Archive for the ‘Futebol Candango’ Category

Paysandu Campeão da Copa Verde de 2016

Jogadores do Paysandu comemoram a conquista da inédita Copa Verde;
Crédito: www.trivela.uol.com.br/

Gama 2 x 1 Paysandu
Resultado Agregado: Gama 2 x 3 Paysandu
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Verde de 2016 – Final – 2º Jogo
• Data (Date): Terça-Feira, 10 Maio de 2016, as 20:30 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Walmir Campelo Bezerra “Bezerrão”, Gama, Distrito Federal
• Público (Attendance): 9.090 pagantes – Renda: R$ 120.830,00
• Árbitro (Referee): Elmo Alves Resende Cunha/GO (Especial CBF)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Cristhian Passos Sorence/GO (Especial CBF)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Leone Carvalho Rocha/GO (CBF1)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Breno Veira Souza/GO (CBF2)
• Advertências (Cautions): Roniery 12′, Raí 15′, Augusto Recife 22′, Eduardo 27′, Capanema 39′, Capanema 59′, Raphael Índio 77′, Gualberto 79′ e Émerson 88′
• Expulsão (Sent Off): Raone, aos 28’/1º e Capanema, aos 14′ minutos do 2º tempo
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Grampola (cab), aos 28’/2º 1-0 Raí, aos 3’/1º
2-1 Grampola (pen), aos 34’/2º
Sociedade Esportiva do Gama Paysandu Sport Club
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Pereira
02 Dudu Gago (Adriano Pires)
03 Pedrão
04 João Paulo
06 Judvan Lucas (Ítalo)
05 Eduardo (Formiga)
07 Héricles
08 Michel Pires
10 Fábio Gama
11 Raone [Expulso]
09 Rafael Grampola
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Emerson
02 Roniery
03 Fernando Lombardi
26 Gualberto
25 Lucas
05 Ricardo Capanema [Expulso]
08 Augusto Recife
06 Raí (Rodrigo Andrade)
20 Celsinho
11 Fabinho Alves (Raphael Luz)
09 Leandro Cearense
Técnico: Reinaldo Gueldini Técnico: Dado Cavalcanti
12
13
14
15
16
17
18
19
Maringa (gk)
Jesiel
Adriano Pires, aos 42’/2º
Marlos
Williams
Formiga, aos 45’/2º
Ítalo, aos 21’/2º
Makeka
04
12
13
14
16
17
19
21
28
29
32
Gilvan
Marcão (gk)
Crystian
Pablo
Raphael Luz, aos 10’/2º (Paulinho)
Vélber
Betinho
Bruno Smith
Paulinho, aos 39’/2º
Wanderson
Rodrigo Andrade, no Intervalo
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 1 2 x 0 2 x 1
# Com esse reesultado o Paysandu sagrou-se campeão da Copa Verde pela 1ª vez;
# O Gama tinha que vencer por três ou mais gols de diferença pra ser campeão;
# Com a conquista o Paysandu garantiu uma vaga na Copa Sulamericana de 2016;
# Gama: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
# Paysandu: Camisa listrada em Azul-Branco, Calção e Meia Azul-Celeste;
# Links Externos (External Links): www.cbf.com.br/galeria-de-imagens/Rafael-Ribeiro
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/galeria-de-imagens
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/final-da-copa-verde

.:: Galeria de Imagens ::.
Sport Club Paysandu campeão da Copa Verde de 2016;
Crédito: revistaplacar.uol.com.br/Adalberto-Marques/AGIF
Sociedade Esportiva do Gama vice campeão da Copa Verde de 2016;
Crédito: www.cbf.com.br/Foto/Rafael-Ribeiro
Os dois times perfilados para a execução dos hinos nacionais;
Crédito: www.cbf.com.br/Foto/Rafael-Ribeiro
Jogadores do Paysandu comemoram a conquista da Copa Verde;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Foto/Divulgação/PSC
Grampola marca, de pênalti, o segundo gol do Gama contra o Paysandu;
Crédito: www.cbf.com.br/Foto/Rafael-Ribeiro

Papão Campeão

O Paysandu perdeu para o Gama por 2 a 1, mas garantiu o título inédito da Copa Verde 2016 nesta terça-feira, dia 10, no Estádio Bezerrão, em Brasília. Raí abriu o marcador logo no começo do jogo, mas Grampola igualou e virou o placar no segundo tempo. No resultado agregado, os bicolores somaram 3 a 2 sob o Periquito Verde.

A conquista do Paysandu garante, além da premiação de R$ 180 mil, uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. A nota triste ficou por conta da invasão dos torcedores das duas equipes no gramado, o que gerou confusão por alguns minutos, até que a polícia militar e os próprios atletas conseguiram apaziguar.

A decisão começou eletrizante, com o Gama partindo ao ataque e o Paysandu esperando para sair jogando em velocidade. Foi assim, logo aos dois minutos, que os visitantes abriram o marcador em um chute de fora da área de Raí. O goleiro do DF colaborou. Depois disso, as duas equipes pareciam nervosas. Os mandantes erravam muitos passes e os bicolores, com excesso de vontade, talvez, acabaram se excedendo nas faltas. Antes dos 25 minutos, três atletas paraenses já haviam sido advertidos com o cartão amarelo.

O cenário da partida começou a se definir depois que o Gama perdeu um jogador expulso, de forma exagerada, após entrada dura no lateral adversário. Foi quando os bicolores conseguiram equilibrar as ações, passaram a ter mais volume de jogo e, claro, chegaram ao ataque explorando as laterais e o setor de meio-campo. Faltou o último toque para matar o jogo.

Preocupado com a quantidade de amarelos, Dado Cavalcanti voltou para o segundo tempo sem Raí. Ele colocou Rodrigo Andrade, volante, e assim perdeu qualidade técnica, mas ganhou reforço na marcação. Daí em diante, o jogo ficou aberto, com o Gama se atirando em direção ao gol de Emerson e o Papão esperando por um contra-ataque para tentar “matar” o jogo.

A “lei compensação”, quando Capanema também foi expulso, aconteceu aos 13 minutos. O Gama conseguiu reagir, igualou e virou o marcador com Grampola. O que parecia tranquilo e favorável para os paraenses se transformou em dez minutos de absoluta tensão. Dado colocou mais um volante para segurar o marcador e tirou um homem de criação. Deu certo. Mesmo derrotado, o Paysandu conquista a Copa Verde 2016.

# Fonte: globoesporte.globo.com/reportagem


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Anúncios

03/05/2016 – Estádio Mangueirão – Paysandu 2 x 0 Gama

Paysandu abre boa vantagem contra Gama na final da Copa Verde;
Crédito: www.globoesporte.globo.com

Paysandu 2 x 0 Gama
Final da Copa Verde de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa Verde de 2016 – Final – 1º Jogo
• Data (Date): Terça-Feira, 3 Maio de 2016, as 20:30 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Jornalista Edgar Augusto Proença “Mangueirão”, Belém, Pará
• Público (Attendance): 24.160 pagantes (Total: 26.610) – Renda: R$ 728.014,00
• Árbitro (Referee): Alisson Sidnei Furtado/TO (CBF1)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Bruno Raphael Pires/GO (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Eduardo Goncalves da Cruz/MS (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Andrey da Silva E Silva/PA (CBF1)
• Advertências (Cautions): Capanema 33′, Eduardo 39′, Cearense 45′, Judvan 54′ e Celsinho 84′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Celsinho, aos 10’/1º
2-0 Leandro Cearense (cab), aos 49’/2º
Paysandu Sport Club Sociedade Esportiva do Gama
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Emerson
13 Crystian
03 Fernando Lombardi
26 Gualberto
25 Lucas Siqueira
05 Ricardo Capanema
08 Augusto Recife
06 Raí (Raphael Luz)
20 Celsinho
11 Fabinho Alves (Wânderson)
09 Leandro Cearense
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Pereira
02 Dudu Gago
03 Pedrão (Héricles)
04 João Paulo
06 Makeka
00 Lucas Almeida
07 Héricles
08 Michel Pires
10 Fábio Gama (Raone)
00 Formiga
09 Rafael Grampola (Jesiel)
Técnico: Dado Cavalcanti Técnico: Reinaldo Gueldini
04
12
17
21
22
27
28
29
32
38
Gilvan
Marcão (gk)
Raphael Luz, aos 19’/2º
Vélber
Bruno Smith
Ilailson
Paulinho
Wanderson, aos 38’/2º
Rodrigo Andrade
Pablo
12
13
14
15
16
17
18
Adilson (gk)
Jesiel, aos 46’/2º
Marlos
Williams
Hériclis, aos 36’/2º
Raone
Ítalo, aos 26’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 0 2 x 0
# Com esse reesultado o Paysandu joga por um empate, no próximo jogo, pra ser campeão;
# O Gama terá que vencer por três ou mais gols de diferença pra ser campeão;
# O campeão garante uma vaga na Copa Sulamericana de 2016;
# Gama: Camisa Verde, Calção Verde e Meias Verdes;
# Paysandu: Camisa listrada em Azul-Branco, Calção e Meia Brancas;
# Próximo Jogo: 10/05 – Estádio Bezerrão – Gama x Paysandu, as 20:30 hs;
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/galeria-de-imagens
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/final-da-copa-verde

.:: Galeria de Imagens ::.
Leandro Cearense marcou, nos acréscimos, o segundo gol do Papão;
Crédito: globoesporte.globo.com/Foto/Fernando-Torres/Ascom-Paysandu
A torcida do Papão fez uma bonita festa na primeira final da Copa Verde;
Crédito: globoesporte.globo.com/Foto/Fernando-Torres/Ascom-Paysandu

Papão Abre Boa Vantagem

Com mais de 25 mil pessoas no Mangueirão, o Paysandu venceu o Gama por 2 a 0 no jogo de ida da final da Copa Verde, na noite desta terça-feira, e garantiu boa vantagem até a decisão do torneio, na próxima semana. Os gols foram marcados por Celsinho, de falta aos 9 minutos do primeiro tempo, e Leandro Cearense, de cabeça aos 49 da etapa complementar.

Com o resultado o Paysandu pode perder por um gol de diferença no jogo de volta que mesmo assim fica com o título da Copa Verde, mas se balançar as redes fora de casa o Papão poderá até perder por dois (3 a 1 ou 4 a 2, por exemplo). Caso o Gama faça 2 a 0 em casa, a decisão será nos pênaltis, mas se o clube do Distrito Federal vencer por três gols é ele quem leva o caneco. A grande final da Copa Verde será na próxima terça-feira, dia 10, no Estádio Bezerrão. Antes disso, porém, o Papão ainda faz a final do Campeonato Paraense, sábado, diante do São Francisco, em Belém.

A missão do Gama não era fácil. Com o Paysandu invicto há 23 partidas e com a torcida mais do que empolgada pelo bom momento do clube na temporada, a expectativa do técnico Arthur Bernardes era segurar o ímpeto bicolor nos primeiros 20 minutos de jogo e encaixar rápidos contra-ataques, para surpreender a defesa adversária. A proposta caiu por terra logo aos 9, com o golaço de falta do meia Celsinho. A cobrança, feita com perfeição do final da intermediária, fez a bola entrar no ângulo e Pereira não alcançou.

Até o gol, a partida se desenvolvida de forma equilibrada. O Gama aparecia bem na frente, apesar de pouco perigo levar ao gol alviceleste. Mas, ao ficar atrás no placar, o Periquito Verde recuou e se deixou ser pressionado pelo time da casa. Celsinho buscava o jogo e investia nas jogadas pelas pontas, municiando bem Raí, pela direita, e Fabinho Alves, pela esquerda. Os cruzamentos, mesmo abundantes, eram pouco eficientes. Os zagueiros Pedrão e João Paulo, apesar de muito exigidos, venceram a maioria das disputas pelo alto na área. Quando não, o ataque bicolor pecava na finalização.

Acuado, a resposta do Gama era tímida. Aos 25, o lateral-direito Dudu Gago se lançou ao ataque e arriscou chute forte de fora da área, mas mandou direto para fora, sem perigo. Aos 32, em cobrança de falta da intermediária, Fábio Gama alçou na área do Papão, mas Grampola não conseguiu desvia a bola, que ficou nas mãos do goleiro Emerson.

Na reta final do primeiro tempo a partida perdeu um pouco do brilho. Os jogadores do Verdão do Distrito Federal abusaram das faltas, às vezes duras demais. Aos 33, João Paulo deixou as travas da chuteira na canela de Crystian, que, sangrando, precisou sair de campo rapidamente para colocar um curativo. Aos 36, foi a vez de Celsinho ser atingido em dividida no alto pelo volante Lucas Almeida. O árbitro Alisson Sidnei, do Tocantins, não soube administrar bem o clima criado, economizou nos cartões e gerou muita reclamação dos dois lados e da torcida.

As equipes voltaram para o segundo tempo com as mesmas escalações, mas com posturas táticas diferentes. Arthur Bernardes mandou seu time avançar as linhas de marcação, atrapalhando a ligação defesa-ataque do Paysandu. Celsinho, que teve muita liberdade no primeiro tempo, passou a ser mais visado pelos marcadores do Gama, que não hesitavam nas faltas.

A falta de eficiência do ataque alviceleste e a vantagem mínima do placar fizeram com que Dado Cavalcanti mudasse o time aos 18. Ele sacou Raí para a entrada de Raphael Luz, uma opção mais ofensiva ao meio-campo. O ataque melhorou, mas não muito. Fabinho Alves, em noite pouco inspirada, errava passes e não conseguia fugir da marcação adversária. Do outro lado, o clube do Distrito Federal se fechou na defesa e tinha como principal referência ofensiva Grampola, mas o atacante era constantemente pego em posição irregular.

A partida só voltou a ganhar emoção aos 28, com chute de Celsinho de fora da área. A batida, rasteira e colocada, obrigou Pereira a espalmar para a linha de fundo. O Paysandu continuou botando pressão na defesa do Gamão. Aos 37, Crystian cruzou bem e Fernando Lombardi cabeceou com perigo, mas a bola raspou a trave e foi para fora. Apenas três minutos depois, Leandro Cearense invadiu a área do Gama, mas chutou para fora e, no minuto seguinte, Wanderson – que entrou no lugar de Fabinho Alves – chutou com força dentro da área, mas Pereira defendeu.

Com a grande pressão bicolor, Bernardes tirou Grampola para colocar mais um zagueiro em campo, Jesiel. O Gama ainda gastou o tempo que pôde, mas, nos acréscimos, Leandro Cearense deu cabeceio certeiro, garantiu o segundo gol do Papão no jogo e grande vantagem para o jogo de volta.

# Fonte: globoesporte.globo.com/reportagem


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: