Archive for the ‘Jogos Atlético MG’ Category

Atlético Campeão Mineiro de 2017

Jogadores do galo comemoram a conquista do 44º campeonato mineiro;
Credit: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Ficha Tecnica
Atlético 2 x 1 Cruzeiro
Final do Campeonato Mineiro 2017
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Campeonato Mineiro 2017 – Final – 2º Jogo
• Data (Date): Domingo, 7 de Maio de 2017, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, Belo Horioznte/MG
• Público (Attendance): 20.092 pagantes – Renda: R$ 1.506.360,00
• Árbitro (Referee): Igor Júnio Benevenuto/MG (Aspirante FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Pedro Araújo Dias Cota/MG
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Ricardo Júnio de Souza/MG (CBF2)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Sidmar dos Santos Meurer/MG (CBF2)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Rafael Carioca, aos 28’/1º Húdson, aos 3’/2º
Adilson, aos 33’/1º Rafinha, aos 6’/2º
Elias, aos 27’/2º Rafinha, aos 40’/2º
Danilo Barcelos, aos 40’/2º Henrique, aos 41’/2º
Adilson, aos 42’/2º Raniel, aos 46’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Robinho, aos 13’/1º 1-1 Ramon Ábila, aos 8’/2º
2-1 Elias, aos 25’/2º
Clube Atlético Mineiro Cruzeiro Esporte Clube
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Victor
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
30 Gabriel Costa
06 Fábio Santos
21 Adilson [Expulso]
05 Rafael Carioca
08 Elias (Danilo)
11 Romulo Otero (Maicosuel)
07 Robinho (Cazares)
09 Fred
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
12 Rafael
22 Mayke
04 Luis “Kunty” Caicedo
03 Léo
06 Diogo Barbosa
08 Henrique
25 Húdson (Ramon Ábila)
10 De Arrascaeta (Raniel)
30 Thiago Neves
70 Rafinha [Expulso]
07 Rafael Sóbis (Alisson)
Coach: Róger Machado Coach: Mano Menezes
04
10
13
14
19
20
25
26
31
32
70
92
Frickson Erazo
Juan Cazares, aos 24’/2º
Rafael Martiniano
Danilo Barcelos, aos 40’/2º
Carlos
Giovanni
Yago Henrique
Felipe Santana
Leonan José
Uilson Pedruzzi (gk)
Maicosuel, aos 19’/2º
Marlone
01
09
11
16
17
21
26
29
33
36
37
Fábio Deivson (gk)
Ramón Ábila, no Intervalo
Alisson, aos 27’/2º
Lucas Silva
Bryan García
John Lennon
Dedé
Lucas Romero
Fabrício
Raniel, aos 38’/2º
Lucas Oliveira
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1

• Com esse resultado o Atlético sagrou-se campeão estadual pela 44ª vez;
• O Atlético Mineiro jogava por um empate;
• Cruzeiro: Camisa Azul, Calção Branco e Meias Azuis;
• Atlético: Camisa listrada em Preto-Branco, Calção Preto e Meias Brancas;
• Galeria de Imagens do Jogo: www.gazetapress.com/galeria

.:: Galeria de Imagens ::.
Os dois capitães, Henrique e Leonardo Silva, com o sexteto de arbitragem;
Credit: www.gazetapress.com/Mourão-Panda
Clube Atlético Mineiro, quarenta e quatro vezes campeão estadual;
Credit: www.gazetapress.com/Mourão-Panda
Cruzeiro Esporte Clube vice-campeão estadual de 2017;
Credit: www.gazetapress.com/Mourão-Panda

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Ficha Técnica: Cruzeiro 0 x 0 Atlético MIneiro

Cruzeiro e Atlético empatam em zero a zero na primeira final do campeonato mineiro;
Credit: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Ficha Tecnica
Cruzeiro 0 x 0 Atlético
Final do Campeonato Mineiro 2017
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Campeonato Mineiro 2017 – Final – 1º Jogo
• Data (Date): Domingo, 30 de Abril de 2017, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Magalhães Pinto “MIneirão”, Belo Horioznte/MG
• Público (Attendance): 40.694 expectadores presentes – Renda: R$ 1.620.951,00
• Árbitro (Referee): Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Emerson Augusto de Carvalho/SP (Fifa)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Marcelo Carvalho Van Gasse/SP (Fifa)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Fabiano da Silva Ramirez (Fifa)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Maicosuel, aos 46’/1º
Gabriel Costa, aos 45’/2º
Cruzeiro Esporte Clube Clube Atlético Mineiro
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
12 Rafael
22 Mayke
04 Luis Caicedo
03 Léo
06 Diogo Barbosa
08 Henrique
25 Húdson
10 De Arrascaeta (Élber)
30 Thiago Neves (Ábila)
70 Rafinha (Alisson)
07 Rafael Sóbis
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Victor
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
30 Gabriel Costa
06 Fábio Santos
05 Rafael Carioca
08 Elias
92 Marlone (Otero)
70 Maicosuel (Adilson)
07 Robinho (Cazares)
09 Fred
Coach: Mano Menezes Coach: Róger Machado
01
09
11
16
17
21
23
26
29
33
36
37
Fábio Deivson (gk)
Ramón Ábila, aos 18’/2º
Alisson, aos 31’/2º
Lucas Silva
Bryan García
John Lennon
Élber, aos 41’/2º
Dedé
Lucas Romero
Fabrício
Raniel
Lucas Oliveira
04
10
11
14
19
20
21
22
25
26
31
32
Frickson Erazo
Juan Cazares, aos 26’/2º
Romulo Otero, aos 18’/2º
Danilo
Carlos
Giovanni
Adilson, aos 28’/2º
Carlos Eduardo
Yago Henrique
Felipe Santana
Leonan José
Uilson Pedruzzi (gk)
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 0 0 x 0 0 x 0
• Com esse resultado quem vencer o próximo jogo será o campeão;
• Cruzeirota: Camisa Azul, Calção Branco e Meias Brancas;
• Atlético: Camisa listrada em Preto-Branco, Calção Preto e Meias Pretas;

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Ficha Técnica: Godoy Cruz (ARG) 1 x 1 Atlético Mineiro

.:: Copa Libertadores da América 2017 ::.
Jogando fora de casa Atlético Mineiro empata com o Godoy Cruz na Argentina;
Credit: www.clicrbs.com.br/Andres Larrovere / AFP
Ficha Tecnica
Godoy Cruz 1 x 1 Atlético
Copa Libertadores da América 2017
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América – Grupo 6 – 1ª Rodada
• Data (Date): Quarta-Feira, 8 de Março de 2017, as 19:30 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Malvinas Argentinas, Mendoza (Argentina)
• Público (Attendance): Sem Registro (No Registry)
• Árbitro (Referee): Wilson Lamouroux Riveros (Colômbia)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Eduardo Díaz Barrero (Colômbia)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): John Alexander León Sánchez (Colômbia)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Juan Pontón Rodríguez (Colômbia)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Luciano Abecasis, aos 11’/1º Rafael Carioca, aos 11’/2º
Walter Serrano, aos 25’/1º
Danilo Ortiz, aos 40’/2º
Marcelo Benítez, aos 44/’2º
Gols| Goals | Goles Gols| Goals | Goles
1-0 Javier Correa, aos 2/’1º 1-1 Fred (pênalti), aos 6’/2º
Club Atletico Godoy Cruz Clube Atlético Mineiro
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Rodrigo Rey
29 Luciano Abecasis
05 Diego Vieira
06 Danilo Ortiz [Expulso]
21 Fabricio Angileri
15 Walter Serrado
10 Guillermo Fernández
20 Ángel González (Sánchez)
10 Gastón Giménez
07 Juan Garro (Benítez)
09 Javier Correa (Sigales)
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Giovanni
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
30 Gabriel
06 Fábio Santos
05 Rafael Carioca
08 Elias
14 Danilo (Cazares)
11 Romulo Otero (Clayton)
07 Robinho
09 Fred (Rafael Moura)
Coach: Lucas Bernardi Coach: Róger Machado
03
14
17
19
23
24
25
Marcelo Benitez, aos 22’/2º
Sebastián Olivares
Maximiliano Correa
Fabián Henriquez
Maximiliano Sigales, aos 35’/2º
Nicolás Sánchez, aos 39’/2º
Sebastián Moyano (gk)
10
13
19
23
24
25
26
Juan Cazares, no Intervalo
Rafael Moura, aos 38’/2º
Carlos César
Calyton, aos 35’/2º
Uilson (gk)
Yago
Felipe Santana
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 0 x 1 1 x 1

Crônica do Jogo

Não foi exatamente a estreia que o torcedor atleticano imaginou. O Galo apenas empatou com o Godoy Cruz, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, em Mendoza, na Argentina, no primeiro jogo das equipes na Copa Libertadores da América.

Existia uma disparidade em campo: o Atlético-MG já iniciou a temporada há mais tempo, tinha um time com mais tempo de jogo, fisicamente melhor, sem falar em ter mais nomes de peso em seu elenco, enquanto o Godoy Cruz fazia apenas sua estreia na temporada. Isso, entretanto, não fez diferença. O Galo não se encontrou em campo, foi pior na maior parte do confronto e “achou” um gol em pênalti marcado sobre Elias.

O Galo volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Tupi, pelo Campeonato Mineiro.

Pouco depois do apito do árbitro, logo no primeiro minuto de jogo, o Godoy conseguiu abrir o placar. Em lançamento, o zagueiro Gabriel falhou ao tentar tirar a bola e a redonda ficou toda para Javier Correa marcar o primeiro tento.

Mesmo após sofrer o gol, o Atlético ainda tinha dificuldades para jogar. Nos primeiros minutos era claro a dificuldade atleticana na marcação, na recomposição, o que facilitava os contra-ataques dos donos da casa. Algo que ficou evidente, ainda, foram as investidas do Godoy pela direita – lado de Fábio Santos e onde também jogava o zagueiro Gabriel.

Já a metade do gramado mostrava que o Galo precisava de um jogador para cobrir o buraco que a equipe deixava. Como o Atlético jogava com três volantes e Robinho mostrava mais facilidade em cair pela esquerda, o local onde poderia ter um armador ficou vazio. Elias poderia suprir essa ausência, entretanto, com a presença de Danilo no time, atuando mais adiantado, o volante ficava mais recuado.

Com problemas na estrutura do time, o Atlético precisou recorrer as bolas paradas. Aos 14 minutos, o Galo levou perigo, com Leonardo Silva, aproveitando seus 1,92m para subir mais que todo mundo, para assustar o goleiro adversário com a bola tirando tinta da trave.

Após os 15 minutos do primeiro tempo, o Galo conseguiu equilibrar a situação. O time alvinegro passou a ocupar bem os espaços. Mas mesmo assim a equipe alvinegra não conseguia sobressair no ataque.

Aos 44, os deuses do futebol resolveram deixar o Galo seguir no jogo. Garro recebeu uma bola na cara do gol, já com Giovanni batido, na pequena área, e o atacante conseguiu perder o tento. O lance deixou ainda mais claro que a defesa alvinegra sofria para conseguir suportar um grupo que fazia seu primeiro jogo oficial.

O Galo voltou para o segundo tempo com uma importante troca: Roger Machado tirou Danilo e colocou Cazares – mudando, assim, o esquema em campo.

A pressão preto e branca surtiu efeito logo no início e Abecasis – que já tinha cartão amarelo – fez pênalti em Elias. O atacante Fred converteu a penalidade e deu igualdade ao Galo.

Após o tento, porém, o Atlético colocou o pé no freio. O time brasileiro passou a ter mais cautela para buscar o ataque. O Godoy voltou a buscar o jogo, na maioria das vezes ainda pela área de Fábio Santos.

O jogo passou a ficar travado no meio campo, com as duas equipes com dificuldades. O Godoy não conseguia agredir mais. Já o Galo, até os 35 não tinha obrigado o goleiro adversário fazer uma defesa.

Nos últimos minutos, o Galo pressionou, mas não dava mais tempo. A equipe preto e branca teve pelo menos quatro oportunidades para virar a partida, mas o Godoy se fechou muito bem e conseguiu segurar o placar. (Crédito: gazetaesportiva.com)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

18/05/2016 – Atlético Mineiro 2 x 1 São Paulo

São Paulo segura pressão do Atlético Mineiro e avança para à semifinal;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Douglas-Magno/AFP
Ficha Tecnica
Atlético 2 x 1 São Paulo
Copa Libertadores da América de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores 2016 – Quartas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 18 de Maio de 2013, às 21:45 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, em Belo Horizonte/MG
• Público (Attendance): Sem Registro – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): André Cunha (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Carlos Pastorino (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Horácio Ferreiro (Uruguai / Uruguay)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Oscra Rojas (Uruguai / Uruguay)
Clube Atlético Mineiro São Paulo Futebol Clube
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Victor
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
04 Fricson Erazo
06 Douglas Santos
08 Leandro Donizete
30 Eduardo (Dátolo)
11 Juan Cazares
29 Patric (Clayton)
13 Carlos (Carlos Eduardo)
09 Lucas Pratto
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Dênis
02 Bruno
27 Maicon
03 Rodrigo Caio
21 Eugenio Mena
25 Hudson
23 Thiago Mendes (Wesley)
30 Kelvin
10 Paulo Henrique Ganso
07 Michel Bastos (Matheus Reis)
12 Jonathan Calleri (Alan Kardec)
Técnico: Diego Aguirre Técnico: Edgardo Bauza
10
15
18
19
22
23
24
Jesús Dátolo
Edcarlos
Lucas Cândido
Carlos César
Carlos Eduardo, no Intervalo
Clayton, aos 24’/2º
Uilson (gk)
05
11
14
17
22
28
29
Diego Lugano
Wesley, aos 25’/2º
Alan Kardec, aos 42’/2º
Rogério
Renan Ribeiro (Gk)
Matheus Reis, aos 33’/2º
Lucas Fernandes
Advertências | Cautions Advertências | Cautions
Eduardo, aos 45’/1º Michel Bastos, aos 26’/1º
Leandro Donizete, aos 23’/2º Maicon, aos 39’/1º
Leonardo Silva, aos 27’/2º Kelvin, aos 44’/2º
Leandro Donizete, aos 49’/2º
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Juan Cazares, aos 6’/1º 1-2 Maicon (cab), aos 14’/1º
2-0 Carlos (cab), aos 11’/1º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
2 x 1 0 x 0 2 x 1
# mesmo perdendo o São Paulo classificou-se para as semifinais.
# O São Paulo classificou-se por ter marcado um gol fora de casa;
# Jogo Anterior: 11/05 – Motumbi – São Paulo 1 x 0 Atlético Mineiro;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores
# Links Externos (External Links): www.globoesporte.globo.com/copa-libertadores

.:: Galeria de Imagens ::.
Maicon marca o gol que classificou o São Paulo para a semifinal;
Crédito: www.globoesporte.globo.com


São Segura Pressão e Avança

“Caiu no Horto, tá morto”? Não para o São Paulo. O Tricolor segue mais vivo do que nunca na Libertadores. Nesta quarta-feira, os comandados de Bauza mostraram valentia para segurar o Galo no Independência e, mesmo com a derrota por 2 a 1, garantir vaga nas semifinais, que encerra o tabu de sete eliminações consecutivas da equipe paulista para clubes brasileiros na competição continental.

A classificação são-paulina na próxima fase da Libertadores, contudo, pareceu distante no começo da partida. Com dois gols sofridos em 11 minutos de jogo, o São Paulo parecia estar fadado à eliminação no Horto. Porém, assim como na primeira partida, o Tricolor fez a diferença no duelo com um gol em um lance de bola parada, desta vez com Maicon, três minutos depois.

Na sequência da partida, o confronto ficou imprevisível, no entanto, a boa disposição defensiva e certa dose de sorte permitiram à equipe paulista segurar o ímpeto do Atlético-MG, mantendo o resultado até o apito final.

O Jogo – Se o São Paulo tinha como objetivo se segurar o Atlético-MG nos 15 minutos iniciais, esta missão esteve longe de ser cumprida pela equipe Tricolor. Aproveitando a fragilidade paulista pelos lados do campo, o Galo construiu uma vantagem de dois gols com apenas 11 minutos de jogo.

No primeiro gol, aos seis minutos, Marcos Rocha invadiu a área pela direita e chutou forte para Dênis espalmar. No rebote, Cazares finalizou, e o goleiro são-paulino, com certa dose de azar, desviou contra o próprio gol. Cinco minutos depois, Douglas Santos cruzou pela esquerda, e Carlos apareceu sozinho na área para ampliar.

A situação parecia complicada para o São Paulo, porém, assim como no jogo de ida, a bola parada foi essencial. Aos 14 minutos, Maicon aproveitou cobrança de escanteio para aproveitar falha de Victor e diminuir. Passado o gol tricolor, a pressão voltou a ser do Atlético-MG, que chegou a carimbar a trave com Pratto, porém a equipe paulista também quase marcou novamente em chute de Calleri bem defendido por Victor.

O ritmo alucinante do jogo caiu ao final do primeiro tempo, e a partida ficou um pouco mais truncada, tendo em vista o cansaço e a dedicação defensiva de ambas equipes. Ainda assim, o São Paulo ainda mandou uma bola na trave antes de ir para os vestiários.

Na volta do intervalo, o Galo voltou a apostar num abafa nos minutos iniciais e sufocou o São Paulo, fazendo uso principalmente da qualidade do equatoriano Cazares. O Tricolor, por sua vez, seguia explorando as bolas paradas e os contra-ataques. E foi exatamente nesta última jogada que Ganso perdeu chance clara para empatar, batendo fraco nas mãos de Victor.

Após a transpassada metade da etapa final, o São Paulo recuou, e o Galo voltou a empurrar o São Paulo no campo de defesa. A postura do Tricolor quase custou caro em lance que Clayton, de frente para o gol, chutou para fora, perdendo chance claríssima. Ainda no final, Leonardo Silva subiu sozinho na área, e Dênis, com peito, rebateu, para depois defender. Nos acréscimos, Leandro Donizete ainda teve tempo para ser expulso antes do apito final do árbitro. (Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Galo Derrota Racing e Avança na Libertadores

Lucas Pratto fez o gol da vitória e daclassificação do Galo;
www.gazetaesportiva.com/Bruno-Cantini/CAM
Ficha Tecnica
Atlético 2 x 1 Racing
2016 Copa Libertadores – Oitavas de Final
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Libertadores da América 2016 – Oitavas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, em Belo Horizonte/MG
• Público (Attendance): Sem Registro – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): Daniel Fedorczu (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Maurício Espinosa (Uruguai / Uruguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Richard Trindad (Uruguai / Uruguay)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Leodán González (Uruguai / Uruguay)
• Advertências (Cautions): Leandro Donizete 21′, Rafael Carioca 30′, Óscar Romero 30′, Gustavo Bou 62′, Marcos Acuña 76′ e Júnior Urso 76′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Carlos, aos 16’/1º 1-1 Lisandro López (pen), aos 21’/1º
2-1 Lucas Pratto (cab), aos 26’/2º
Clube Atlético Mineiro Racing Club de Avellaneda
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Victor Bagy
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
04 Fricson Erazo
06 Douglas Santos
05 Rafael Carioca
08 Leandro Donizete (Clayton)
20 Júnior Urso
07 Robinho (Eduardo)
13 Carlos (Hyuri)
09 Lucas Pratto
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
21 Nelson Ibañez
04 Iván Pillud
20 Sergio Vittor
02 Nicolás Sánchez
03 Leandro Grimi
15 Ezequiel Videla
11 Luciano Aued
16 Ricardo Noir (Milito)
10 Óscar Romero (Bou)
17 Marcos Acuña (Pereyra)
09 Lisandro López
Coach: Diego Aguirre Coach: Facundo Silva
17
19
23
24
26
29
30
Hyuri, aos 9’/2º
Carlos César
Clayton, aos 25’/2º
Uilson (gk)
Tiago Pagnussat
Patric
Eduardo, aos 34’/2º
05
07
12
19
22
23
26
Federico Vismara
Gustavo Bou, aos 10’/2º
Juan Agustín Musso (gk)
Fernando Pereyra, aos 40’/2º
Diego Milito, aos 32’/2º
Yonathan Cabral
Gastón Díaz
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 1 1 x 0 2 x 1
# Com esse resultado o Atlético classificou-se para as Quartas de Final;
# Nelson Ibañez defendeu um pênalti cobrado por Pratto aos 37′ do 2º tempo;
# Curiosidade: Esta é a quinta eliminação seguida do Corinthians em seu estádio;
# Links Externos (External Links): www.conmebol.com/confederacion-sudamericana-de-futbol
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional

.:: Galeria de Imagens ::.
Um bonito mosaico feito pela tortcida do Galo mineiro;
Crédito: globoesporte.globo.com
Um bonito mosaico feito pela tortcida do Galo mineiro;
Crédito: globoesporte.globo.com

Caiu no Horto, tá Morto

Ele deu assistência para gol, deu carrinho no campo de defesa, carimbou o travessão e garantiu a classificação do Atlético-MG para quartas de final da Copa Libertadores. Em um jogo complicadíssimo no Independência, Lucas Pratto foi tão decisivo, que na vitória por 2 a 1 do Galo sobre o Racing, em que marcou o segundo gol alvinegro, nem mesmo o pênalti perdido pelo centroavante no final da partida foi capaz de tirar o brilho da bela atuação do argentino.

Frente a um adversário cascudo, o Galo chegou a sair na frente na partida com Carlos, surpresa de Aguirre na escalação, mas acabou sofrendo o empate logo depois. O experiente time do Racing soube segurar a vantagem por um longo período da partida, anulando o ataque atleticano, que mostrava pouca criatividade.

Lucas Pratto, a única peça ofensiva atleticana que se destacava em campo, porém, num lance de bola parada, marcou o gol da vitória, colocando o Atlético-MG na próxima fase da Libertadores, onde enfrentará o São Paulo.

O Jogo – O Atlético-MG tentou fazer a sua tradicional pressão no Independência, mas se deparou com uma segura e equilibrada equipe do Racing, que se fechava bem, obrigando o Galo a arriscar arremates de fora da área. Além de se defender bem, o time argentino tocava bem a bola e, por muito pouco, não abriu o placar com Lisandro López, que carimbou a trave no começo da partida.

Mesmo sem chegar com contundência no ataque, o Galo mostrou eficiência na sua primeira chance na partida. Aos 16 minutos, Pratto cruzou na área e Carlos, surpresa de Aguirre na escalação, mandou para o fundo das redes. A resposta do Racing não demorou e cinco minutos depois, após pênalti cometido por Leandro Donizete, Lisandro López bateu bem, empatando a partida.

Após o gol argentino, o Atlético-MG sentiu o golpe, cedeu alguns contra-ataques ao Racing, especialmente pelo lado direito atleticano, e demorou a se recuperar na partida. A reação veio em dois lances espaçados com Pratto e Robinho. No final, Lisandro López quase marcou o segundo do Racing.

Na volta do intervalo, ambas as equipes seguiram mantendo um forte equilíbrio em campo, inclusive nas chances criadas. Se Pratto carimbou o travessão, Romero e Lisandro López obrigaram Victor a fazer duas importantes defesas. Com o tempo, o Galo tentou manter o ritmo intenso, mas começou a parar na falta de inspiração de seus jogadores de frente.

E foi na presença do único jogador do ataque que se apresentava bem no Horto, que o Galo marcou o segundo. Em lance de bola parada, Lucas Pratto mostrou presença para testar firme e superar o goleiro do Racing aos 26 minutos da etapa complementar.

Em desvantagem no placar, o Racing se lançou para o ataque, e o Galo, tranquilo na partida, teve a sua chance para fazer o terceiro na reta final da partida, após o árbitro marcar pênalti para a equipe mineira. Pratto, no entanto, acabou perdendo, em bela defesa do goleiro Ibañez. Ainda no final, o Atlético-MG ainda desperdiçou ótima chance com Júnior Urso, mas, apesar do sufoco nos acréscimos, a defesa atleticana conseguiu segurar bem a classificação.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com/Gustavo-Aleixo


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Coelho Vence Galo na Primeira Final

Coelho vence Galo na primeira final do campeonato mineiro;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Foto/Bruno-Cantini/Atlético-MG
Ficha Tecnica
América 2 x 1 Atletico
Primeira Final do Campeonato Mineiro de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Mineiro de 2016 – Final – Primeiro Jogo
• Data (Date): Domingo, 1 de Maio de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, Belo Horioznte/MG
• Público (Attendance): 7.188 pagantes – Renda: R$ 229.085,00
• Árbitro (Referee): Dewson Fernando Freitas da Silva/PA (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Eduardo Gonçalves da Cruz/MS (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Rodrigo Figueiredo Henrique Correa/RJ (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Luiz Flávio de Oliveira/SP (FIFA)
• Advertências (Cautions): Alison 69′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Danilo, aos 32’/1º 1-2 Lucas Pratto, aos 48’/2º
2-0 Danilo, aos 5’/2º
América Futebol Clube Clube Atlético Mineiro
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 João Ricardo
22 Pablo (Artur)
03 Alison
04 Sueliton
06 Bryan
08 Leandro Guerreiro
05 Claudinei
07 Osman
10 Tiago Luís (Danilo)
09 Borges
16 Rafael Bastos (Hernandes)
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Victor Bagy
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
04 Frickson Erazo
06 Douglas Santos (Carlos César)
05 Rafael Carioca
08 Leandro Donizete
12 Hyuri
29 Patric (Lucas Pratto)
07 Robinho
23 Clayton (Cazares)
Givanilso José de Oliveira Diego Vicente Aguirre
02
11
12
13
14
15
17
18
19
21
23
25
Artur, aos 42’/2º
Maranhão
Fernando Leal (gk)
Róger Duarte
Danilo, aos 17’/1º
Christian Sávio
Xavier
Vítor Ruas
Ernandes, aos 33’/2º
Matheus
Sávio
Glauco Tadeu
09
11
13
18
19
20
26
30
32
Lucas Pratto, no Intervalo
Juan Cazares, aos 6’/2º
Carlos, aos 20’/2º
Lucas Cândido
Carlos César
Giovanni (gk)
Tiago
Eduardo
Uilson Pedruzzi
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1
# Com esse reesultado o América joga por um empate, no próximo jogo, para ser campeão;
# O Atlético terá que vencer por qualquer placar pra dicar com o título;
# João Ricardo defendeu um pênalti cobrado por Robinho aos 45′ do 2º tempo;
# Atletico: Camisa, Calção e Meias Brancas com detalhes Pretas;
# America: Camisa listrada em Verde-Preto, Calção Verde-Preto e Meia Pretas;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/finais-dos-estaduais-2016
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/finais-dos-estaduais-2016

.:: Galeria de Imagens ::.
João Ricardo defende o pênalti cobrado por Robinho;
Crédito: globoesporte.globo.com/twitter/Atleti

Coelho Vence Galo

Não faltou emoção no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro. O América Mineiro recebeu o Atlético Mineiro e fez a lição de casa. Apostando no contra-ataque, o Coelho fez 2 a 1 e leva vantagem para o segundo jogo.

Após deixar o Cruzeiro no meio do caminho, o time do técnico Givanildo Oliveira não deu chances para o Galo. Com dois gols de Danilo, que entrou aos 17 minutos do primeiro tempo, o Coelho parecia que iria garantir os 2 a 0, porém, nos últimos minutos de jogo, a partida pegou fogo. Aos 45 minutos, Robinho desperdiçou pênalti, com defesa do goleiro João Ricardo, que fez grande partida. No lance seguinte, Lucas Pratto chutou firme e garantiu o gol solitário do Atlético-MG.

Com o resultado, o Coelho joga por um empate na próxima partida da grande decisão. Já o Galo, com o placar de 1 a 0 já garante o título. O segundo jogo da final acontece no próximo domingo, no Mineirão.

O jogo – Mesmo fora de casa, foi o Atlético quem começou propondo o jogo. Com o time titular, os comandados de Diego Aguirre começaram agredindo o adversário. Com um futebol leve e rápido, o Galo chegava fácil à área defensiva do América, mas pecava na hora de finalizar.

Mesmo com menos posse de bola, foi o Coelho quem teve a primeira boa chance de gol do jogo. Claudinei aproveitou o espaço dado pela zaga do Atlético e finalizou de perna esquerda, exigindo elasticidade do goleiro Victor. Aos 30 minutos, Bryan errou na saída de bola e deixou Hyuri livre, que lançou para Clayton ajeitar e Patric finalizar para fora.

O América abriu o placar em um vacilo da zaga adversária. Rafael Bastos desviou para Danilo, que entrou no lugar de Tiago Luis, cortar e bater de perna direita, marcando um belo gol. O Galo pareceu ter sentido o revés, e poucos minutos depois, quase sofreu mais um gol. Em nova bobeada da zaga, Rafael Bastos recuperou e a bola sobrou para Bryan, que chutou forte e Victor, com os pés, mandou pela linha de fundo.

Na volta do intervalo, o América precisou de apenas cinco minutos para ampliar. Danilo, bem posicionado na ponta esquerda do ataque, recebeu lançamento e chutou bonito, de três dedos. A bola desviou em Marcos Rocha e morreu no fundo das redes. Segundo gol de Danilo e segundo do Coelho.

Após o revés sofrido, o Atlético se lançou ao ataque, abrindo mão da defesa. Voltando a manter a posse de bola, o Galo chegou a assustar o gol defendido por João Ricardo. Robinho deu bom lançamento para Hyuri, que finalizou e viu o arqueiro realizar boa defesa.

Goleiro salvador – A estrela de João Ricardo voltou a brilhar. Hyuri recebeu mais um cruzamento de Robinho e testou firme, exigindo que o goleirão desse um tapa com a mão direita, salvando o Coelho. O Atlético até pressionava, mas não conseguia acertar o último passe. A chance do gol veio no último minuto da partida. Carlos César finalizou e Leandro Guerreiro cortou com o braço. O juiz assinalou penalidade máxima, e na cobrança, Robinho tomou pouca distância e finalizou no lado esquerdo de João Ricardo, que defendeu.

Já nos acréscimos, quando o jogo parecia que estava acabado, Hyuri rolou para Lucas Pratto, que finalizou de primeira e diminuiu a diferença no placar, garantindo o 2 a 1. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira aqui: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Tricordiano Goleia Atlético Mineiro no Horto

O time de Três Corações surpreendeu e goleou o Galo no Horto;
Crédito: pordentrodeminas.com
Ficha Tecnica
Atletico 2 x 4 Tricordiano
Campeonato Mineiro de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Mineiro de 2016 – Primeira Fase – 11ª Rodada
• Data (Date): Domingo, 10 de Abril de 2016, as 16:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Raimundo Sampaio “Independência”, em Belo Horizonte/MG
• Público (Attendance): Sem Registro – Renda: Sem Registro
• Árbitro (Referee): Felipe Fernandes de Lima (FMF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Ricardo Junio de Souza (FMF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Magno Arantes Lira (FMF)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Wágner Ferreira de Souza (FMF)
• Advertências (Cautions): Rodrigo 24′, Pablo 43′, Leandro Donizete 46′, Víctor 65′, Marcos 45’+3 e Arnold 45’+5
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Juan Cazares, aos 27’/1º 1-1 Marcinho, aos 32’/1º
2-3 Robinho, aos 49’/2º 2-1 Juninho, aos 2’/2º
3-1 Marquinhos, aos 8’/2º
4-2 Arnold, aos 50’/2º
Clube Atletico Mineiro Clube Atletico Tricordiano
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Victor
19 Carlos César
15 Edcarlos
26 Tiago
31 Mansur (Robinho)
08 Leandro Donizete
30 Eduardo
18 Lucas Cândido
11 Juan Cazares
23 Clayton
16 Pablo Diogo (Capixaba)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Marcão
02 Rodrigo Paulista
04 Nilo
03 Carlos Bruno
06 Marquinhos
05 João Paulo
08 Bruno Moreno
07 Júnior Lemos
10 Juninho Arcanjo (Arnold)
11 Marcinho (Capela)
09 Léo Guerreiro (Dinei)
Diego Vicente Aguirre Paulo César Catanoce
07
32
34
35
36
37
38
39
41
Robinho, aos 10’/2º
Uilson Pedruzzi
Renan
Gabriel Costa
Yago Henrique
Alessandrp
Lucas Oliveira
Capixaba, no Intervalo
Lauro
12
13
14
15
16
17
18
20
Rogério (gk)
Adinaldo
Arnold, aos 38’/2º
Leonardo
Diego
Dinei, aos 23’/2º
Capela, aos 21’/2º
Dênis
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 1 1 x 3 2 x 4

Resumo do Jogo

Inesperado! Assim foi o resultado no duelo de Galos na tarde deste domingo (10) no Independência. O Tricordiano levou a melhor sobre o Atlético, venceu por 4 a 2 e garantiu a sua permanência na elite do futebol mineiro. Nem o torcedor mais otimista da equipe do Sul de Minas poderia esperar um resultado igual a esse. Aliás, a torcida do Galo de Três Corações fez a sua festa no Horto. Os gols da partida foram marcados por Marcinho, Juninho, Marquinhos e Arnold. Já Juan Cazares e Robinho descontaram para o Galo de BH.

Mesmo com a derrota, o Atlético fechou a primeira fase do Campeonato Mineiro 2016 na vice-liderança com 20 pontos ganhos. Já o Tricordiano garantiu a sua permanência na elite do estadual e se despediu desta edição da competição na 7º colocação com 13 pontos e por pouco não conseguia ainda a classificação para a Série D do Brasileirão. Os outros times que fecharam o G-4 foram a URT, adversário atleticano na semifinal, o América e o Cruzeiro, que se enfrentam.

Aliás, o Galo já tem um desfalque certo para o primeiro jogo da semifinal do Mineiro. O volante Leandro Donizete levou o terceiro amarelo contra o Tricordiano e está fora. É provável que o jogo de ida entre Atlético e URT seja realizado no domingo que vem, dia 17, às 18h30, em Patos de Minas. Isso ainda deverá ser confirmado pela Federação Mineira de Futebol (FMF) nesta segunda-feira (11).

Apesar disso, antes de voltar a pensar no Mineiro, o Atlético agora foca 100% na Libertadores e enfrentará o Melgar-PER em jogo importante na próxima quinta-feira (14), às 19h30, no Mineirão. O Galo precisa vencer para não só garantir a classificação, mas também terminar na liderança do grupo 5. Boa parte dos ingressos já foram vendidos e a expectativa é de bom público no duelo entre mineiros e peruanos.

Tudo igual

O duelo de Galos no Independência começou meio lento. As principais chances do Tricordiano eram em chutes de longe. O Atlético também teve como melhor oportunidade no início uma cobrança de falta. Falta qualidade no passe para as duas equipes.

A primeira boa chance foi do Atlético aos 7 minutos, quando Cazares cobrou falta e Marcão espalmou bem para escanteio. O Tricordiano também assustou na bola parada com Juninho, ex-Atlético, cobrando no canto e a bola saindo com perigo perto do gol de Victor.

Mesmo com dificuldades para passar pela marcação do Tricordiano, que tava bem fechadinho atrás, o Atlético conseguiu abrir o placar. Aos 26 minutos, o árbitro Felipe Fernandes de Lima marcou pênalti de Nilo em Tiago após cruzamento na área. O equatoriano Juan Cazares cobrou com categoria e fez a festa da torcida atleticana. Mas a alegria alvinegra durou pouca.

O time do Sul de Minas conseguiu buscar o empate pouco depois. Aos 32 minutos, Juninho apareceu bem pela direita, rolou para área e Marcinho chutou prensado com Carlos César, a bola subiu e tirou o goleiro Victor do lance. Tudo igual no Independência e disputa contra o rebaixamento pegando fogo com o gol do Tricordiano.

Tricordiano faz a festa

O Atlético até tentou pressionar na etapa final, mas pecou demais nas finalizações e no último passe. O Tricordiano foi muito inteligente em campo, se manteve fechadinho e com muita velocidade definiu o jogo nos contragolpes. Nem mesmo as mudanças de Aguirre com as entradas de Capixaba e Robinho mudaram muita coisa em campo.

O Tricordiano virou o jogo logo no primeiro minuto do segundo tempo, quando Leandro Donizete derrubou Léo Guerreiro na área e o árbitro acabou marcando pênalti. Juninho cobrou com categoria e colocou o Galo do Sul de Minas na frente do placar. Pouco depois, veio o terceiro gol do time de Três Corações. Aos 8 minutos, Marquinhos apareceu bem pelo lado esquerdo e chutou direto ou tentou cruzar e a bola foi direta e surpreendeu Victor.

O Atlético até tentou diminuir o placar, mas não conseguiu caprichar na finalização. A primeira chance foi com Robinho, que arriscou chute para boa defesa de Marcão. Depois, Lucas Cândido acertou o travessão duas vezes em lances diferentes. Clayton também tentou, mas foi outro a parar no goleiro Marcão.

O Galo de BH até conseguiu voltar a balançar as redes depois de muito insistir . Já, aos 49 minutos, Após cruzamento na área e bate e rebate, Robinho completou para o gol. Porém, logo em seguida, o Tricordiano aproveitou-se de bobeira da defesa alvinegra para selar o placar. Arnold avançou pela esquerda, entrou na área e bateu forte cruzado para o fundo do gol. Resultado inesperado. Festa da equipe do Sul de Minas no final do jogo. (Fonte: pordentrodeminas.com)


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: