola volta a rolar para as duas equipes no meio da semana. Mas por uma outra competição. Vitória e o Tricolor vão estrear na Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Rubro-Negro vai ao Mato Grosso para enfrentar o Mixto. No dia seguinte, o Bahia enfrentará o Maranhão.

De início, o que todos no estádio queriam saber era quem ia fazer o primeiro gol da Arena Fonte Nova. De qual pé ou cabeça sairia a bola que balançaria a rede do novo estádio pela primeira vez? Qual lado da rivalidade teria o prazer de vibrar e transformar em aquarela as arquibancadas verdes do estádio? A resposta demorou para chegar. Antes do grito solto e explosivo de gol, a Fonte Nova ouviu muitos “uuuh”, muitos “levanta” e “senta”, e viu muita mão na cabeça por causa daquela bola que passou perto, mas, por um capricho do destino, não encontrou as redes.

Quem viveu esse momento primeiro foi o lado tricolor. Logo aos três minutos, Adriano entrou por trás da zaga e bateu no canto. Deola se esticou e desviou com a ponta dos dedos. Ela passou tirando o primeiro pedaço de tinta da trave. O Bahia ainda teve oportunidades com Marquinhos, Magal e Obina, mas nenhum dos três conseguiu entrar para a história.

Do lado rubro-negro, a alegria inicial surgiu em forma de reclamação. Neto tocou com a mão na bola dentro da área, e o árbitro mandou o jogo seguir. Aos 31 minutos, Maxi Biancucchi cruzou da direita e, sem ninguém no gol, Escudero chegou atrasado. Mas dez minutos depois, apareceu, enfim, a resposta que todos queriam. Mansur foi derrubado na área. Pênalti marcado.

Dinei pediu para bater. Conversou com Renato Cajá, que decidiu assumir a responsabilidade. O meia caminhou lentamente e, com o pé esquerdo, mandou no canto direito do goleiro Marcelo Lomba. A pergunta estava respondida. A arquibancada verde do estádio se transformou em uma aquarela em êxtase vermelha e preta.

Seguindo os versos do hino, o Vitória gostou de provar o gosto de ser “um nome na história”. O Rubro-Negro voltou para o segundo tempo ainda com mais sede de gol. E de transformar a Fonte Nova em sua segunda casa. O que era um jogo disputado no primeiro tempo se transformou em chocolate na segunda etapa.

Com o Bahia perdido em campo, o Vitória se encontrou fácil no gramado da Fonte Nova. Logo aos cinco minutos, Maxi Biancucchi entrou na área e mandou de cobertura para fazer um belo gol. A festa que já era rubro-negra ficou ainda maior. No minuto seguinte, Obina chegou a balançar as redes, mas o auxiliar marcou equivocadamente impedimento do atacante tricolor.

O primeiro grito de gol da torcida do Bahia não saiu. O que se ouviu, na verdade, nos arredores do estádio, foi mais uma vibração do Leão da Barra. Depois de tabelar com Dinei, Michel bateu forte, contou com a ajuda de Marcelo Lomba e começou a transformar a vitória em goleada.

Mesmo dominado em campo, o Bahia ainda tentou uma reação. Zé Roberto aproveitou cruzamento de Magal para fazer o gol que acabou sendo de honra do Tricolor. Poderia ser uma reação. Mas não foi. O Vitória não deu espaço para o rival acreditar em um empate. Vander, que foi dispensado do Bahia por deficiência técnica, e Escudero fecharam a goleada histórica na Fonte Nova.

Em clima de festa, a torcida do Vitória só queria saber de comemorar. Ziriguidum e “Ah, lelek lek lek” viraram a trilha sonora da inauguração da Arena Fonte Nova. Com mais da metade da torcida do Bahia já fora da Arena, os rubro-negros encontraram mais um estádio para chamar de seu. A segunda casa do Vitória: “A-ha, u-hu, a Fonte Nova é nossa”.

# Fonte: globoesporte.globo.com/Reportagem


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Ficha Tecnica: Ferroviário/CE 7 x 2 Bahia

.:: Brasileirão Série C de 2006 ::.
O dia em que o Ferrão massacrou o Tricolor da Boa Terra no Presidente Vargas;
Crédito: globoesporte.globo.com/Kiko-Silva/Agência-Diário
Ficha Tecnica
Ferroviário 7 x 2 Bahia
Campeonato Brasileiro Série C de 2006 – Octagonal Final
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Brasileiro Série C – Octagonal Final – 11ª Rodada
• Data (Date): Quarta-Feira, 15 de Novembro de 2006, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Presidente Vargas, em Fortaleza/CE
• Público (Attendance): 4.434 pagantes – Renda: R$ 39.160,00
• Árbitro (Referee): Wallace Nascimento Valente (ES)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Antônio Carlos de Oliveira (ES)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): José Ricardo Maciel Linhares (ES)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro
• Advertências (Cautions): Fernando (FER); Pereira, Leandro Leite, Laerte, Rodriguinho e Rodrihão (BA)
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma
Gols | Goals | Ferroviário Gols | Goals | Bahia
1-0 Éverton, aos 14/1º 1-5 Luciano Baiano, aos 10/2º
2-0 Sérgio Alves, aos 19/1º 2-5 Sorato, aos 25/2º
3-0 Fernando, aos 2/2º
4-0 Sérgio Alves, aos 6’/2º
5-0 Sérgio Alves, aos 7’/2º
6-2 Jr. Cearense (Falta), aos 32/2º
7-2 Marcos Pimentel, aos 35/2º
Ferroviário Atlético Clube Esporte Clube Bahia
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
Jéferson
Marcos Pimentel
Carlinhos
Marcelo Mendes
Júnior Cearense
Glaydstone (Robinho)
Dedé
Éverton (Diego)
Fernando
Sérgio Alves (Claudecir)
Stênio
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
Darci
Luciano Baiano
Pereira
Laerte (Rodrigão)
Peris
Salvino (Charles)
Leandro Leite
Rodriguinho
André Pastor
Ednei (Isac)
Sorato
Técnico: Arnaldo Lira Técnico: Lula Pereira
1
2
3
Robinho
Diego
Claudecir
1
2
3
Rodrigão
Charles
Isac
Observações
# Jogo válido pelo Octagonal do Campeonato Brasileiro Série C;
# Ferroviário: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
# Bahia: Camisa Tricolor, Calção Azul e Meias Vermelhas;
# Links Externos (Externa Links): globoesporte.globo.com/Ferroviario-7-x-0-Bahia
# Links Externos (Externa Links): tribunadoceara.uol.com.br/Ferroviario-7-x-0-Bahia
# Links Externos (Externa Links): www.ocuriosodofutebol.com.br/Ferroviario-7-x-0-Bahia
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
2 x 0 5 x 2 7 x 2
.:: Galeria de Imagens ::.
Formação do Ferroviário que massacrou o Bahia. Quem sabe a escalação?
Crédito: www.ocuriosodofutebol.com.br
Campanha do Ferrão na Série C de 2006
Data Local Primeira Fase
15/07/2006
19/07/2006
22/07/2006
30/07/2006
02/08/2006
06/08/2006
Fortaleza/CE
Campina Grande/PB
Mossoró/RN
Fortaleza/CE
Fortaleza/CE
Sta. Cruz do Capibaribe/PE
Ferroviário
Treze/PB
Potiguar/RN
Ferroviário
Ferroviário
Ypiranga/PE
3 X 1
1 X 1
1 X 2
0 X 2
2 X 1
3 X 1
Ypiranga/PE
Ferroviário
Ferroviário
Potiguar/RN
Treze/PB
Ferroviário
Data Local Segunda Fase
13/08/2006
17/08/2006
20/08/2006
26/08/2006
30/08/2006
03/09/2006
Aracaju/SE
Fortaleza/CE
Salvador/BA
Fortaleza/CE
Caruaru/PE
Fortaleza/CE
Confiança/SE
Ferroviário
Vitória/BA
Ferroviário
Porto/PE
Ferroviário
2 X 2
2 X 1
2 X 3
1 X 3
0 X 0
2 X 1
Ferroviário
Porto/PE
Ferroviário
Vitória/BA
Ferroviário
Confiança/SE
Data Local Terceira Fase
08/09/2006
13/09/200
17/09/2006
24/09/2006
27/09/2006
30/09/2006
Fortaleza/CE
Salvador/BA
Manaus/AM
Fortaleza/CE
Fortaleza/CE
Ananindeua/PA
Ferroviário
Bahia/BA
Rio Negro/AM
Ferroviário
Ferroviário
Ananindeua/PA
1 X 1
2 X 1
0 X 2
2 X 1
1 X 1
3 X 2
Ananindeua/PA
Ferroviário
Ferroviário
Rio Negro/AM
Bahia/BA
Ferroviário
Data Local Octagonal Final
08/10/2006
12/10/2006
15/10/2006
22/10/2006
25/10/2006
28/10/2006
02/11/2006
05/11/2006
08/11/2006
12/11/2006
15/11/2006
19/11/2006
26/11/2006
29/11/2006
Fortaleza/CE
Ipatinga/MG
Fortaleza/CE
Salvador/BA
Fortaleza/CE
Pelotas/RS
Campina Grande/PB
Fortaleza/CE
Fortaleza/CE
Criciúma/SC
Fortaleza/CE
Salvador/BA
Fortaleza/CE
Barueri/SP
Ferroviário
Ipatinga/MG
Ferroviário
Bahia/BA
Ferroviário
Brasil/RS
Treze/PB
Ferroviário
Ferroviário
Criciúma/SC
Ferroviário
Vitória/BA
Ferroviário
Grêmio Barueri/SP
1 X 0
1 X 0
3 X 1
4 X 1
1 X 2
3 x 0
0 X 0
2 X 1
3 X 0
4 X 0
7 X 2
4 X 0
3 X 1
3 X 0
Grêmio Barueri/SP
Ferroviário
Vitória/BA
Ferroviário
Criciúma/SC
Ferroviário
Ferroviário
Treze/PB
Brasil/RS
Ferroviário
Bahia/BA
Ferroviário
Ipatinga/MG
Ferroviário
Classificação Final do Octagonal da Série C de 2006
Times Pts Jgs Vit Emp Der GP GC Sg
Criciúma Esporte Clube (SC) 31 14 9 4 1 27 11 16
Esporte Clube Vitória (BA) 25 14 8 1 5 23 18 5
Ipatinga Futebol Clube (MG) 24 14 7 3 4 21 15 6
Grêmio Recreativo Baruerei (SP) 23 14 7 2 5 27 22 5
Ferroviário Atlético Clube (CE) 19 14 6 1 7 21 26 -5
Esporte Clube Bahia 14 14 4 2 8 21 30 -9
Brasil de Pelotas (RS) 13 14 4 1 9 16 25 -9
Treze Futebol Clube (PB) 11 14 3 2 9 17 26 -9

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Bahia Campeão da Taça Brasil de 1959

.:: Taça Brasil de 1959 ::.
O capitão do Bahia, Beto, ergue a o trofeu da Taça Brasil de 1959.
Crédito da Imagem: www.campanhas.mobi/mobile/espn
Ficha Técnica
EC Bahia 3 x 1 Santos FC
Taça Brasil de 1959 – Jogo Desempate
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Taça Brasil de 1959 – Final – 3º Jogo (Desempate)
• Data (Date): Terça-feira, 29 de Março 1960
• Estádio (Stadium): Mário Filho “Maracanã”, no Rio de Janeiro/RJ
• Público (Attendance): 17.330 pagantes – Renda: Cr$ 642.703,00
• Árbitro (Referee): Frederico Lopes (RJ)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Wilson Lopes de Souza (RJ)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Aírton Vieira de Morais “Sansão” (RJ)
• Advertências (Cautions): Na época ainda não existia
• Expulsão (Sent Off): Vicente (Bahia), Getúlio, Formiga, Doval e Coutinho (Santos)
Gols do Bahia Gols do Santos
1-1 Vicente, aos 37’/1° 1-0 Coutinho, aos 27’/1°
2-1 Léo, aos 2’/2°
3-1 Alencar, aos 31’/2°
Esporte Clube Bahia Santos Futebol Clube
GO
DF
DF
DF
DF
MC
MC
AT
AT
AT
AT
Leandro Cardoso “Nadinho”
Nenzinho
Henrique dos Santos
Alberto “Beto” Pereira
Vicente Arerari
Flávio dos Santos
Mário de Araújo
Mário da Nova “Marito”
Joacy Freitas “Alencar”
Leonardo “Léo” Briglia
Armindo Avelino “Biriba”
GO
DF
DF
DF
DF
MC
MC
AT
AT
AT
AT
Carlos Pierin “Lalá”
Getúlio Santos
Mauro Ramos de Oliveira
Francisco Ferreira “Formiga”
José Carlos Silvério “Zé Carlos”
José Ely “Zito”
Mário
Dorval Rodrigues
Paulo César “Pagão” (Tite)
Antônio Wilson “Coutinho”
José Macia “Pepe”
Técnico: Carlos Martin Volante Técnico: Luis Alonso “Lula”
1 Augusto Vieira “Tite”
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Time A Time B
1 x 1 2 x 0 3 x 1
# Com esse resultado o Bahia sagrou-se campeão barsileiro;
# Como o Bahia havia perdido o jogo anterior, em Salvador, por 2 x 0 houve a necessidade de um jogo extra. Esse jogo foi no Maracanã e o Bahia saiu vencedor;
# Observação: O técnico Efigênio Bahiense, o “Geninho”, era policial e só podia comandar
o Esporte Clube Bahia quando estava de licença;
# Observação: Pelé não jogou, pelo Santos, porque estava machucado;
# Bahia: Camisa tricolor, Calção Azul e Meias Azuis;
# Santos: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
# Referência: www.wikipedia.org/taça-brasil
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Beto, Nadinho, Henrique, Flávio, Vicente Arenari e Nenzinho. Agachados: Pai Santana (massagista), Marito, Alencar, Léo Briglia, Mário e Biriba;
Crédito: www.torcidabahia.com
Os jogadores do Bahia dão a volta olímpica no estádio Maracanã.
Crédito da Imagem: www.torcidabahia.com
Jogadores do Bahia exibem o trofeu de campeão da Taça Brasil de 1959.
Crédito da Imagem: www.esporteclubebahia.com.br
Campanha do Bahia na Taça Brasil 1959
23/08/1959
30/08/1959
20/09/1959
27/09/1959
29/09/1959
27/10/1959
30/10/1959
03/11/1959
19/11/1959
24/11/1959
28/11/1959
10/12/1959
30/12/1959
29/03/1960
Semifinal Nordeste
Semifinal Nordeste
Final Nordeste
Final Nordeste
Final Nordeste
Final do Norte
Final do Norte
Final do Norte
Semifinal
Semifinal
Semifinal
Final
Final
Final
Gustavo Paiva
Fonte Nova
Presidente Vargas
Fonte Nova
Fonte Nova
Fonte Nova
Ilha do Retiro
Ilha do Retiro
Maracanã
Fonte Nova
Fonte Nova
Vila Belmiro
Fonte Nova
Maracanã
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
EC Bahia
5 x 0
2 x 0
0 x 0
2 x 2
2 x 1
3 x 2
0 x 6
2 x 0
1 x 0
1 x 2
1 x 0
3 x 2
0 x 2
3 x 1
CSA (AL)
CSA (AL)
Ceará SC (CE)
Ceará SC (CE)
Ceará SC (CE)
Sport Recife (PE)
Sport Recife (PE)
Sport Recife (PE)
Vasco da Gama (RJ)
Vasco da Gama (RJ)
Vasco da Gama (RJ)
Santos FC (SP)
Santos FC (SP)
Santos FC (SP)

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.


%d blogueiros gostam disto: