Archive for the ‘Copa do Brasil Jogos’ Category

Fortaleza Vence Flamengo pela Copa do Brasil

Fortaleza vence Flamengo pela segunda fase da Copa do Brasil;
www.lance.com.br/Jarbas-Oliveira/Futura-Press
Ficha Tecnica
Fortaleza 2 x 1 Flamengo
Segunda Fase da Copa do Brasil de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2016 – Segunda Fase – 1º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 4 de Maio de 2016, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Plácido Aderaldo Castelo “Arena Castelão”, em Fortaleza/CE
• Público (Attendance): 36.213 pagantes – Renda: R$ 900.597,00
• Árbitro (Referee): Marielson Alves Silva/BA (CBF1)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Elicarlos Franco de Oliveira/BA (CBF1)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Dijalma Silva Ferreira Júnior/BA (CBF2)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Luiz César de Oliveira Magalhães/CE (CBF1)
• Advertências (Cautions): Juan 35′, Jorge 42′, Guerrero 88′ e Cuéllar 90’+3
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-0 Anselmo, aos 20’/1º 1-1 Guerrero, aos 20’/2º
2-1 Felipe, aos 26’/2º
Fortaleza Esporte Clube Clube de Regatas do Flamengo
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Ricardo Berna
02 Felipe (Elivelton)
03 Lima
04 Edimar
06 Wilian Simões
22 Dudu Cearense
05 Juliano
07 Pio (Corrêa)
11 Jean Mota (Juninho)
10 Everton
09 Anselmo
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
48 Paulo Victor
02 Rodinei
14 Wallace
04 Juan Silveira
06 Jorge
26 Gustavo Cuellar
05 Willian Arão
23 Federico Mancuello
31 Fernandinho (Gabriel)
07 Marcelo Cirino (Ederson)
09 Paolo Guerrero
Coach: Marquinhos Santos Coach: Muricy Ramalho
08
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Moacir
Erivélton (gk)
Railan
Leonardo Luiz
Corrêa, aos 28’/2º
Daniel Sobralense
Núbio Flávio
Clebinho
Ronaldo
Elivélton, aos 38’/2º
Juninho, aos 25’/2º
Max Walef (gk)
08
10
17
21
20
38
41
43
44
47
Márcio Araújo
Ederson, aos 33’/2º
Gabriel, aos 24’/2º
Pará
Chiquinho
Alex Muralha (gk)
Ronaldo
Léo Duarte
Thiaguinho
Felipe Viseu
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1
# Com esse resultado o Fortaleza joga por um empate, no próximo jogo, para se classificar;
# O Flamengo terá que vencer por 1 x 0 ou mais gols de diferença pra se classificar;
# Se o Flamengo vencer por 2 x 1 a decisão será nas penalidades;
# Jogo de Volta: 18/05 – Flamengo x Fortaleza, no Raulino Oliveira, em Volta Redonda/RJ;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/copa-libertadores-2016/oitavas-de-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/futebol-internacional
# Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10, de Fortaleza/CE

.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito: globoesporte.globo.com
Crédito: globoesporte.globo.com

Fortaleza Abrre Vantagem

Mesmo com tempo para trabalhar após a eliminação no Campeonato Carioca, o Flamengo não mostrou evolução e perdeu por 2 a 1 para o Fortaleza, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. Com o resultado, os rubro-negros vão precisar vencer o duelo de volta para avançar para a Terceira Fase da competição nacional.

Os rubro-negros sofreram com a armação das jogadas e viram o Fortaleza ser mais perigoso na partida. Os donos da casa abriram o placar no primeiro tempo com Anselmo. O peruano Guerrero empatou o jogo na etapa final para o Flamengo. No entanto, Felipe marcou belo gol e decretou a vitória dos cearenses.

O Flamengo terá dez dias para trabalhar, pois só volta a campo na estreia do Campeonato Brasileiro, no dia 14, contra o Sport, em Volta Redonda. O confronto de volta contra o Fortaleza será somente no dia 18, também no Raulino de Oliveira.

O jogo – Empurrado pela torcida, o Fortaleza não se intimidou com o Flamengo e criou a primeira chance da partida logo aos cinco minutos, em chute de Anselmo que passou próximo ao gol de Paulo Victor. Os rubro-negros responderam quatro minutos depois, quando Mancuello aproveitou cruzamento pela direita e cabeceou para boa defesa de Ricardo Berna.

O confronto era equilibrado e aberto, com as duas equipes em busca do ataque. O Fortaleza chegou com perigo novamente aos 18 minutos. Dudu Cearense arriscou de fora da área e quase acertou o canto de Paulo Victor. Só que aos 20, os donos da casa abriram o placar no Castelão. Everton passou por Cuéllar e lançou para Anselmo na área. O atacante foi esperto e tocou na saída do goleiro flamenguista.

O gol adversário não mudou a atitude do Flamengo. No entanto, os cariocas só criaram uma boa chance aos 26 minutos. Fernandinho fez boa jogada individual pela esquerda, mas chutou por cima do travessão. O Fortaleza, com a vantagem, recuou e passou a focar nos contra-ataques.

Na parte final, os visitantes tiveram nova oportunidade de empatar com Fernandinho, aos 38 minutos. Mais uma vez, o atacante chutou por cima do gol. A resposta do Fortaleza veio em seguida. Em contra-ataque rápido, Anselmo foi lançado e tentou encobrir Paulo Victor. No entanto, o lateral esquerdo Jorge salvou os cariocas. Assim, os donos da casa foram para o intervalo a frente no marcador.

No segundo tempo, o Flamengo tentou voltar com mais disposição, mas continuava tendo dificuldade na armação das jogadas. No entanto, os cariocas quase empataram aos sete minutos. Após cruzamento de William Arão, Guerrero subiu mais que a zaga e cabeceou próximo ao travessão de Ricardo Berna.

Aos poucos, os flamenguistas passaram a dominar o jogo, mas só chegaram ao gol aos 20 minutos. Após cruzamento na área, William Arão escorou para Guerrero, que matou no peito e chutou no canto de Ricardo Berna.

Após o revés, o Fortaleza voltou a se lançar ao ataque e não demorou para ficar novamente a frente do placar no Castelão. Aos 26 minutos, Felipe fez grande jogada pela direita, passou pela zaga rubro-negra e chutou sem chance para o Paulo Victor.

O Flamengo não desanimou e quase empatou aos 30 minutos. Mancuello recebeu a bola no bico da área pela esquerda e acertou belo chute cruzado. No entanto, o goleiro Ricardo Berna se esticou para fazer grande defesa. Depois, foi a vez de Gabriel cabecear e parar no goleiro cearense.

Nos minutos finais, o Fortaleza soube segurar as investidas do Flamengo, que pouco produziu para chegar ao empate. Assim, os donos da casa conseguiram manter a vitória até o apito final.

# Fonte: www.gazetaesportiva.com


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Flamengo Perde para Confiança na Estreia da Copa do Brasil

Flamengo Perde para Confiança na estréia da Copa do Brasil;
Crédito: orreiodeuberlandia.com.br/Jorge-Henrique/Futura-Press/Estadão
Ficha Tecnica
Confiança 1 x 0 Flamengo
Copa do Brasil de 2016
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil 2016 – Primeira Fase – 1º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 16 de Março de 2013, as 21:45 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Lourival Batista “Batistão”, em Aracaju/SE
• Público (Attendance): 13.062 Pagantes – Renda: R$ 1.028.399,34
• Árbitro (Referee): Emerson Luiz Sobral/PE (CBF1)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Clovis Amaral da Silva/PE (Aspirante FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Esdras Mariano de Lima Albuquerque/AL (CBF1)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Eduardo Santana Nunes/SE (CBF1)
• Advertências (Cautions): Ney Santos 10′ e Rafael Sandes 90’+3
• Expulsão (Sent Off): Elielton, aos 8′ minutos do 1º tempo
Gols – Goals Gols – Goals
Gol 1-0 Éverton, aos 34’/2º
Associação Desportiva Confiança Clube de Regatas Flamengo
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Rafael Sandes
03 Valdo
06 Lucas Rocha (Wallace Sergipano)
04 Eron
02 Caique
05 Flávio (Raulino)
11 Elielton [Expulso]
07 Everton
10 Wallace Pernambucano (César)
08 Ney Maruim
80 Leandro Kivel
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
48 Paulo Victor
02 Rodinei
14 Wallace
04 Juan Silveira
06 Jorge
26 Gustavo Cuéllar (Gabriel)
05 Willian Arão
10 Ederson (Alan Patrick)
07 Marcelo Cirino (Vizeu)
11 Emerson Sheik
09 Paolo Guerrero
Coach: Betinho Coach: Muricy Ramalho
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Henrique (gk)
Carlos César, aos 44’/2º
Pedro Luis
Izaldo
Wallace Sergipano, aos 26’/2º
Raulino, no Intervalo
Cariri
João Guilherme
Bibi
Warley
Diego Alves
03
08
17
19
21
30
38
39
47
César Martins
Márcio Araújo
Gabriel, aos 30/2º
Alan Patrick, aos 18’/2º
Pará
Chiquinho
Alex Muralha (gk)
Lucas
Felipe Vizeu, aos 41’/2º
Observações
# Com esse resultado o Confiança jogo por um empate, no jogo de volta, para se classificar;
# Flamengo: Camisa Rubro-Negra, Calção Branco e Meias Rubro-Negras (Adidas);
# Confinaça: Camisa, Calção e Meias Azuis com detalhes Brancos;
# Links Externos (External Links): www.soccerway.com/matches/2013
# Links Externos (External Links): www.globoesporte.globo.com/imagens-do-jogo
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 1 x 0 1 x 0


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Palmeiras Campeão da Copa do Brasil de 2015

Zé Roberto ergue a taça de campeão da Copa do Brasil de 2015;
Crédito: www.folha.uol.com.br
Ficha Tecnica
Palmeiras 2 x 1 Santos
Nas Penalidades: Palmeiras 4 x 3 Santos
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2015 – Final – 2º Jogo (volta)
• Data (Date): Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2015, às 22:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): SE Palmeiras – Allianz Parque, São Paulo/SP
• Público (Attendance): 39.660 pagantes – Renda: R$ 5.336.631,25 reais
• Árbitro (Referee): Héber Roberto Lopes/SC (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Émerson Augusto de Carvalho/SP (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Marcelo Carvalho Van Gasse/SP (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Ricardo Marques Ribeiro/MG (FIFA)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Carlos Augusto Nogueira Junior/SP (CBF1)
Advertências | Cautions Advertências | Cautions
Matheus Sales, aos 6’/2º Gabriel Barbosa, aos 45’/1º
João Pedro, aos 20’/2º
Dudu, aos 41’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Dudu, aos 10’/2º 1-2 Ricardo Oliveira, aos 40’/2º
2-0 Dudu, aos 38’/2º
Pênatis | Penalties Pênatis | Penalties
1-0 Zé Roberto (No Ângulo) x-x Marquinhos Gabriel (Pra Fora)
x-x Rafael Marques (Defesa) x-x Gustavo Henrique (Defesa)
2-1 Jackson (Lado Esquerdo) 1-1 Geuvânio (Canto Esquerdo)
3-2 Jonathan Cristaldo (Lado Esquerdo) 2-2 Lucas Lima (Canto Direito)
4-3 Fernando Prass (No Meio) 3-3 Ricardo Oliveira (No Meio)
Sociedade Esportiva Palmeiras Santos Futebol Clube
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fernando Prass
22 João Pedro (Lucas Taylor)
26 Jackson
31 Vitor Hugo
11 Zé Roberto ©
36 Matheus Sales
05 Arouca
27 Robinho
33 Gabriel Jesus (Rafael Marques)
07 Dudu
08 Lucas Barrios (Cristaldo)
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Vanderlei
04 Victor Ferraz
14 David Braz (Werley)
06 Gustavo Henrique
37 Zeca
29 Thiago Maia (Paulo Ricardo)
08 Renato Dirnei ©
20 Lucas Lima
31 Marquinhos Gabriel
17 Gabriel Barbaso (Geuvânio)
09 Ricardo Oliveira
Coach: Marcelo Oliveira Coach: Dorival Júnior
Go
Ld
Za
Le
Mv
Mv
Ma
Ma
At
At
At
At
47 Fábio (gk)
42 Lucas Taylor, aos 27’/2º
04 Nathan
66 Egídio
15 Amaral
28 Andrei Girotto
10 Cleiton Xavier
20 Agustín Allione
09 Jonathan Cristaldo, aos 23’/2º
17 Pablo Mouche
19 Rafael Marques, aos 41’/1º
29 Kelvin
Go
Ld
Za
Le
Mv
Mv
Mv
Ma
Ma
At
At
At
12 Vladimir (gk)
38 Daniel Guedes
02 Werley, aos 27’/1º
23 Chiquinho
05 Alison
21 Leandrinho
32 Paulo Ricardo, aos 35’/2º
18 Vitor Bueno
412 Serginho
11 Geuvânio, aos 19’/2º
39 Nilson
40 Neto Berola
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 2 x 1 2 x 1 4 x 3 4 x 3
# No tempo regulamentar o Palmeiras venceu por 2 x 1; Como havia perdido o primeiro jogo por 1 x 0 a decisão foi para as pemalidades e o palmeiras venceu por 4 x 3 e sagrou-se campeão;
# Esta foi a primeira vez que a Copa do Brasil foi decidida nas penalidades;
# Com a conquista o Palmeiras garantiu uma vaga na Copa Libertadores de 2016;
# Palmeiras: Camisa, Calção e Meias Verdes com detalhes Brancos (Adiads);
# Santos: Camisa listrada em Preto-Branco, Calção Preto e Meia Alvinegras (Nike);
# Links Externos (External Links): www.gazetapress.com/galeria-de-imagens-da-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/final-da-copa-dp-brasil

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Fernando Prass, Nathan, Andrie Gitotto, Vítor Hugo, Rafael Marques, Amaral, Lucas Taylor, Matheus Sales, Mouche e Fábio; Agachados: João Pedro, Jackson. Robinho, Zé Roberto, Arouca, Gabriel Jesus, Cleiton Xavier, Allione, Egidio, Kelvin, Cristaldo, Lucas Barrios e Dudu;
Crédito: www.gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press
Santos Futebol Clube vice Campeão da Copa do Brasil de 2015;
Crédito: www.gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press
Fernando Prass defendeu um pênalti marcou o gol da vitória do Palmeiras;
Crédito: www.gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press

Tricampeão da Copa do Brasil

A moderna arena do Palmeiras pulsou como o velho Estádio Palestra Itália na noite desta quarta-feira. Depois de vencer o Santos por 2 a 1 no tempo normal, o time da casa ganhou por 4 a 3 nos pênaltis com o goleiro Fernando Prass na cobrança decisiva e conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil, primeiro título após a reforma do campo.

O atacante Dudu, vilão do vice paulista diante do próprio Santos, marcou os dois do Palmeiras. Nos minutos finais, Ricardo Oliveira fez o gol que provocou os pênaltis. Nas cobranças, além de defender o chute de Gustavo Henrique, Fernando Prass anotou o gol do título.

Fechado para reformas entre 2010 e 2014, o Palestra Itália foi reinaugurado em novembro do ano passado e diante do Santos recebeu 39.660 torcedores, um recorde da nova arena. Palco da conquista da Copa Libertadores 1999, o estádio não abrigava uma festa de título desde a conquista do Campeonato Paulista 2008.

Com o triunfo sobre o Santos, a Sociedade Esportiva Palmeiras comemora seu 12º título nacional, um recorde. Além do tri da Copa do Brasil (1998, 2012 e 2015), o clube ganhou a Taça Brasil (1960 e 1967), o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969), o Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994) e a Copa dos Campeões (2000).

O título é especial para Marcelo Oliveira, derrotado nas três decisões anteriores que disputou da Copa do Brasil (em 2011 e 2012 pelo Coritiba e em 2014 pelo Cruzeiro). Com o feito, ele se junta a Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari na galeria de técnicos campeões pelo Palmeiras desde 1977 – Flávio Murtosa, auxiliar do gaúcho, também triunfou.

Se não teve regularidade para brilhar nos pontos corridos do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras jogou o suficiente para bater adversários como Cruzeiro, Internacional e Fluminense nas séries eliminatórias da Copa do Brasil. Assim, além do título, o primeiro da gestão de Paulo Nobre, iniciada em 2013, garantiu uma vaga na Copa Libertadores 2016.

Trajado com meias e calções brancos, como na final do histórico Campeonato Paulista 1993, o Palmeiras quase saiu na frente antes do minuto inicial. Pouco depois da saída de bola, Arouca cabeceou, Barrios desviou e Gabriel Jesus, livre, bateu para defesa do goleiro Vanderlei.

Inteligentemente, o Santos procurou explorar a fragilidade do jovem João Pedro na marcação. Aos sete minutos, Zeca desceu pela esquerda e cruzou para Marquinhos Gabriel finalizar. Após grande defesa de Fernando Prass, Victor Ferraz apanhou o rebote e acertou a trave.

O Palmeiras, como há muito não se via, ditou o ritmo do jogo e criou boas chances de marcar. Em uma oportunidade clara, aos 27 minutos, Robinho cruzou da direita para Lucas Barrios. O centroavante esperou o quique da bola e cabeceou para defesa de Vanderlei.

Gradualmente, o Santos aumentou o volume de jogo e equilibrou as ações, mas não conseguiu levar perigo a Fernando Prass até o final do primeiro tempo. Lesionado, o zagueiro David Braz foi substituído por Werley ainda na etapa inicial. Assim como Gabriel Jesus, trocado por Rafael Marques.

O marcador inalterado no primeiro tempo preocupou a torcida alviverde, mas o Palmeiras manteve a frieza e finalmente abriu o placar aos 11 minutos da etapa complementar. Lucas Barrios fez pivô e tocou para Robinho entrar na área. O meia cruzou e Dudu apenas empurrou para o gol. De tipoia, Gabriel Jesus deixou o banco para comemorar na beira do gramado.

Lucas Barrios, lesionado, saiu para entrada de Cristaldo. Em seguida, o técnico Marcelo Oliveira colocou Lucas Taylor no lugar de João Pedro, advertido com o amarelo. Dorival Júnior, por sua vez, tirou Thiago Maia e Gabriel e lançou Paulo Ricardo e Geuvânio.

O Palmeiras fez o segundo aos 39 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta pelo lado direito do ataque, Robinho levantou na área. De cabeça, Vitor Hugo desviou para o meio. Dudu acompanhou a jogada e completou para o fundo das redes.

A alegria alviverde durou pouco, já que o Santos fez sua torcida vibrar no setor visitante dois minutos depois. No lance que provou a decisão por pênaltis, Marquinhos Gabriel cobrou escanteio pelo lado esquerdo do ataque, Werley desviou de calcanhar e a bola sobrou livre para finalização certeira de Ricardo Oliveira.

Pelo Santos, Geuvânio, Lucas Lima e Ricardo Oliveira converteram seus pênaltis. Marquinhos Gabriel e Gustavo Henrique desperdiçaram. Pelo Palmeiras, Zé Roberto, Jackson, Cristaldo e Fernando Prass marcaram. Rafael Marques errou. E a Sociedade Esportiva Palmeiras ganhou por 4 a 3. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Campanha do Campeão ::.
Data Estádio Primeira Fase
04/03 Lomanto Júnior Vitória da Conquista/BA 1 x 4 SE Palmeiras
NH Arena do Palmeiras SE Palmeiras NH Vitória da Conquista/BA
Data Estádio Segunda Fase
29/04 Castelão Sampaio Corrêa/MA 1 x 1 SE Palmeiras
12/05 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 5 x 1 Sampaio Corrêa/MA
Data Estádio Terceira Fase
27/05 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 0 x 0 ASA de Arapiraca
15/07 Estádio do Café ASA de Arapiraca 0 x 1 SE Palmeiras
Data Estádio Oitavas de Final
19/08 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 2 x 1 Cruzeiro/MG
26/08 Arena Mineirão Cruzeiro/MG 2 x 3 SE Palmeiras
Data Estádio Quartas de Final
23/09 Arena Beira-Rio Internacional/RS 1 x 1 SE Palmeiras
30/09 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 3 x 2 Internacional/RS
Data Estádio Semifinal
21/10 Arena Maracanã Fluminense/RJ 2 x 1 SE Palmeiras
28/10 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 2 x 1 Fluminense/RJ
Data Estádio Final
25/11 Vola Belmiro Santos (SP) 1 x 0 SE Palmeiras
02/12 Arena do Palmeiras SE Palmeiras 2 x 1 Santos (SP)
# 04/03 – O Palmeiras eliminou o Vitória da Conquista sem a necessidade do jogo de volta;
# 28/10 – O Palmeiras classificou-se vencendo o Fluminense nos pênaltis por 4 x 1;
# 02/12 – O Palmeiras foi campeão vencendo o Santos nos pênaltis por 4 x 3;

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Com Pênalti Perdido e Tudo Santos Vence Palmeiras na Primeira Final da Copa do Brasil

Gabigol perdeu pênalti mas fez o gol da vitória do Santos na Final da Copa do Brasil;
Crédito: gazetapress.com/Ricardo-Saibun/Agif/Gazeta-Press
Ficha Tecnica
Santos 1 x 0 Palmeiras
Final da Copa do Brasil de 2015
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2015 – Final – 1º Jogo (ida)
• Data (Date): Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2015, às 22:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Santos FC – Urbano Caldeira “Vila Belmiro”, em Santos/SP
• Público (Attendance): 14.116 pagantes – Renda: R$ 1.631.560,00
• Árbitro (Referee): Luiz Flávio de Oliveira/SP (FIFA) depois Marcelo Aparecido/SP
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Émerson Augusto de Carvalho/SP (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Marcelo Carvalho Van Gasse/SP (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza/SP (CBF1)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Danilo Ricardo Simon Manis/SP (Aspirante FIFA)
Advertências | Cautions Advertências | Cautions
Renato Dirnei, aos 15’/2º Fernando Prass, oas 32’/1º
Ricardo Oliveira, aos 19’/2º Matheus Sales, aos 37’/1º
Gabriel Barbosa, aos 34’/2º Lucas Barrios, aos 43’/1º
Víctor Ferraz, aos 36’/2º Arouca, aos 19’/2
Lucas Marques, aos 24’/2º
Lucas Marques, aos 42’/2º
Dudu, aos 45’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Gabriel Barbosa, aos 33’/2º
Santos Futebol Clube Sociedade Esportiva Palmeiras
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Vanderlei
04 Victor Ferraz
06 Gustavo Henrique
14 David Braz
37 Zeca
29 Thiago Maia (Nilson)
08 Renato Dirnei ©
20 Lucas Lima
31 Marquinhos Gabriel (Geuvânio)
10 Gabriel (Neto Berola)
09 Ricardo Oliveira
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Fernando Prass
32 Lucas Marques [Expulso]
26 Jackson
31 Vitor Hugo
11 Zé Roberto ©
36 Matheus Sales (Amaral)
05 Arouca
27 Robinho
07 Dudu
33 Gabriel Jesus (Kelvin)
08 Lucas BARRIOS (Rafael Marques)
Coach: Dorival Júnior Coach: Marcelo Oliveira
Go
Ld
Za
Le
Mv
Mv
Ma
Ma
At
At
At
At
12 Vladimir
38 Daniel Guedes
02 Werley
23 Chiquinho
05 Alison
32 Paulo Ricardo
17 Rafael Longuine
27 Léo Cittadini
11 Geuvânio, aos 19’/2º
19 Marquinhos
39 Nilson, aos 46’/2º
40 Neto Berola, aos 40’/2º
Go
Ld
Za
Le
Mv
Mv
Ma
Ma
At
At
At
At
47 Fábio
22 João Pedro
04 Nathan
66 Egídio
15 Amaral, aos 45’/1º
28 Andrei Girotto
20 Agustín Allione
30 Fellype Gabriel
09 Jonathan Cristaldo
17 Pablo Mouche
19 Rafael Marques, aos 19’/2º
29 Kelvin, aos 12’/1º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 0 1 x 0 1 x 0
# Com esse resultado o Santos joga por um empate, no próximo jogo, para ser campeão;
# O Plameiras terá que vencer por dois gols, ou mais, de diferença pra ser campeão;
# Gabriel “Gabigol” chutou um pênalti, na trave, aos 5′ minutos do 1º tempo;
# Aos 21 minutos do 2º tempo houve a substituição do arbitro principal sr. Luiz Flávio de Oliveira pelo 4º arbitro sr. Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, troca motivada pela lesão sofrida na coxa do sr. Luiz Flávio de Oliveira;
# Santos: Camisa, Calção e Meias Brancas com detalhes Pretos (Nike);
# Palmeiras: Camisa, Calção e Meias Verdes com detalhes Brancos (Adidas);
# Links Externos: www.globoesporte.globo.com/futebol
# Links Externos: www.gazetaesportiva.net/galeria-de-imagens-da-final
# Links Externos: www.soccerway.com/matches/copa-do-brasil
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Renato, Vanderlei, Gustavo Henrique, David Braz, Ricardo Oliveira, Paulo Ricardo, Werley, Léo Cittadini, Vladimir, Neto Berola e Marquinhos; Agachados: Gabriel, Lucas Lima, Chiquinho, Victor Ferraz, Thiago Maia, Nilson, Geuvânio, Alison, Daniel Guedes, Zeca, Rafael Longuine e Marquinhos Gabriel Barbosa; Tec: Dorival Júnior
Crédito: www.gazetapress.com/Daniel-Vorley/Agif/Gazeta-Press

Peixe Larga na Frente

O Santos iniciou a briga pelo título da Copa do Brasil de maneira bem-sucedida na noite desta quarta-feira. Gabigol desperdiçou uma cobrança de pênalti na Vila Belmiro, mas se redimiu ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras. Assim, o time alvinegro depende de um empate para conquistar o título.

O segundo confronto está marcado para as 22 horas (de Brasília) da próxima quarta-feira, no Estádio Palestra Itália, com ingressos já esgotados. Diferentemente do restante da Copa do Brasil, na decisão os gols anotados como visitante não têm peso diferenciado.

A exemplo da final do Campeonato Paulista, em que Dudu perdeu pênalti no Palestra Itália, Gabigol falhou na Vila Belmiro. O Santos dominou o jogo sem correr maiores riscos, mas conseguiu marcar o gol da vitória apenas a 12 minutos do fim do tempo regulamentar, com a redenção de seu camisa 10.

O duelo realizado na noite desta quarta-feira foi o sexto entre os clubes na temporada. Até o momento, o Santos, campeão paulista sobre o rival, venceu quatro jogos, todos na Vila Belmiro, e o Palmeiras levou a melhor duas vezes, ambas no Palestra Itália.

A decisão reúne os dois maiores ganhadores de títulos nacionais. O Palmeiras detém 11 taças do gênero, entre elas a Copa do Brasil (1998 e 2012). Já o Santos ostenta nove conquistas, inclusive a Copa do Brasil (2010), com Dorival Júnior no comando. Marcelo Oliveira, por sua vez, amarga três vices do torneio.

A primeira partida da final da Copa do Brasil teve um começo eletrizante na Vila Belmiro. Logo aos dois minutos, o Palmeiras teve falta do lado esquerdo e Robinho levantou na área. O goleiro Vanderlei deu rebote e o zagueiro Jackson, de cabeça, perdeu boa chance de abrir o placar.

Pouco depois, Lucas Lima quase marcou gol olímpico. Após nova cobrança de escanteio santista, aos quatro minutos, Arouca puxou a camisa de Ricardo Oliveira e o árbitro Luiz Flavio de Oliveira deu o pênalti. Na cobrança, Gabigol acertou a trave esquerda de Fernando Prass.

Espremida em seu setor, a torcida palmeirense comemorou a cobrança ineficiente de Gabigol como se fosse um gol. Aos 12 minutos, porém, os visitantes ficaram preocupados. Gabriel Jesus sofreu falta banal no campo de defesa, sentiu lesão no ombro e precisou ser substituído por Kelvin.

A despeito do pênalti perdido por Gabigol no começo da partida, o Santos manteve o domínio das ações com facilidade. O Palmeiras, como de costume, incapaz de articular boas jogadas a partir do meio de campo, apostou em lançamentos e chutões, sem sucesso.

O meia Lucas Lima foi participativo, mas o Santos não conseguiu movimentar o placar durante o primeiro tempo. Na última oportunidade do time da casa, Victor Ferraz fez boa jogada pela direita e cruzou para finalização de Ricardo Oliveira. Fernando Prass, milagrosamente, evitou o gol duas vezes.

Matheus Sales, advertido com o cartão amarelo na etapa inicial, acabou substituído por Amaral no intervalo, o que não foi suficiente para impedir uma nova chance do Santos logo aos dois minutos. Gabigol recebeu de Lucas Lima e chutou para mais uma defesa de Prass.

O Palmeiras procurou responder rápido e Dudu lançou Barrios dentro da área. O centroavante, tocado por trás pelo zagueiro David Braz, caiu e pediu pênalti, mas não foi atendido por Luiz Flavio de Oliveira. Aos 22 minutos, o árbitro solicitou a própria substituição e Marcelo Aparecido de Souza assumiu o apito.

Sem criatividade, o Palmeiras jogava para empatar. Aos 33 minutos, o Santos finalmente foi premiado por sua imposição e impetuosidade. Gabigol recebeu de Ricardo Oliveira na ponta da área, driblou o volante Amaral e definiu com categoria diante de Fernando Prass.

Aos 42 minutos, o lateral direito Lucas foi expulso por chutar a bola em cima de Lucas Lima, que entrou em campo pendurado por dois amarelos. Na última oportunidade do jogo, já nos acréscimos, Ricardo Oliveira driblou Fernando Prass e a bola sobrou limpa para Nilson, que conseguiu chutar para fora. Assim que o juiz apitou o fim, houve confusão entre os dois times. (Fonte: Gazeta Esportiva)


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Vasco Elimina Flamengo da Copa do Brasil

.:: Copa do Brasil de 2015 ::.
Flamengo sai na frente mas cede empate e é eliminado da Copa do Brasil;
Crédito: www.fimdejogo.com.br
Ficha Tecnica
Vasco 1 x 1 Flamengo
Resultado Agregado: Vasco da Gama 2 x 1 Flamengo
Match Report
• Competição (Tournament): Copa do Brasil 2015 – Oitavas de Final – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 26 de Agosto de 2015, às 22:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Jornalista Mário Filho “Maracanã”, no Rio de Janeiro/RJ
• Público (Attendance): 45.408 pagantes (Total: 49.367) – Renda: R$ 2.749.380,00
• Árbitro (Referee): Wilton Pereira Sampaio/GO (FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Émerson Augusto de Carvalho/SP (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Guilherme Dias Camilo/MG (FIFA)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Marcelo Aparecido Ribeiro De Souza/SP (CBF1)
• Advertências (Cautions): Márcio Araújo 3′, Jorge 20′, Ânderson Salles 22′, Émerson Sheik 44′, Pará 79′, Rafael Silva 81′, Pará 81′, Pará 86′ e Paulinho 90’+1
• Expulsão (Sent Off): Pará, aos 41′ minutos do 2º tempo
Gols – Goals – Vasco Gols – Goals – Flamengo
1-1 Rafael Silva, aos 36’/2º 1-0 Mádson (contra), aos 5’/1º
Clube de Regatas Vasco da Gama Clube de Regatas do Flamengo
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
MC
AT
01 Martín SILVA
02 Mádson (Jean Patrick)
03 Rodrigo
04 Ânderson Salles
06 Christianno
05 Pablo GUIÑAZU
08 Serginho
09 Julio DOS SANTOS
10 Nenê
11 Jorge Henrique (Rafael Silva)
07 Duvier RIASCOS (Thalles)
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
AT
AT
AT
48 Paulo Víctor
21 Pará
03 César Martins
04 Samir
36 Jorge
08 Márcio Araújo
20 Héctor CANTEROS
10 Ederson (Marcelo Cirino)
22 Éverton (Jonas)
11 Émerson Sheik
09 Paolo GUERRERO (Paulinho)
Coach: Jorginho Amorim Coach: Oswaldo de Oliveira
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Jordi (gk)
Jean Patrick, aos 38’/2º
Luan
Lucas Siqueira
Felipe Seymour
Andrezinho
Thalles, aos 26’/2º
Rafael Silva, aos 33’/2º
Jhon
Júlio César
Jomar
02
06
07
13
15
18
26
28
31
34
25
37
Pablo ARMERO
Ânderson Pico
Marcelo Cirino, aos 32’/1º
Marcelo Augusto
Luiz Antônio
Jonas, aos 33’/2º
Paulinho, aos 15’/1º
Almir
Douglas Baggio
Rafael Dumas
Hugo
César (gk)
Observações
# Com esse resultado o Vasco classificou-se para as Quartas de Final;
# Flamengo: Camisa Rubro-Negra, Calção Branco e Meias Rubro-Negras (Adidas);
# Vasco: Camisa Branca com uma faixa Preta, Calção Preto e Meias Brancas;
# Jogo Anterior: 19/08/2015 – Maracanã – Flamengo 0 x 1 Vasco da Gama
# Links Externos: esportes.terra.com.br/futebol/copa-do-brasil
# Links Externos: www.globoesporte.globo.com/futebol-internacional
# Links Externos: www.soccerway.com/matches/copa-do-brasil
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 1 1 x 0 1 x 1

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.


Ficha Técnica: Coritiba 2 x 1 Fortaleza

.:: Copa do Brasil de 2015 ::.
Coritiba vence Fortaleza no tempo normal e nas penalidade e se classifica.
Crédito da Imagem: espn.uol.com.br/noticia
Ceará Sporting Club
Coritiba 2 x 1 Fortaleza
Nas Penalidades: Coritiba 11 x 10 Fortaleza
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2015 – Segunda Fase – 2º Jogo
• Data (Date): Quarta-Feira, 13 de Maio de 2015, às 22:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Antônio do Couto Pereira, em Curitiba/PR
• Público (Attendance): Sem Registro
• Árbitro (Referee): Pathrice Wallace Correa Maia/RJ (CBF-1)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Gilberto Stina Pereira/RJ (CBF-1)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Francisco Pereira de Sousa/RJ (CBF-1)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Rodolpho Toski Marques/PR (CBF-1)
• Advertências (Cautions): Hélder 12′, Daniel Sobralense 44′, Ruy 79′, Welinton 89′, Correa 90′ e João Paulo (na disputa de pênaltis)
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma
Gols do Coritiba Gols do Fortaleza
1-0 Ruy, aos 39’/1º 1-1 Daniel Sobralense (cab), aos 7’/2º
2-1 Rafhael Lucas, aos 10’/2º
Disputa de Pênaltis
1-0 Leando Almeida (No Meio) 1-1 Elias (Canto Esquerdo)
2-1 Ivan (No Meio) 2-2 Maranhão (Canto Direito)
3-2 João Paulo (Ângulo Direito) 3-3 Adalberto (No Meio)
4-3 Wallyson (Canto Esquerdo) 4-4 Lúcio Maranhão (No Meio)
5-4 Rafhael Lucas (Canto Esquerdo) 5-5 Corrêa (Canto Direito)
6-5 Rosinei (Canto Esquerdo) 6-6 Lima (Canto Esquerdo)
7-6 Thiago Galhardo (Canto Direito) 7-7 Tinga (Canto Direito)
8-7 Leandro Silva (Canto Direito) 8-8 Radar (Canto Esquerdo)
9-8 Élder (Canto Direito) 9-9 Auremir (Canto Esquerdo)
10-9 Wellinton (Canto Direito) 10-10 Cassiano (Canto Esquerdo)
11-10 Bruno (Ângulo Esquerdo) x-x Deola (Na Arquibancada)
Coritiba Foot Ball Club Fortaleza Esporte Clube
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
29 Bruno
13 Ivan
44 Leandro Almeida
04 Wellinton
30 Carlinhos (Leandro Silva)
23 Hélder
31 João Paulo
26 Ruy (Rosinei)
89 Thiago Galhardo
07 Negueba (Wallyson)
99 Rafhael Lucas
GO
LD
ZA
ZA
LE
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Deola
02 Tinga
04 Adalberto
03 Lima
06 Radar
08 Pio (Lúcio Maranhão)
07 Auremir
05 Correa
11 Wânderson (Maranhão)
10 Daniel Sobralense (Elias)
09 Cassiano
Técnico: Marquinhos Santos Técnico: Marcelo Chamusca
01
06
08
09
15
19
20
21
39
70
88
95
Vaná (gk)
Luis Enrique CÁCERES
Pedro Ken
Keirrison
Leandro Silva, aos 15’/2º
Wallyson, aos 15’/2º
Rodolfo
Ceará
Rafael Martins (gk)
Fabricio
Rosinei, aos 43’/2º
Mateus Oliveira
12
13
14
15
16
17
18
Erivélton (gk)
GEnilson
Vinicius Hess
Uillian
Elias, aos 40’/2º
Lúcio Maranhão, aos 30’/2º
Maranhão, aos 24’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 1 x 1 2 x 1 5 x 5 6 x 5 11 x 10
Observações
# No tempo regulamentar o Coritiba venceu por 2 x 1, o mesmo placar do jogo anterior. Com isso a decisão foi para as penalidades onde o Coritiba venceu por 11 x 10 e classificou-se;
# Coritiba: Camisa Branca, Calção Preto e Meias Brancas (Nike);
# Fortaleza Camisa Tricolor, Calção Azul e Meias Azuis (AmdmA);
# Súmula da Partida: www.cbf.com.br/sumulas.pdf
# Notícias do Jogo: www.espn.uol.com.br/noticia
# Notícias do Jogo: www.bvnews.com.br/noticia
# Notícias do Jogo: www.gazetaesportiva.net/noticia
# Notícias do Jogo: www.globoesporte.globo.com/RR
# Todos os Jogos da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com
# Todos os Jogos do Ceará Sportin Club: cearascpedia.wordpress.com

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.


Atlético Mineiro Campeão da Copa do Brasil de 2014

leonardo Silva ergue a taça de campeão da Copa do Brasil de 2014;
Crédito: www.esporte.uol.com.br
Ficha Tecnica
Cruzeiro 0 x 1 Atlético
No Resultado Agregado: Cruzeiro 0 x 3 Atlético
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Copa do Brasil de 2015 – Final – 2º Jogo (volta)
• Data (Date): Quarta-Feira, 26 de Novembro de 2014, as 22:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Magalhães Pinto “Arena Mineirão”, em Belo Horizonte/MG
• Público (Attendance): 39.786 pagantes – Renda: R$ 7.855.510,00 reais
• Árbitro Principal (Referee): Luiz Flavio de Oliveira/SP (Aspirante-FIFA)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Marcelo Carvalho Van Gasse/SP (FIFA)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Émerson Augusto de Carvalho/SP (FIFA)
• Assistente Adicional 1 (Aditional Assistant 1): Raphael Claus/SP (Aspirante-FIFA)
• Assistente Adicional 1 (Aditional Assistant 1): Paulo H. Godoy Bezerra/SC
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Anderson Daronco/RS (Aspirante-FIFA)
• Quinto Árbitro (Fifth Oficial): Guilherme Dias Camilo/MG (Aspirante-FIFA)
Advertências | Cautions Advertências | Cautions
Willian, aos 19’/1º Rafael Carioca, aos 10’/1º
Bruno Rodrigo, aos 30’/2º Luan, aos 31’/1º
Egidio, aos 41’/2º Maicosuel, aos 45’/1º
Leonardo Silva, aos 30’/2º
Jesús Dátolo, aos 31’/2º
Leandro Donizete, aos 40’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Diego Tardelli (cab), aos 47’/1º
Cruzeiro Esporte Clube Clube Atlético Mineiro
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Fábio
02 Ceará (Júlio Baptista)
03 Léo
04 Bruno Rodrigo
06 Egídio
08 Henrique (Willian Farias)
19 Nilton
17 Éverton Ribeiro
28 Ricardo Goulart
25 Willian (Dagoberto)
18 Marcelo Moreno
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
01 Victor Bagy
02 Marcos Rocha
03 Leonardo Silva
35 Jémerson
94 Douglas Santos
08 Leandro Donizete [Expulso]
18 Rafael Carioca (Pierre)
27 Luan (Maicosuel)
23 Jesús DÁTOLO
13 Carlos
09 Diego Tardelli (Eduardo)
Coach: Marcelo Oliveira Coach: Levir Culpi
Go
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
32 Elisson
30 Alex
33 Manoel
21 Miguel Samudio
15 Willian Farias, no Intervalo
16 Lucas Silva
10 Júlio Baptista, aos 32’/2º
23 Marlone
31 Eurico
11 Dagoberto, aos 16’/2º
35 Neilton
Go
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
40 Uilson
87 Giovanni
04 Réver
16 Pedro Botelho
20 Alex Silva
43 Tiago
05 Pierre, aos 24’/2º
31 Dodô
70 Maicosuel, aos 30’/1º
95 Eduardo, aos 38’/2º
22 Marion
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 1 0 x 0 0 x 1
# Com esse resultado o Atético sagrou-se campeão da competição pela 1ª vez.
# Com a conquista o Atlético garantiu uma vaga na Copa Livertadores de 2015;
# Cruzeiro: Camisa Branca, Calção e Branco Meias Brancas;
# Atlético: Camisa Listrada em Preto-Branco, Calção Preto e Meias Pretas;
# Links Externos (External Links): www.gazetapress.com/galeria-de-imagens-da-final
# Links Externos (External Links): globoesporte.globo.com/final-da-copa-dp-brasil

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores do Atlético comemoram a conquista da Copa do Brasil;
Crédito: www.gazetapress.com/Fernando-Soutello/Agif/Gazeta-Press
Em pé: Rafael Carioca, Victor, Giovanni, Vilson, Pedro Botelho, Réver, Jemerson, Tiago, Alex Silva e Belmiro; Agachados: Diego Tardelli, Marion, Eduardo, o argentino Dátolo, Luan, Pierre, Dodô, Marcos Rocha, Douglas Santos, Carlos e Leandro Donizete; Tec: Levir Culpi
Crédito: www.gazetapress.com/Fernando-Soutello/Agif/Gazeta-Press
Cruzeiro Esporte Clube vice Campeão da Copa do Brasil de 2014;
Crédito: www.gazetapress.com/Fernando-Soutello/Agif/Gazeta-Press
Diego Tardelli e Víctor recebem a premiação da Copa do Brasil;
Crédito: www.gazetapress.com/|Denis-Dias/Gazeta-Press

Galo Campeão!

É tão grande que não cabe em sua própria enormidade o que aconteceu neste 26 de novembro. É tão grande que já seria grande se simplesmente disséssemos que o Atlético-MG é o campeão da Copa do Brasil de 2014 – campeão e ponto final. Ou que pela primeira vez conquista o torneio. Ou que garante vaga na Libertadores. Ou que assegura seu quarto título em dois anos. Mas é muito mais que isso tudo – a ponto de transformar a taça em si (ou seu ineditismo, ou suas consequências) em detalhe, em ornamento para o feito maior, o feito que efetivamente importa aos vencedores: que é sobre o Cruzeiro. No maior clássico que Minas Gerais já viu, o Galo bateu o rival por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, no Mineirão, naquela que foi a primeira final de um torneio nacional entre eles – uma vitória para a posteridade, uma vitória para sempre.

O gol de Diego Tardelli entra para o imaginário do torcedor mineiro – muito especialmente o atleticano. Com ele, o Galo carimba a faixa de campeão brasileiro do eterno adversário e evita que ele alcance a Tríplice Coroa em 2014. Em mais de 90 anos de rivalidade, em uma história que remete ao começo do século passado, aos tempos em que o Cruzeiro ainda se chamava Palestra Itália, é a vitória mais importante de um sobre o outro – como se um campeonato estivesse dentro do jogo, não o jogo dentro de um campeonato.

A conquista descende daquilo que o Atlético alcançou no primeiro jogo, há duas semanas, no Independência – a vitória por 2 a 0 que permitia que ele até perdesse o duelo desta noite. Mas o que o Galo menos fez foi se acomodar na vantagem. Jogou para cima, atacou, agrediu. Agiu como campeão. De quebra, fechou o ano sem perder clássicos: foram sete na temporada, com quatro vitórias alvnegras e três empates.

Diego Tardelli tem 29 anos e se define como um “veterano novo”. Parece que faz gols há eras. Especialmente gols pelo Atlético – são 110. Mais especialmente ainda gols contra o Cruzeiro – impressionante: já são nove em clássicos. Por tudo isso, quando a bola saída do pé de Dátolo cruzou o céu de Mineirão e teleguiou-se até a cabeça careca do atacante, o que aconteceu ali foi o ato maior de uma relação profunda, de uma afinidade que só cresce, desse triângulo amoroso entre Tardelli, o Atlético e a torcida.

O gol saiu aos 47 minutos. E foi absolutamente justo. O Atlético foi surpreendentemente melhor do que o Cruzeiro – surpreendentemente não apenas por ser melhor, mas pelo tanto que foi melhor. Desde o começo do jogo, foi mais vigoroso, mais envolvente, mais compacto. Poderia ter saído na frente cedo, com sete minutos, quando Luan mandou na área e Tardelli quase completou; ou aos 12, quando Marcos Rocha recebeu frente a frente com Fábio e foi superado pelo goleiro – na sequência, Tardelli mandou para fora; ou aos 24, quando Tardelli (repare: sempre ele) mandou de coxa para fora; ou ainda aos 42, em conclusão de Maicosuel novamente defendida por Fábio (e com Dátolo mandando por cima na sobra).

Foi muito Atlético para pouco Cruzeiro. Mesmo depois de perder Luan, lesionado aos 31 minutos, o Galo soube se impor. A Raposa teve suas chances, é verdade – a principal delas em chute torto de Ricardo Goulart após lançamento de Fábio. Mas esteve muito aquém das exigências de um time que precisava de três gols para ser campeão.

O Cruzeiro precisava de quatro gols no segundo tempo para ser campeão da Copa do Brasil. Jamais deu pinta de que conseguiria – nem quatro, nem três, nem dois, nem unzinho que fosse. As jogadas simplesmente não fluíam. Era evidente a destruição física da equipe depois da brilhante campanha no Campeonato Brasileiro. O Galo, mais inteiro, até não repetiu a soberania do primeiro tempo – mas seguiu melhor encaixado.

Com Willian Farias no lugar de Henrique, lesionado, o Cruzeiro fez o possível para reagir. Só que nem as jogadas entre Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, geralmente tão fatais, tinham andamento. Para piorar a vida celeste, o Atlético sabia ameaçar – vide o que aconteceu aos seis minutos, quando Maicosuel, colado na trave, não conseguiu marcar o segundo, ou vide a patada de Dátolo no travessão de Fábio em cobrança de falta.

A torcida cruzeirense, entre vaias e incentivos, teve que suportar a festa do rival. Vingou-se com gritos de “segunda divisão” e “tetracampeão”.

Porque até isso o clássico teve de gigante: um foi campeão três dias depois de o outro ser. Timing perfeito para os torcedores do Galo – embora alguns momentos prescindam de timing: vistos do prisma da posteridade, simplesmente não têm data. Acontecem e ficam. São anos, décadas, séculos dentro de duas horas – pergunte a um atleticano. (Fonte: Globo Esporte)


.:: Campanha do Campeão ::.
Data Estádio Oitavas de Final
27/08 Pacaembu Palmeiras/SP 0 x 1 Atlético Mineiro
04/09 Independência Atlético Mineiro 2 x 0 Palmeiras/SP
Data Estádio Quartas de Final
01/10 Arena Corinthians Corinthians/SP 2 x 0 Atlético Mineiro
15/10 Independência Atlético Mineiro 4 x 1 Corinthians/SP
Data Estádio Semifinal
29/10 Arena Maracanã Flamengo/RJ 2 x 0 Atlético Mineiro
05/11 Independência Atlético Mineiro 4 x 1 Flamengo/RJ
Data Estádio Final
12/11 Independência Atlético Mineiro 2 x 0 Cruzeiro/MG
26/11 Arena Mineirão Cruzeiro/MG 0 x 1 Atlético Mineiro
# Por estar na Libertadores, o Atlétcio entrou na Copa do Brasil a partir das Oitavas de Final;

.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: