Archive for the ‘Futebol Argentino’ Category

Ficha do Jogo: Argentina 1 x 1 Islândia

Na sua estréia em copa do mundo os Homens de Gelo seguraram os hermanos;
Crédito: www.gettyimages.com/pnlopes
Separação entre as tabelas
Argentina 1 x 1 Islândia
2018 Wolrd Cup: Argentina 1 – 1 Iceland
Separação entre as tabelas
Copa do Mundo, Rússia 2018 1ª Fase – Grupo D – 1ª Rodada
World Cup Russia 2018 First Phase – Group D – Round 1

Sábado, 16 de Junho de 2018 10:00 hs (Brasilia) 22º C ☼
Saturday, June 16, 2018 16:00 PM (Local Time) 22º C ☼

Arena Otkritie, Moscou (RUS) 44.190 pagantes (44.190)
Otkritie Arena, Moscow (RUS) Attendance: 44,190 (44,190)

Szymon Marciniak (Polônia / Poland) Pawel Sokolnicki (Polônia / Poland)
4º: Wilmar Roldán (Colombia) Tomasz Listkiewicz (Polônia / Poland)

VAR: Mark Geiger (EUA / USA) AVAR2: Joe Fletcher (Canada)
AVAR1: Paweł Gil (Polônia / Poland) AVAR3: Gery Vargas (Bolivia)

Nenhum Atleta foi Advertido

1:0 Sergio Aguero, 18’/1º (ARG)
1:1 Alfreð Finnbogason, 22’/1º (ISL)
Separação entre as tabelas
Argentina
Islândia – Iceland
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
23 Willy Caballero
18 Eduardo Salvio
17 Nicolás Otamendi
16 Marcos Rojo
03 Nicolás Tagliafico
14 Javier Mascherano
05 Lucas Biglia ▼ (Banega, 53′)
13 Maximiliano Meza ▼ (Higuaín, 83′)
10 Lionel Messi ©
11 Ángel Di María ▼ (Pavón, 74′)
19 Sergio Agüero
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Hannes Halldórsson
02 Birkir Sævarsson
14 Kári Árnason
06 Ragnar Sigurðsson
18 Hörður Magnússon
10 Gylfi Sigurðsson
17 Aron Gunnarsson © ▼ (Skúlason, 75′)
20 Emil Hallfreðsson
07 Jóhann Guðmundsson ▼ (Gíslason, 62′)
08 Birkir Bjarnason
11 Alfreð Finnbogason ▼ (Sigurðarson, 88′)
Coach: Jorge Sampaoli
Coach: Heimir Hallgrímsson
Gk
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Nahuel Guzmán
12 Franco Armani
02 Gabriel Mercado
04 Cristian Ansaldi
06 Federico Fazio
08 Marcos Acuña
07 Éver Banega ▲ (8’/2º)
15 Enzo Pérez
20 Giovani Lo Celso
22 Cristian Pavón ▲ (29’/2º)
09 Gonzalo Higuaín ▲ (38’/2º)
21 Paulo Dybala
Gk
Gk
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Frederik Schram
13 Rúnar Rúnarsson
05 Sverrir Ingason
15 Hólmar Eyjólfsson
23 Ari Skúlason
03 Samúel Friðjónsson
04 Albert Guðmundsson
16 Ólafur Skúlason ▲ (30’/2º)
19 Rúrik Gíslason ▲ (17’/2º)
21 Arnór Traustason
09 Björn Sigurðarson ▲ (43’/2º)
22 Jón Böðvarsson
Separação entre as tabelas
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Time A Time B
1 x 1 0 x 0 1 x 1
Separação entre as tabelas






20ª edição da Copa do Mundo FIFA. pela primeira vez realizada na Rússia;
A Islândia está disputando uma copa do mundo pela primeira vez;
Hannes Halldórsson defendeu um pênalti cobrado por Messis aos 18′ do 2º tempo;
Uniforme Argentina: Camisa Azul-Marinho, Calção Azul-Marinho e Meias Azul-Marinho;
Uniforme Islândia: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
Melhor Jogador do Jogo (Man of the Match): Hannes Halldórsson, goleiro da Islândia;
Tabela da Copa do Mundo (Word Cup Schedule): www.baudofootball.com
Confrontos – Head to Head
Argentina x Islândia

Jogos 1 Matches

0 Vitórias Wins 0
Empates 1 Draws
1 Gols Goals 1
Argentina v Iceland
Confrontos – Head to Head

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Marcos Rojo, Caballero, Maximiliano Meza, Javier Mascherano e Nicolás Otamendi;
Agachados: Messi, Di María, Lucas Biglia, Salvio, Kun Aguero e Tagliafico; Coach: Sampaoli
Crédito: www.gettyimages.com/@pnlopes
Em pé: Ragnar Sigurðsson, Finnbogason, Kári Árnason, Már Sævarsson, Magnússon e Gylfi Sigurðsson; Agachados: Berg Guðmundsson, Hallfreðsson, Bjarnason, Þór Halldórsson e Gunnarsson;
Crédito: www.gettyimages.com/@pnlopes
Estatística do Jogo – Match Statistics (www.fifa.com)

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com
Anúncios

Ficha Técnica: Espanha 6 x 1 Argentina

O espanhol Isco (22) marcou três gols na goleada contra os argentinos;
Crédito da Imagem: www.standard.co.uk/Getty-Images
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Espanha 6 x 1 Argentina
International Friendly: Spain 6 – 1 Argentina
fichadojogo.wordpress.com







Competição (Tournament): Amistoso Oficial (Friendly)
Data (Date): Terça-Feira, 27 de Março de 2018, 15:30 hs (de Brasília) 20:30 local
Estádio (Stadium): Wanda Metropolitano, Madrid (Espanha / Spain)
Público (Attendance): 65.541 expectadores – Capacidade: 67.703 pessoas
Árbitro (Referee): Anthony Taylor (Inglaterra / England)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Gary Beswick (Inglaterra / England)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Adam Nunn (Inglaterra / England)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Carlos Del Cerro Grande (Espanha / Spain)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
68′ Isco 68′ Nicolás Tagiafico
89′ Sergio Ramos 81′ Maximiliano Meza
87′ Marcos Rojo
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Diego Costa, 12’/1º 1-2 Otamendi, 39’/1º (Cabeça)
2-0 Isco, 27’/1º
3-1 Isco, 7’/2º
4-1 Thiago Alcântara, 10’/2º
5-1 Iago Aspas, 28’/2º
6-1 Isco, 29’/2º
Espanha – Spain Argentina
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 David De Gea
02 Dani Carvajal
03 Gerard Piqué (Azpilicueta, 72′)
15 Sergio Ramos
18 Jordi Alba (Alonso, 79′)
10 Thiago Alcântara (Parejo, 82′)
08 Koke
06 Andrés Iniesta (Saúl, 56′)
22 Isco (Vázquez, 76′)
19 Diego Costa (Aspas, 46′)
20 Marco Asensio
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Sergio Romero (Caballero, 22′)
26 Fabricio Bustos (Mercado, 62′)
17 Nicolás Otamendi
16 Marcos Rojo
03 NIcolás Tagliafico
06 Lucas Biglia
14 Javier Mascherano (Pavón, 56′)
20 Giovani Lo Celso (Acuña, 84′)
19 Éver Banega (Pérez, 62′)
27 Maximilinao Meza
09 Gonzalo Higuaín (Martínez, 59′)
Coach: Julien Lopetegui Coach: Jorge Sampaoli
Go
Go
Df
Df
Df
DF
Mc
Mc
Mc
At
At
At
13 Kepa Arrizabalaga
25 Pepe Reina
04 Nacho
05 Azpilicueta, aos 27’/2º
16 Álvaro Odriozola
24 Marcos Alonso, aos 34’/2º
07 Saúl, aos 11’/2º
12 Rodri Hernández
23 Dani Parejo, aos 37’/2º
09 Rodrigo
14 Lucas Vázquez, aos 31’/2º
17 Iago Aspas, no Intervalo
Go
Go
Df
Df
DF
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
At
12 Nahuel Guzmán
23 Willy Caballero, aos 22’/1º
02 Gabriel Mercado, aos 17’/2º
04 Federico Fazio
13 Ramiro Funes Mori
05 Leandro Paredes
08 Marcos Acuña, aos 39’/2º
15 Pablo Pérez, aos 17’/2º
24 Diego Perotti
18 Ángel Correa
21 Cristian Pavón, aos 11’/2º
22 Lautaro Martínez, aos 14’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Normal Altern Final
2 x 1 4 x 0 6 x 1
.:: Observações – Comments ::.





Esta é a segunda vez que a Argentina leva uma goleada de 6×1 nos últimos anos;
O atacante Lionel Messi não jogou porque sentiu dores musculares;
Diego Costa, Thiago Alcântara e Rodrigo são brasileiros naturalizados espanhois;
Uniforme da Espanha: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
Uniforme da Argentina: Camisa Preta, Calção Preto e Meias Pretas;
01/04/2009 – Bolivia 6 x 1 Argentina, Estádio Hernando Siles, La Paz; (Ficha do Jogo)

.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com

Copa Libertadores: Flamengo 2 x 2 River Plate

Com estádio sem público Flamengo estréia com empate na Libertadores;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Escudo Flamengo 2 x 2 River Plate
Fase de Grupos da Copa Libertadores da América 2018
Escudo
Ficha Técnica do Site







Competição (Tournament): Copa Libertadores da América 2018 – Grupo D – 1ª Rodada
Data (Date): Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2018, 21:45 (de Brasília)
Estádio (Stadium): Nilton Santos “Engenhão”, Rio de Janeiro/RJ (BRA)
Público (Attendance): Jogo com Portões Fechados
Árbitro Principal (Referee): Michael Espinoza (Peru)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Johnny Bossio Moncada (Peru)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Coty Carrera (Peru)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Joel Alarcón (Peru)
Advertências | Cautions | Sent Off | Amonestaciones
53′ Diego 90’+2 Jonathan Maidana
65′ Henrique Dourado 53′ Lucas Martínez
75′ Éverton 66′ Bruno Zuculini
90’+2 Réver
Gols | Goals | Goles
1-0 Henrique Dourado, 8’/2º (Pênalti) 1-1 Rodrigo Mora, 9’/2º (Cabeça)
2-1 Éverton, 20’/2º 2-2 Camilo Mayada, 42’/2º
Clube de Regatas do Flamengo Club Atletico River Plate
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Diego Alves
21 Pará (Rodinei, 62′)
15 Réver
04 Juan Silveira
06 Renê
14 Jonas (Rômulo, 74′)
11 Lucas Paquetá
10 Diego Ribas
07 Everton Ribeiro
22 Éverton (Willian Arão, 83′)
19 Henrique Dourado
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Franco Armani
29 Gonzalo Montiel
02 Jonathan Maidana
28 Lucas Martínez
03 Marcelo Saracchi
23 Leonardo Ponzio
05 Bruno Zuculini (Mayada, 68′)
24 Enzo Pérez (Scocco, 78′)
11 Nicolás De La Cruz (Quinteros, 72′)
07 Rodrigo Mora
27 Lucas Pratto
Coach: Paulo César Carpegiani Coach: Marcelo Gallardo
02
03
05
12
20
25
27
Rodinei, aos 16’/2º
Rhodolfo
Willian Arão, aos 38’/2º
Júlio César (gk)
Vinicius Júnior
Felipe Vizeu
Rômulo, aos 29’/2º
08
14
15
17
18
22
30
Juan Quinteros, aos 27’/2º
Germán Lux (gk)
Exequiel Palacios
Carlos Auzqui
Camilo Mayada, aos 23’/2º
Javier Pinola
Ignacio Scocco, aos 33’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Normal Altnds Final
0 x 0 2 x 2 2 x 2

.:: Galeria de Imagens ::.
As duas equipes entram no gramado do Nilton Santos completamente vazio;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Em pé: Diego Alves, Renê, Jonas, Jua, e Réver (capitão);
Agachados: Éverton, Éverton Ribeiro, Paquetá, Diego, Pará e Henrique Douradao;
Crédito: www.gettyimages.com/Carls-de-Souza/AFP
Clube Atlético River Plate 20º colocado no campeonato argentinao 2018;
Crédito: www.gettyimages.com/Carls-de-Souza/AFP

.:: Crônica do Jogo ::.
Flamengo e River Plate empataram por 2 a 2 na estreia das duas equipes na Copa Libertadores da América. Sem a presença da torcida no Engenhão, em função de punição da Conmebol, o time rubro-negro chegou a estar na frente do placar duas vezes, mas os argentinos conseguiram reagir para estabelecer a igualdade. As duas equipes somaram um ponto cada no grupo 4, que conta ainda com Emelec, do Equador, e Independiente Santa Fe, da Colômbia.

O jogo foi disputado na noite desta quarta-feira, com o Engenhão de portões fechados porque o Flamengo foi punido pela Conmebol pelos incidentes registrados na final da última Copa Sul-Americana. Os gols do time brasileiro foram marcados por Henrique Dourado, de pênalti, e Everton, descontando Mora e Mayada para a equipe portenha.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Emelec, em Quito. Já o River Plate receberá o Santa Fe, em Buenos Aires.

O jogo – A partida começou muito truncada, com as duas equipes cometendo faltas no meio-campo. E o River Plate foi o primeiro a chegar com perigo, logo aos quatro minutos. Rodrigo Mora fez ótimo lançamento para Montiel, que entrou livre na área e bateu para fora.

O Flamengo só deu a resposta aos 11 minutos, quando Everton fez ótimo lançamento e Lucas Paquetá chutou errado, desperdiçando uma grande oportunidade para a equipe da casa.

Aos 17 minutos, Everton fez outra boa jogada pela esquerda e cruzou para Henrique Dourado, dentro da área, mas o Ceifador cabeceou para fora.

O time rubro-negro tentava impor seu ritmo, mas encontrava um adversário bem postado. O River prendia bem a bola e dificultava as ambições da equipe carioca. Só aos 25 minutos que a equipe brasileira voltou a incomodar, quando Henrique Dourado recebeu de costas para o gol, girou e chutou para uma defesa difícil de Armani.

A jogada do Ceifador animou a equipe rubro-negra, que passou a controlar as ações. O River assumiu uma postura mais defensiva, e Lucas Pratto, isolado na frente, quase não participava do jogo.

A partir dos 30 minutos, o ritmo da partida caiu novamente. O River não mostrava vontade ofensiva, e o time dirigido por Carpegiani não conseguia romper o sistema defensivo armado pelo colega Marcelo Gallardo.

Aos 39 minutos, após cruzamento na área, Réver cabeceou e a bola bateu no braço de Zuculini. Os jogadores rubro-negros pediram a marcação de pênalti, mas não foram atendidos pela arbitragem. O árbitro não gostou das constantes reclamações dos integrantes da comissão técnica do Flamengo e expulsou o auxiliar Rodrigo Carpegiani, filho do treinador.

Aos 45 minutos, Rodrigo Mora chutou forte e Diego Alves fez ótima defesa, espalmando para escanteio.

O segundo tempo começou com Lucas Paquetá e Everton trocando de posição nas laterais do campo, mas foi o River que apareceu pela primeira vez, com um chute torto de Lucas Pratto.

Aos seis minutos, Ponzio derrubou Diego na área e o árbitro marcou pênalti. Dois minutos depois, Henrique Dourado bateu com categoria para colocar o Flamengo na frente.

O time rubro-negro nem teve tempo de curtir a vantagem. Dois minutos se passaram, e o River empatou com Rodrigo Mora, de cabeça, após cobrança de falta. Os jogadores da equipe carioca reclamaram da posição de Mora, mas o árbitro confirmou o gol.

Aos 17 minutos, foi a vez de o time argentino pedir a marcação de pênalti. De La Cruz chutou, Diego Alves deu rebote, e Enzo Peres foi bloqueado por Jonas na hora de concluir.

Carpegiani trocou o lateral Pará por Rodinei em uma tentativa de forçar o jogo pela lateral, e, aos 21 minutos, a equipe brasileira desempatou. Lançado por Lucas Paquetá, Everton bateu no canto direito, sem chances para Armani.
Aos 24, o Flamengo quase ampliou. Everton Ribeiro chutou forte, e o goleiro desviou com o pé, evitando o terceiro gol.

No Flamengo, para reforçar a marcação, Carpegiani colocou o volante Rômulo no lugar de Jonas, que parecia muito desgastado. Aos 34 minutos, Diego fez bom lançamento para Lucas Paquetá, que chutou prensado e mandou para fora.

O River ameaçou aos 36, com um chute forte de Ponzio que Réver desviou, de cabeça, para escanteio. Na cobrança, Scocco cabeceou, e a bola bateu no braço de Réver. O árbitro não marcou o pênalti exigido pelos jogadores argentinos.

A pressão argentina deu resultado. Aos 41 minutos, Mayada marcou o gol do empate, com um chute de longa distância que não foi defendido por Diego Alves.

Nos minutos finais, o Flamengo pressionou, mas o River soube se defender bem e garantir o empate. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Grêmio Campeão da Recopa Sul-Americana de 2018

Jogadores do Gr~emio comemoram a conquista do bi-campeonato da Recopa;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Escudo Grêmio 0 x 0 Independiente
Nas Penalidades: Grêmio 5 x 4 Independiente
Escudo
Ficha Técnica do Site










Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana de 2018 – Final – 2º Jogo
Data (Date): Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018, 21:45 (de Brasília)
Estádio (Stadium): Grêmio FBPA – Arena do Grêmio, Porto Alegre/RS (BRA)
Público (Attendance): 40.009 pagantes (Total: 42.921) – Renda: R$ 1.964.449,00
Árbitro Principal (Referee): Enrique Patricio Cáceres Villafañe (Paraguai / Paraguay)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Eduardo Cardozo (Paraguai / Paraguay)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Juan Zorrilla (Paraguai / Paraguay)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Éber Aquino (Paraguai / Paraguay)
Assistente de Vídeo 1 (Video Assistant 1): Andrés Cunha (Uruguai / Uruguay)
Assistente de Vídeo 2 (Video Assistant 2): Nicolás Tarán (Uruguai / Uruguay)
Assistente de Vídeo 3 (Video Assistant 3): José Argote (Venezuela)
Advertências | Cautions | Sent Off | Amonestaciones
1′ Alisson 15′ Diego Martín Rodríguez
24′ Pedro Geromel 23′ Gastón Silva
35′ Paulo Miranda 34′ Fernando Gaibor
41′ Fernando Amorebieta
Pênaltis | Penalties | Penales
1-0 Maicon 1-1 Fernando Gaibor
2-1 Cícero 2-2 Maximiliano Meza
3-2 Jael 3-3 Nicolás Domingo
4-3 Éverton 4-4 Silvio Romero
5-4 Luan x-x Martín Benítez (Perdeu)
Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense Club Atletico Indepndiente
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Marcelo Grohe
02 Leonardo Moura (Miranda, 22′)
03 Pedro Geromel
04 Walter Kannemann
06 Bruno Cortez (Lima, 116′)
08 Maicon ©
25 Jailson (Jael, 62′)
23 Alisson (Maicosuel, 81′)
17 Cícero
11 Éverton
07 Luan Vieira
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
25 Martín Campaña ©
16 Fabricio Bustos (Gutiérrez, 108′)
02 Alan Franco
14 Fernando Amorebieta [Expulso, 41′]
20 Gastón Silva
05 Nicolás Domingo
15 Diego Rodríguez (Benítez, ht)
08 Maximiliano Meza
10 Fernando Gaibor
21 Jonathan Menéndez (Romero, 75′)
11 Leandro Fernández (Figal, 45′)
Coach: Renato Gaúcho Coach: Ariel Holan
Gk
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
12 Paulo Victor
13 Paulo Miranda, aos 22’/1º
20 Marcelo Oliveira
05 Michel
14 Lima, no Intervalo/Pror
18 Maicosuel, aos 36’/2º
09 Jael, aos 17’/2º
Gk
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Damián Albil
04 Jorge Figal, aos 45’/1º
06 Juan Sánchez Miño
07 Martín Benítez, no Intervalo
24 Jonás Gutiérrez, aos 3’/2º/Pror
18 Silvio Romero, aos 30’/2º
22 Juan Manuel Martínez
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Normal Altnds Final
0 x 0 0 x 0 0 x 0 0 x 0 0 x 0 0 x 0 5 x 4 5 x 4
→ Nos 90 minuos terminou em 0x0; O mesmo na prorrogação; Nos pênaltis GRêmio 5 x 4;
→ Com esse resultado o Grêmio sagrou-se campeão da Recopa pela segunda vez;
→ Esta é a quarta final do Independiente (3º vice) e a segunda do Grêmio (2º título);
→ Melhor Jogador do Jogo (Man of the Match): Sem Registro;
→ Independiente: Camisa Vermelha, Calção Vermelho e Meias Vermelhas;
→ Grêmio: Camisa Tricolor, Calção Preto e Meias Brancas;
→ Grêmio (Brasil): Campeão da Copa Libertadores da América de 2017;
→ Independiente (Argentina): Campeão da Copa Sul-Americana de 2017;
→ A Recopa Sul-Americana é um torneio, anual, criando pela CONMEBOL disputado entre o Campeão da Copa Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana do ano anterior;
→ A partir de 2003 o segundo representante passou a ser o Campeão da Copa Sul-Americana;
→ Próximo Jogo: 21/02 – Grêmio x Independiente, Arena do Grêmio; (Ficha do Jogo)
→ Grêmio e Independiente decidiram a Recopa de 1996 e o time brasileiro foi o campeão;
→ 07/04/1996 – Grêmio 4 x 1 Independiente, Estádio de Kobe, Japão; (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores do Grêmio comemoram a conquista da Recopa Sul-Americana de 2018;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Grêmio Foot-Ball Porto-Alegresne bi-campeão da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Club Atletico Independiente vice-campeão da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Momento em que Marcelo Grohe defende o P~enalti que deu o título oa Grêmio;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida
Confira os lances da final da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.youtube.com/@pnlopes


Crônica do Jogo


Em Avellaneda, o Grêmio empatou com o Independiente em 1 a 1 depois de jogar 60 minutos com um atleta a mais em campo. Na noite dessa quarta-feira, em Porto Alegre, a equipe de Renato Gaúcho voltou a ter vantagem numérica e por causa de uma expulsão com interferência do árbitro de vídeo, mas, novamente não conseguiu a vitória no tempo regulamentar. Não foi no tempo normal, não foi na prorrogação, mas foi nos pênaltis. Marcelo Grohe defendeu a última cobrança dos argentinos, que coube a Benítez, e deu a vitória por 5 a 4 ao Tricolor Gaúcho depois do persistente 0 a 0.

Se o Grêmio começou mal a temporada e é lanterna no Campeonato Estadual, quem sabe as coisas não mudam a partir de mais um título. É o Grêmio campeão da Copa do Brasil em 2016, campeão da Copa Libertadores em 2017 e agora campeão da Recopa Sul-Americana em 2018, de novo em cima do Independiente, como em 1996.

Diferente do confronto da semana passada, dessa vez o Grêmio mostrou o ímpeto de mandante e partiu para o abafa desde o apito inicial. Não demorou e a primeira grande oportunidade de gol já aconteceu aos sete minutos. Everton saiu cara a cara com o gol, driblou o goleiro Campaña e bateu para as redes, mas Amorabieta salvou em cima da linha.

O lance era o retrato do que viria pela frente. Muito sufoco e drama. O Tricolor Gaúcho pressionava, tinha mais posse de bola e criava chances perigosas. O Independiente, então, percebendo que nem mesmo sua retranca estava funcionando, partiu para a velha catimba argentina.

Os jogadores do Rei de Copas passaram a praticar a famosa “cera” a todo momento. Além disso, todo lance de disputa de bola era desculpa para muita pressão e discussão com a arbitragem. Em pouco tempo, o clima esquentou e o árbitro começou a distribuir cartões amarelos. Foram seis ao todo só na primeira etapa.

Neste cenário, as equipes viveram um dèjá vu pouco antes do intervalo. Assim como no duelo na Argentina, o árbitro de vídeo voltou a trabalhar na final da Recopa. Dessa vez para analisar uma solada do zagueiro Fernando Amorebieta em cima de Luan, que ficou com a marca das travas nas costelas.

Depois de ser chamado pelo VAR uruguaio Andrés Cunha, o árbitro paraguaio Enrique Cáceres assistiu ao lance novamente e rapidamente concluiu que o argentino agrediu Luan. Amorebieta foi expulso de forma direta, assim como aconteceu com o centroavante Emmanuel Gigliotti no duelo de ida, também pouco antes do intervalo.

E se o Grêmio não soube usar a vantagem numérica jogando em Avellaneda, não foi diferente nessa quarta, em Porto Alegre. Com exceção a uma grande chance de Everton, que culminou na defesa de Campaña, o time de Renato Gaúcho teve muita dificuldade em criar oportunidades e parou na forte defesa argentina, que conseguiu levar a decisão à prorrogação.

Mesmo com um jogador a menos, desgastado e fora de casa, o Independiente jogou com muita sabedoria e encarou o Grêmio de igual para igual no tempo extra. É verdade que Jael chegou a cabecear uma bola no travessão, mas Romero também teve uma chance incrível, de dentro da pequena área, e furou na hora “H”.

O problema é que o árbitro Enrique Cáceres não teve coragem de dar um pênalti claro para o Grêmio em jogada que Jael foi empurrado nas costas ao saltar para escorar cruzamento à área. Apesar de toda a reclamação, não teve jeito. O jogo seguiu.

O segundo tempo da prorrogação mostrou que o fato do Independiente estar em meio de temporada acabou sendo fundamental para a equipe argentina suportar o cansaço diante do Grêmio, que apesar de ter um jogador a mais por tanto tempo, não conseguiu se sobressair na parte física, já que seus principais jogadores voltaram da pré-temporada há apenas um mês.

Dessa forma, com direito a uma defesaça de Campaña em cobrança de falta de Jael que contou com desvio na barreira, os visitantes não sofreram mais do que esperavam. Melhor, por pouco não conseguiram um gol heroico em cobrança de escanteio. Meza cabeceou livre e viu a bola raspar a trave de Grohe, que já estava batido. Assim, os argentinos levaram tudo para os pênaltis, onde aí sim a disputa voltaria a ficar de igual para igual.

Na marca da cal, só um falhou. E para alegria dos gremistas na Arena, não foi nenhum jogador brasileiro. Depois de Maicon, Cícero, Jael, Everton e Luan converterem suas cobranças, assim como Fernando Gaibor, Maxiliano Meza, Domingo e Romero pelo Independiente, Benítez foi o encarregado para o último chute e parou nas mãos de Marcelo Grohe, que espalmou a bola para o travessão e deu início a uma grande festa.

Grêmio campeão da Copa do Brasil de 2016, campeão da Libertadores em 2017 e agora campeão da Recopa Sul-Americana em 2018. O Independiente lutou heroicamente com um jogador a menos, mas sucumbiu na Arena, em Porto Alegre. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Final da Recopa: Independiente 1 x 1 Grêmio

Grêmio sai na frente mas permite empate na primeira final da Recopa;
Crédito: www.amambainoticias.com.br/Gazeta-Press
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Escudo Independiente 1 x 1 Grêmio
Final da Recopa Sul-Americana 2018
Escudo
Ficha Técnica do Site










Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana de 2018 – Final – 1º Jogo
Data (Date): Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018, 22:00 (de Brasília)
Estádio (Stadium): Libertadors de America, Avellaneda, Buenos Aires (Argentina)
Público (Attendance): 47.000 expectadores – Renda: Sem Registro
Árbitro Principal (Referee): Roddy Alberto Zambrano Olmedo (Equador / Ecuador)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Byron Romero (Equador / Ecuador)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Christian Lescano (Equador / Ecuador)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Luis Quiroz (Equador / Ecuador)
Assistente de Vídeo 1 (Video Assistant 1): Mario Díaz de Vivar (Paraguai / Paraguay)
Assistente de Vídeo 2 (Video Assistant 2): Milcíades Saldívar (Paraguai / Paraguay)
Assistente de Vídeo 3 (Video Assistant 3): Gery Vargas (Bolivia)
Advertências | Cautions | Sent Off | Amonestaciones
28′ Emmanuel Gigliotti 31′ Leonardo Moura
69′ Leandro Fernández 38′ Pedro Geromel
45’+2 Nicolás Domingo 88′ Alisson
89′ Fernando Amorebieta
Gols | Goals | Goles
1-1 Cortez (contra) 32’/1º 1-0 Luan 21’/1º
Club Atletico Indepndiente Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
25 Martín Campaña ©
16 Fabricio Bustos (Figal, 83′)
02 Alan Franco
14 Fernando Amorebieta
20 Gastón Silva
05 Nicolás Domingo
10 Fernando Gaibor (Gutiérrez, 67′)
07 Martín Benítez (Fernández, 64′)
08 Maximiliano Meza
21 Jonathan Menéndez
09 Emmanuel Gigliotti [Expulso, 28′]
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Marcelo Grohe
02 Leonardo Moura
03 Pedro Geromel
04 Walter Kannemann
06 Bruno Cortez
25 Jailson
14 Lima (Alisson, 53′)
08 Maicon ©
17 Cícero (Maicosuel, 85′)
11 Éverton (Jael, 85′)
07 Luan Vieira
Coach: Ariel Holan Coach: Renato Gaúcho
Gk
Df
Mc
Mc
At
At
At
01 Damián Albil
04 Jorge Figal, aos 38’/2º
06 Juan Sánchez Miño
24 Jonás Gutiérrez, aos 22’/2º
11 Leandro Fernández, aos 19’/2º
18 Silvio Romero
22 Juan Manuel Martínez
Gk
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
12 Paulo Victor
20 Marcelo Oliveira
22 Bressan
05 Michel
18 Maicosuel, aos 40’/2º
23 Alisson, aos 8’/2º
09 Jael, aos 40’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Normal Altnds Final
1 x 1 0 x 0 1 x 1
→ Com esse resultado quem vencer o próximo jogo, em Porto Alegre, será o campeão;
→ Esta é a 4ª final do Independiente (1995, 1996, 2011, 2018) e a 2ª do Grêmio (1996, 2018);
→ Melhor Jogador do Jogo (Man of the Match): Sem Registro;
→ Independiente: Camisa Vermelha, Calção Vermelho e Meias Vermelhas;
→ Grêmio: Camisa Tricolor, Calção Preto e Meias Brancas;
→ Grêmio (Brasil): Campeão da Copa Libertadores da América de 2017 – (Ficha do Jogo)
→ Independiente (Argentina): Campeão da Copa Sul-Americana de 2017 – (Ficha do Jogo);
→ A Recopa Sul-Americana é um torneio, anual, criando pela CONMEBOL disputado entre o Campeão da Copa Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana do ano anterior;
→ A partir de 2003 o segundo representante passou a ser o Campeão da Copa Sul-Americana;
→ Próximo Jogo: 21/02 – Grêmio x Independiente, Arena do Grêmio; (Ficha do Jogo)
→ Grêmio e Independiente decidiram a Recopa de 1996 e o time brasileiro foi o campeão;
→ 07/04/1996 – Grêmio 4 x 1 Independiente, Estádio de Kobe, Japão; (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito: www.gettyimages.com/Juan-Mabromata
Em pé: Marcelo Grohe, Jeromel, Walter Kannemann, Jailson e Maicon;
Agachados: Éverton, Luan, Leonardo Moura, Cortez, Lima e Cícero;
Crédito: www.gettyimages.com/Juan-Mabromata
Confira os lances da final da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.youtube.com/@pnlopes


Crônica do Jogo


O Grêmio ganhou dois presentes na noite dessa quarta-feira, mas só soube aproveitar um deles na primeira partida da final da Recopa Sul-Americana. No momento que sofria forte pressão do Independiente ainda no primeiro tempo, Luan aproveitou passe errado de Amorebieta na saída de bola e colocou os gaúchos na frente em pleno estádio Libertadores da América, em Avellaneda. Em seguida, aos 32 minutos, o árbitro de vídeo flagrou uma cotovelada de Gigliotti em Kannemann e o centroavante foi expulso. O problema é que a equipe de Renato Gaúcho não soube aproveitar a superioridade numérica e ainda acabou levando o empate por causa de gol contra de Cortez. No fim, o resultado ficou mesmo no 1 a 1.

Na próxima quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), o campeão da Copa Libertadores e o dono do título da Copa Sul-Americana voltam a duelar em Porto Alegre, na Arena do Grêmio. Como não há gol qualificado, qualquer empate levará a decisão à prorrogação, e se assim se manter, aos pênaltis.

Mesmo em reformulação, em poucos minutos Grêmio e Independiente deixaram claro que qualquer adversidade seria deixada de lado pelo o que estava em jogo: o título da Recopa Sul-Americana. Os donos da casa começaram melhor, pressionando e com amis posse de bola. O Grêmio demorou a se encontrar e por pouco não pagou caro por isso. Aos 16, Meza cabeceou no travessão de Marcelo Grohe.

Mas, aos 21, o Tricolor Gaúcho ganhou um presentão. O zagueiro Amorebieta errou o passe para o seu companheiro na saída de bola e deixou Luan com toda liberdade para avançar à área e bater na saída do goleiro Campaña para abrir o placar.

O jogo que se desenhava complicado para os brasileiros, de repente, virou. Apenas dez minutos após sair na frente, o Grêmio passou a ficar com um jogador a mais em campo. Isso porque o centroavante Gigliotti foi flagrado pelo árbitro de vídeo acertando uma cotovelada em Kannemann. Após rever o lance, Roddy Zambrano expulsou o jogador argentino.

Partida nas mãos do Grêmio, certo? Errado. A equipe de Renato Gaúcho não soube aproveitar o momento, sequer conseguiu ficar com mais posse de bola e, por incrível que pareça, passou a ser ainda mais pressionada.

Dessa forma, heroicamente o Independiente chegou ao empate aos 32 minutos. Gaibor cobrou falta na área e Cortez cabeceou contra a própria meta. Grohe ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o empate.

A verdade é que a igualdade ficou barata para os gaúchos no intervalo, mesmo tendo saído na frente e ficado com um jogador a mais.

Na segunda etapa as coisas mudaram. O Grêmio até chegou a sofrer uma pressão inicial, mas aos poucos foi colocando a bola no chão e fazendo valor o fato de ter um jogador a mais em campo. O cansaço também foi batendo na equipe argentina, que teve de se conformar em recuar para evitar uma derrota em casa.

O Independiente tentou alguma coisa no ataque na base das bolas aéreas. Qualquer falta, mesmo no meio de campo, era usada para mandar a bola na área. A defesa tricolor, no entanto, conseguiu ganhar todas e não teve grandes problemas.

No fim, ficou um gostinho de que o Grêmio poderia ter conseguido um resultado melhor por ter ficado tanto tempo com um jogador a mais. Por outro lado, a situação ficou confortável para o jogo da volta, dia 21. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Independiente Campeão da Copa Sul-Americana de 2017

O capitão Tagliafico ergue a taça de campeão da Sulamericana de 2017;
Crédito: www.gettyimages.com/Fabio-Teixeira
Ficha Tecnica
Flamengo 1×1 Independiente
Final da Copa Sul-Americana de 2017
Ficha Técnica










Competição (Tournament): Copa Sul-Americana 2017 – Final – 2º Jogo (Volta)
Data (Date): Quarta-Feira, 13 Dezembro de 2017, 21:45 h (de Brasília) 20:45 Local
Estádio (Stadium): Mário Filho “Maracanã”, Rio de Janeiro/RJ
Público (Attendance): 54.963 pagantes (Total: 62.567) – Renda: R$ 6.694.300,00
Árbitro (Referee): Wilmar Alexander Roldán Pérez (Colômbia / COL)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Alexander Guzmán (Colômbia / COL)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Cristian de la Cruz (Colômbia / COL)
Quarto Árbitro (Fourth Official): Gustavo Murillo (Colômbia / COL)
Assistente de Vídeo 1 (Video Assistant 1): Daniel Fedorczuk (Uruguai / Uruguay)
Assistente de Vídeo 2 (Video Assistant 2): Roberto Tobar (Chile / CHI)
Assistente de Vídeo 3 (Video Assistant 3): Nicolás Tarán (Uruguai / Uruguay)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
73′ Éverton (Falta cometida) 72′ Lucas Albertengo (Falta)
77′ Vinicius Jr. (Reclamação) 77′ Maximiliano Meza (Falta)
90′ Juan (Falta Cometida) 79′ Martín Campaña (Retardamento)
87′ Ezequiel Barco (Antijogo)
Gols| Goals | Goles Gols| Goals | Goles
1-0 Lucas Paquetá, aos 28’/1º 1-1 Barco, aos 38’/1º
Clube de Regatas do Flamengo Club Atletico Independiente
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
24 César
21 Pará
15 Réver ©
04 Juan
13 Miguel Trauco (Vinicius Jr, 54′)
05 Willian Arão
26 Gustavo Cuéllar (Éverton Ribeiro, 78′)
10 Diego Ribas
29 Lucas Paquetá (Lincoln, 84′)
22 Éverton
25 Felipe Vizeu
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
25 Martín Campaña
16 Fabricio Bustos
02 Alan Franco (Silva, 84′)
14 Fernando Amorebieta
03 Nicolás Tagliafico ©
15 Diego Martín Rodríguez
29 Nicolás Domingo
07 Martín Benítez (Albertengo, 33′)
08 Maximiliano Meza (Miño, 82′)
27 Ezequiel Barco
09 Emmanuel Gigliotti
Coach: Reinaldo Rueda Coach: Ariel Holan
Go
Df
Df
Mc
Mc
At
At
01 Thiago
02 Rodinei
30 Rhodolfo
07 Éverton Ribeiro, aos 33’/2º
08 Márcio Araújo
16 Lincoln, aos 39’/2º
20 Vinícius Júnior, aos 9’/2º
Go
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Damián Albil
05 Gastón Silva, aos 39’/2º
06 Juan Sánchez Miño, aos 37’/2º
10 Walter Erviti
23 Nery Domínguez
11 Leandro Fernández
24 Lucas Albertengo, aos 33’/1º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 1 0 x 0 1 x 1
• Com esse resultado o Independiente sagrou-se campeão da Sulamericana pela 2ª vez;
• Com a conquista o Independiente garantiu vaga na Copa Libertadores de 2018;
• Esta foi a primeira vez que o Árbitro de Vídeo foi utilidado numa final da Sulamericana;
Independiente: Camiza Branca, Calção Azul e Meias Brancas (Puma);
• Flamengo: Camisa Rubro-Negra, Calção Branco e Meias Rubro-Negras (Adidas);
• Flamengo e Independiente já decidiram um título sulamericano a Supercopa Libertadores 1995;
• 1º Jogo da Final da Supercopa Libertadores: Independiente vs Flamengo – (Ficha do Jogo)
• 2º Jogo da Final da Supercopa Libertadores: Flamengo vs Independiente – (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores e comissão técnica do Independiente comemoram a coquista da sulamericana;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Clube Atlético Independiente, fundado em 4 de Agosto de 1904, em Avellaneda, Argentina;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Clube de Regatas do Flamengo, fundado em 17 de Novembro de 1895, no Rio de Janeiro/RJ;
Em Pé: Felipe Vizeu, Lucas Paquetá, Willian Araão, Juan, Réver e César;
Agachados: Gustavo Cuéllar, Éverton, Pará, Diegoe Miguel Trauco;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes

Crônica do Jogo

Mais uma vez, o Independiente calou o Maracanã. Como aconteceu em 1998, o time argentino saiu vencedor no duelo com o Flamengo. O empate por 1 a 1, no jogo desta quarta-feira, garantiu ao “Rei de Copas” o bicampeonato da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, em Buenos Aires, a equipe portenha havia vencido por 2 a 1. Os gols foram marcados por Lucas Paquetá para o Flamengo e Barco, de pênalti, para o Independiente, ambos no primeiro tempo.

O resultado acabou espelhando o que aconteceu em campo. O Flamengo foi melhor no primeiro tempo, mas não soube transformar em gol as chances criadas. No segundo tempo, o time argentino foi mais organizado e criou as melhores oportunidades de gol diante de um Flamengo nervoso e que cometeu muitos erros.

Debaixo de muita vibração da torcida rubro-negra, a partida começou com os dois times mostrando muita disposição. Aos quatro minutos, o Flamengo criou o primeiro momento de perigo em chute perigoso de Lucas Paquetá que o goleiro Campaña defendeu com segurança. O lance animou a equipe da casa e dois minutos depois foi a vez de Felipe Vizeu se antecipar aos zagueiros e desviar para o gol, mas a bola saiu, embora com muito perigo para o gol argentino.

O Independiente, muito pressionado pela marcação da equipe brasileira, não encontrava espaço para se organizar dentro de campo. Só aos 11 minutos é que a equipe portenha fez o goleiro Cesar trabalhar para defender um cruzamento fechado de Bustos.

Aos 13 minutos, o Flamengo desperdiçou uma grande oportunidade. Felipe Vizeu lançou Everton entre os zagueiros. O atacante penetrou livre, mas chutou nas mãos de Campaña. Logo depois foi a vez de Lucas Paquetá receber na entrada da área, se livrar da marcação e bater com perigo, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O domínio do Flamengo era total. Aos 18 minutos, Paquetá foi derrubado ao lado da área. Diego levantou na área e Juan cabeceou por cima do travessão.

O time dirigido por Reinaldo Rueda atuava de forma agressiva. Lucas Paquetá e Everton atuavam abertos pelas extremas, enquanto Felipe Vizeu ficava entre os zagueiros na área do Independiente.

Aos 21 minutos, o time argentino criou a sua primeira chance de gol. Meza investiu pela esquerda e chutou cruzado, mas César fez boa defesa. O Flamengo respondeu com Diego que se livrou de Amorebieta e chutou, mas o zagueiro conseguiu se recuperar e bloquear o chute do meia.

O Flamengo marcou o primeiro gol aos 30 minutos. Diego cobrou falta, Réver e Juan tentaram a cabeçada, mas a bola acabou nos pés de Lucas Paquetá que empurrou para colocar a bola nas redes e levar o Maracanã ao delírio.

Embalado pela vantagem, o time da Gávea seguiu atacando em busca do segundo gol. O técnico do Independiente decidiu alterar a equipe, trocando o atacante Benitez por Albertengo.

E aos 40 minutos, o time argentino marcou o gol do empate. Lucas Paquetá derrubou Meza na área e, depois de consultar o árbitro de vídeo, Vilmar Roldán confirmou a penalidade máxima. Barco cobrou com categoria e deixou tudo igual.

Aos 47 minutos, na última jogada importante da etapa inicial, Everton arriscou o chute, mas foi bloqueado pela zaga.

Segundo tempo

O Flamengo voltou sem alterações para o segundo tempo. E logo aos três minutos, quase desempatou em grande jogada de Lucas Paquetá que invadiu a área, ganhou dos zagueiros, mas seu chute acabou defendido por Campaña. Aos seis minutos, Trauco cruzou e Paquetá cabeceou para fora. Preocupado com a pouca objetividade do ataque, o técnico Reinaldo Rueda trocou o lateral esquerdo Trauco pelo atacante Vinicius Júnior. Everton recuou para a vaga de Trauco.

Aos 14 minutos, o Independiente criou uma grande chance para marcar. Giglioti tomou a bola de Réver, passou por Cuéllar e tocou na saída de César, mas Juan conseguiu salvar, desviando para escanteio. O Flamengo respondeu com uma cabeçada perigosa de Vinicius Júnior, após cruzamento de Pará. Aos 21 foi a vez de Willian Arão cabecear com perigo, após cruzamento de Paquetá.

O Indepediente atuava mais recuado, mas ao recuperar a bola, buscava sair rapidamente para surpreender a defesa carioca. Aos 29 minutos, o goleiro César se chocou com Réver e bateu a cabeça com violência no gramado, chegando a perder a consciência, mas se recuperou e voltou ao gol.

Rueda tentou dar mais agressividade ao time e colocou Éverton Ribeiro no lugar do volante Cuéllar. Logo depois, Réver perdeu grande chance para desempatar, cabeceando para fora, quando estava livre na pequena área.

Aos 37. Gigliotti tentou surpreender César do meio de campo, mas o goleiro do Flamengo conseguiu fazer a defesa. Rueda colocou o jovem Lincoln para tentar aumentar a pressão sobre o gol argentino.

Aos 43 minutos, Gigliotti arrancou pelo meio, entrou na área e bateu para fora, desperdiçando uma grande oportunidade. Nos acréscimos, após confusão na área, a bola sobrou para Réver que chutou para fora no último lance da partida. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)

Ficha Técnica: Independiente (ARG) 2 x 1 Flamengo

Felipe Vizeu disputa jogada com Diego Rodríguez na primeira final da Sulamericana;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Ficha Tecnica
Independiente 2×1 Flamengo
Final da Copa Sul-Americana de 2017
Ficha Técnica










Competição (Tournament): Copa Sul-Americana 2017 – Final – 1º Jogo
Data (Date): Quarta-Feira, 6 Dezembro de 2017, 21:45 h (de Brasília) 20:45 Local
Estádio (Stadium): Libertadores de América, Avellaneda (Argentina)
Público (Attendance): 45.000 pagantes – Renda: Sem Registro
Árbitro (Referee): Mario Díaz de Vivar (Paraguai / Paraguay)
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Milcíades Saldívar (Paraguai / Paraguay)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Darío Gaona (Paraguai / Paraguay)
Quarto Árbitro (Fourth Official): Éber Aquino (Paraguai / Paraguay)
Assistente de Vídeo 1 (Video Assistant 1): Enrique Cáceres (Paraguai / Paraguay)
Assistente de Vídeo 2 (Video Assistant 2): Roddy Zambrano (Equador / Ecuador)
Assistente de Vídeo 3 (Video Assistant 3): Eduardo Cardozo (Paraguai / Paraguay)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
19′ Nicolás Tagliafico 23′ Diego Ribas
85′ Fernando Amorebieta
90′ Fabricio Bustos
Gols| Goals | Goles Gols| Goals | Goles
1-1 Gigliotti, aos 28’/1º 1-0 Réver, aos 8’/1º (Cabeça)
2-1 Meza, aos 7’/2º
Club Atletico Independiente Clube de Regatas do Flamengo
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
25 Martín Campaña
16 Fabricio Bustos
02 Alan Franco (Amorebieta, 84′)
05 Gastón Silva
03 Nicolás Tagliafico ©
15 Diego Martín Rodríguez
06 Juan Sánchez Miño
07 Martín Benítez (Martínez, 72′)
08 Maximiliano Meza (Domingo, 78′)
27 Ezequiel Barco
09 Emmanuel Gigliotti
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
24 César
21 Pará
15 Réver ©
04 Juan
13 Miguel Trauco
05 Willian Arão
26 Gustavo Cuéllar
07 Éverton Ribeiro
10 Diego Ribas (Vinicius Jr, 72′)
29 Lucas Paquetá (Éverton, 56′)
25 Felipe Vizeu
Coach: Ariel Holan Coach: Reinaldo Rueda
Go
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Damián Albil
14 Fernando Amorebieta, aos 39’/2º
10 Walter Erviti
23 Nery Domínguez
29 Nicolás Domingo, aos 33’/2º
11 Leandro Fernández
24 Juan Manuel Martínez, aos 27’/2º
Go
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
01 Thiago
02 Rodinei
30 Rhodolfo
08 Márcio Araújo
22 Éverton, aos 11’1/2º
27 Rômulo
20 Vinícius Júnior, aos 27’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 1 1 x 0 2 x 1
• Com esse resultado o Independiente joga por um empate para ser campeão;
• O Flamengo terá ue vencer por dois ou mais gols de diferença pra ser campeão;
• Esta foi a primeira vez que o Árbitro de Vídeo foi utilidado numa final da Sulamericana;
Independiente: Camiza Vermelha, Calção Azul e Meias Vernelhas (Puma);
• Flamengo: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas (Adidas);
• Flamengo e Independiente já decidiram um título sulamericano a Supercopa Libertadores 1995;
• 1º Jogo da Final da Supercopa Libertadores: Independiente vs Flamengo – (Ficha do Jogo)
• 2º Jogo da Final da Supercopa Libertadores: Flamengo vs Independiente – (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Clube Atlético Independiente, fundado em 4 de Agosto de 1904, em Avellaneda, Argentina;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Clube de Regatas do Flamengo, fundado em 17 de Novembro de 1895, no Rio de Janeiro/RJ;
Em Pé: Juan, Willian Arão, Felipe Vizeu, Réver (capitão) e César;
Agachados: Cuellar, Lucas Paquetá, Diego, Pará, Éverton Ribeiro e Miguel Trauco;
Crédito: www.gettyimages.com/Buda-Mendes
Estádio Libertadores da América, em Avellaneda, com capacidade para: 52.364 pessoas;
Crédito: www.jsistools.com/estadio-libertadores-de-america

Crônica do Jogo

Flamengo e Independiente disputaram o primeiro jogo da final da Copa Sul-americana na noite desta quarta-feira, em Avellaneda, na Argentina. O confronto terminou com vitória da equipe da casa por 2 a 1, de virada. Réver abriu o placar para o time brasileiro no primeiro tempo, e com Gigliotti, no primeiro tempo, e Meza, no segundo, o Independiente virou o placar.

O título da competição continental será decidido daqui há uma semana, no Rio de Janeiro. Flamengo e Independiente jogarão na próxima quarta-feira, dia 13, às 21h45 (Brasília), no Maracanã.

Como não há vantagem por gol marcado fora de casa, o Independiente será campeão se vencer ou empatar por qualquer placar. O Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença. Se no acumulado der empate, haverá prorrogação e pênaltis.

Flamengo e Independiente fizeram um jogo bastante movimentado em Avellaneda. O primeiro tempo foi equiilibrado, com a equipe brasileira começando melhor e abrindo o placar aos 8. Mas os argentinos correram atrás, pressionaram e chegaram ao empate aos 28.

Nos primeiros minutos, o Flamengo buscou com sucesso controlar a posse de bola, enquanto o Independiente tentava pressionar a saída de bola rubro-negra. Com maior volume de jogo, os cariocas avançam pela esquerda com paquetá, e o jovem prata da casa sofre falta na chegada da área, aos 7 minutos. Trauco cobra e levanta no segundo pau. A defesa argentina vacila e Réver sobe sozinho para cabecear cruzado e ver a bola morrer no fundo da rede.

O gol calou a torcida local, que até então não parava de cantar. Os jogadores argentinos sentiram o golpe no primeiro momento, mas não demoraram a recuperar a compostura e partiram em busca do empate.

Forçando o jogo pela direita em cima de Trauco, o Independiente chegou com perigo aos 14. Meza foi para o mano a mano, levou vantagem e sobre peruano e cruzou. Gigliotti furou e na sobra Miño foi travado dentro da área por Pará. Fla começa a passar sufoco.

O rubro-negro respondeu aos 20. Arão recuperou uma bola no meio e iniciou o contra-ataque. Everton Ribeiro sofreu falta na intermediária pela direita, e na cobrança, a bola é alçada na área e Juan aparece livre atrás dos zagueiros. O veterano se estica e tenta desviar para o gol, mas manda para fora.

A partir deste lance, a pressão do Independiente aumentou, e o caminho seguia pela direita do ataque. Aos 23, Miño cruza e a defesa afasta. Dois minutos depois, Trauco comete falta perto da linha da grande área. Gastón Silva arrisca direto no canto esquerdo de César, mas o goleiro estava bem posicionado e fez boa defesa.

O Flamengo tentava recuperar a posse de bola, mas aos 28 Everton Ribeiro errou passe no ataque e deu o contra-ataque aos argentinos, que avançam em velocidade e chegam na área. Gigliotti recebe livre no meio e, defrente para o gol, acerta o canto de César para decretar o empate.

Os cariocas passam a trocar mais passes, e aos 32 Everton Ribeiro faz jogada pela direita e toca na área para a enrtada de Diego. O meia recebe e arma o chute, mas é bloquedo por um zagueiro argentino.

Aos 38, Vizeu recebe de Paquetá na entrada da área com espaço para avançar, ajeita e tenta o chute, mas a bola vai fraca e pela linha de fundo.

O Independiente ameaça no final. Everton Ribeiro faz falta em Tagliafico no bico da grande área. Cobrança é feita com um cruzamento rasteiro, que passa por todo mundo e para em César.

As duas equipes retornam dos vestiários sem alterações, e o jogo segue com o mesmo panorama. O Independiente busca a vitória em casa e parte pra cima logo no início, e pressiona um Flamengo com dificuldades de manter a posse de bola e criar jogadas.

Aos 3, tabela no ataque e Gastón Silva recebe livre para o chute, mas erra o alvo e manda para fora. O mesmo Gastón Silva acerta outro chute um minuto depois, e desta vez César faz a defesa.

O gol da virada saiu aos 7 minutos. Barco faz grande jogada pela esquerda, se livra de marcação dupla e cruza para a entrada da área. Meza, sozinho, acerta belo voleio sem deixar a bola tocar no chão e manda no canto de César.

Com a vantagem no placar, os argentinos diminuíram o ritmo e passaram a focar nos contra-ataques. Do outro lado, Reinaldo Rueda acionou Everton, que vinha de contusão e estava no banco, e sacou Paquetá.

Com os argentinos recuando, O Flamengo subiu de produção e passou a controlar mais a bola e a chegar mais ao ataque. Aos 19, Everton Ribeiro fez boa jogada pela direita e tocou para Vizeu livre na área. O atacante demorou um pouco para concluir e seu chute foi interceptado por um zagueiro, que mandou para escanteio.

Na sequência, Everton Ribeiro dá belo passe por cobertura para a entrada de Everton, na esquerda da área. O rubro-negro tenta a conclusão, mas o marcador argentino se estica todo e impede o chute.

Aos 27, Rueda faz a segunda alteração e coloca Vinícius Júnior em campo e tira Diego, que já dava sinais de desgaste. Com isso, Everton Ribeiro passa a atuar pelo meio.

A jóia do Fla bota velocidade no jogo, e aos 30 recebe na área e chuta cruzado, mas Campaña defende.

O Independiente dá sinais de cansaço e o Flamengo parte para cima, mas segue parando na defesa argentina. Aos 40, Everton parte na velocidade e é derrubado por trás quando ia entrar na área. Depois de muita catimba argentina, Trauco cobra por cobertura, mas a bola sai fraca e Campaña defende com tranquilidade.

O Fla seguiu buscando o empate. Aos 48, escanteio pela direita e Juan tentou o cabeceio, mas a bola saiu fraca e o goleiro argentino fez a defesa. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)