Flamengo Campeão da Supercopa do Brasil

O capitão Éverton Ribeiro ergue a taça de campeão da Supercopa do Brasil;
Crédito da Image: correio.rac.com.br
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved

Flamengo
2 1º TEMPO 0
Athlético
1 2º TEMPO 0
3 Final 0
# Extra #
© Copyright Pnlopes – All rights Reserved
• Competição (Tournament): Supercopa do Brasil 2020 – Final – Jogo Único
• Data (Date): Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, 11:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Nacional Mané Garrincha, Brasília/DF (Brasil)
• Público (Attendance): 48.009 pessoas presentes – Renda: R$ 7.423.760,00
• Árbitro (Referee): Wilton Pereira Sampaio (GO/Fifa)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Fabricio Vilarinho da Silva (GO/Fifa)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Bruno Raphael Pires (GO/Fifa)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Savio Pereira Sampaio (DF)
• Árbitro de Vídeo (Video Referee): Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
• Assistente VAR1 (VAR Assistant 1): Marcio Henrique de Gois (SP)
• Assistente VAR2 (VAR Assistant 2): Leone Carvalho Rocha (GO)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Gabriel Barbosa 40’/2º
Erick 07’/2º
Nikão 16’/2º
Goals | Gols | Goles Goals | Gols | Goles
1-0 Bruno Henrique (cab) 14’/1º
2-0 Gabriel Barbosa 28’/1º
3-0 De Arrascaeta 23’/2º
Clube de Regatas do Flamengo
Clube Athlético Paranaense
01
13
03
02
16
05
08
07
14
27
09
Diego Alves
Rafinha
Rodrigo Caio
Gustavo Henrique
Filipe Luis (Renê)
Willian Arão
Gérson
Éverton Ribeiro © (Diego)
Giorgian De Arrascaeta (Michael)
Bruno Henrique
Gabriel Barbosa
01
13
33
44
06
05
26
18
11
07
10
Santos
Khellven (Canesin)
Lucas Halter
Thiago Heleno
Márcio Azevedo (Abner)
Wellington
Erick
Léo Cittadini (Bissoli)
Nikão
Rony
Marquinhos Gabriel
Coach: Jorge Jesus 4-2-3-1
Coach: Dorival Júnior 4-3-3
06
10
11
19
21
26
29
30
32
33
37
55
Renê [42’/2º]
Diego Ribas [41’/2º]
Vitinho
Michael [27’/2º]
Pedro
Mateus Thuller
Lincoln
João Lucas (gk)
Pedro Rocha
Thiago Maia
César (gk)
Dantas
03
14
16
17
21
22
27
28
55
88
96
99
Lucho González
Róbson Bambu
Abner Vinicius [46’ht]
Bissoli [19’/2º]
Adriano Correia
Léo (gk)
José Ivaldo
Vitinho
Fernando Canesin [46’ht]
Christian
Carlos Eduardo
Bento
Observações e Curiosidades
❏ Com esse resultado o Flamengo sagrou-se campeão da Supercopa do Brasil;
❏ Flamengo (RJ): Campeão do Campeonato Brasileiro de 2019;
❏ Athético (PR): Campeão da Copa do Brasil de 2019;
❏ Supercopa do Brasil: Disputado pelos Campeões da Copa do Brasil e do Brasileirão;
.:: Galeria de Imagens ::.
Crédito da Image: www.jornalvs.com.br/Alexandre-Vidal
Com uma grande atuação, o Flamengo conquistou o primeiro título da Supercopa do Brasil neste domingo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Na decisão da nova taça criada pela CBF, o campeão Brasileiro fez 3 a 0 sobre o Athletico Paranaense, campeão da Copa do Brasil e levantou o caneco.

Bruno Henrique e Gabigol marcaram para o Rubro-Negro carioca na primeira etapa. Arrascaeta fechou o placar no segundo tempo.

Com o primeiro título do ano no ‘bolso’, o Flamengo vai decidir no próximo sábado o título da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. A partida será no Maracanã contra o vencedor de Boavista e Volta Redonda, que se enfrentam às 16 horas deste domingo.

O Jogo – O Flamengo iniciou a partida marcando a saída de bola do Athletico e imprimindo um jogo de alta intensidade. A equipe paranaense optou pela cautela nos primeiros minutos, se manteve fechada e tentava bolas em profundidade.

O campeão brasileiro assustou logo aos 2 minutos. William Arão tabelou com Gabigol na direita da área, recebeu de volta e tentou cruzar. A bola desviou na marcação e foi em direção ao gol, mas Santos, bem colocado, espalmou para escanteio.

A equipe de Jorge Jesus comandava as ações em campo com passes rápidos e não demorou a abrir o placar no Mané Garrincha. Aos 14, Arrascaeta dominou na entrada da área pela direita e abriu para Gabigol. O camisa nove cruzou pelo alto e Bruno Henrique se enfiou pelo meio dos zagueiros e devisou de cabeça para fazer 1 a 0.

O Flamengo não tirou o pé e ampliou aos 28, numa bobeira da defesa do Athletico. Filipe Luís avançou pela esquerda sem marcação, se aproximou da área e cruzou. A bola ficou fácil para a defesa e o lateral-esquerdo Márcio Azevedo tentou atrasar para o goleiro com um toque de peito. Oportunista, Gabigol interceptou o lance e bateu para o gol.

Com 2 a 0, o Flamengo tirou um pouco o pé do acelerador e o Athletico começou a aparecer no ataque, explorando a linha alta da defesa carioca.

Aos 33, os paranaenses chegaram com perigo pela primeira vez. Rony é derrubado na entrada da área e a falta foi marcada. Marquinhos Gabriel cobrou por cobertura e mandou por cima do gol de Diego Alves, mas a bola passou perto.

O Athletico chegou novamente aos 40. Chutão da defesa e Marquinhos Gabriel recebe próximo da área pela esquerda. Marcado por Rodrigo Caio e Gustavo Henrique, ele consegue penetrar e bate cruzado. Diego Alves salva o Flamengo e cede o escanteio.

Dois minutos depois, Rony é lançado na esquerda. Marcado por Rafinha, o atacante cortou para trás e cruzou rasteiro na pequena área. Erick aparece no meio da zaga e desvia, mas pega mal e a bola vai para fora. Foi a melhor chance do Athletico no primeiro tempo.

O técnico Dorival Júnior decidiu mexer na equipe no intervalo e o Atlhetico retornou para o segundo tempo com duas alterações. O jovem Abner Vinícius substituiu Márcio Azevedo na lateral-esquerda e o meia Fernando Canesin entrou no lugar de Khellven na lateral-direita.

Escaldado pela reação do Fluminense no clássico da última quarta-feira pelo Campeonato Carioca, e temendo o desgaste físico, o Flamengo voltou para a etapa final com um novo ajuste. A intensidade na marcação da saída de bola do adversário deu lugar à uma postura mais recuada. Sem abrir mão do controle do jogo, a luta pela bola se deslocou para o meio de campo.

A recuperação da bola e o contra-ataque em velocidade passaram a ser o caminho para o gol. Aos 15, quase o terceiro esteve perto. Gabigol puxou o contra-ataque pela direita desde antes da linha média e, na intermediária, enfiou para Bruno Henrique na área. O camisa 27 entrou por trás da defesa, ficou cara a cara com Santos e tentou tirar do goleiro, mas o camisa 1 do Furacão conseguiu tocar na bola e evitou o gol.

Aos 23, entretanto, não houve jeito de evitar. Após um bate rebate próximo da linha média pela esquerda, Arão lançou Bruno Henrique, que disparou em direção à área, penetrou e tentou o toque para Gabigol do outro lado. Santos interceptou o passe mas largou para o meio. Arrascaeta aproveitou a sobra e bateu de primeira para o fundo da rede.

Com três de vantagem, Jorge Jesus fez alterações na equipe. Michael foi o primeiro a entrar na vaga de Arrascaeta, aos 27.

O Athletico conseguia chegar esporadicamente. Aos 29, levou perigo numa jogada de Nikão pela esquerda da área. Ele foi à linha de fundo e cruzou. Bissoli tentou de letra, a bola bateu em Rodrigo Caio e retornou para ele, que encheu o pé e a bola acertou o travessão.

Aos 39, Bissoli arriscou da entrada da área e bateu forte. Diego Alves se esticou e defendeu. (Crédito: www.gazetaesportiva.com)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.futeboldaselecaobrasileira.blogspot.com.br

Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: