Foi para os Pênatis em Itaquera, Já Era

Audax vence Corinthians, nos pênatis, e vai para a grande final do paulistão;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Ficha Tecnica
Corinthians 2 x 2 Audax
Na Decisão nos Pênaltis: Corinthians 1 x 4 Audax
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Campeonato Paulista de 2016 – Semifinal – Jogo Único
• Data (Date): Sábado, 23 de Abril de 2016, as 18:30 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Arena Corinthians “Itaquerão”, em Itaquera, São Paulo/SP
• Público (Attendance): 41.313 pagantes (Total: 42.626) – Renda: R$ 2.574.271,00
• Árbitro (Referee): Thiago Duarte Peixoto/SP
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Rogério Pablos Zanardo/SP
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Daniel Paulo Ziolli/SP
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Vinicius Furlan/SP
• Advertências (Cautions): Sidão 34′, Yuri 51′, Bruno Henrique 55′ e Elias 62′
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma (None)
Gols | Goals Gols | Goals
1-1 André (cab), aos 25’/2º 1-0 Bruno Paulo (ângulo), aos 25’/1º
2-2 André, aos 32’/2º 2-2 Danilo Néves (ângulo), aos 25’/2º
Pênaltis | Penalties Pênaltis | Penalties
1-1 André (Gol) 1-0 Velicka (Gol)
x-x Fágner (Na Trave) 2-1 Tchê Tchê (Gol)
x-x Rodriguinho (Defesa do Goleiro) 3-1 Ytalo (Gol)
4-1 Camacho (Gol)
Sport Club Corinthians Paulista Grêmio Osasco Audax EC
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
12 Cássio Ramos
23 Fágner
28 Felipe
03 Yago (Luciano)
06 Uendel
25 Bruno Henrique
07 Elias
29 Alan Mineiro (Romero)
10 Guilherme (Rodriguinho)
30 Lucca
09 André
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Sidão
06 André Castro
05 Yuri Oliveira (Felipe Diadema)
03 Bruno Silva
04 Velicka
02 Tchê Tchê
11 Guilherme Camacho
10 Juninho (Boituva)
07 Mike
09 Ytalo
08 Bruno Paulo (Bruno Lima)
Coach: Tite Coach: Fernando Diniz
02
04
08
11
13
15
16
18
20
22
26
27
Edílson
Fabián Balbuena
Marlone
Ángel Romero, no Intervalo
Guilherme Arana
Vilson
Cristian
Luciano, aos 33’/2º
Danilo
Maycon
Rodriguinho, no Intervalo
Wálter (gk)
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
Felipe Alves (gk)
Felipe Diadema, aos 32’/2º’
Bruno, aos 40’/2º
Mauricio
Renan Zanelli
Erick
Márcio Diogo
Guilherme Boituva, aos 13’/2º
Rodolfo
Jefferson (gk)
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altnds Final
0 x 1 2 x 1 2 x 2 1 x 4 1 x 4
# No tempo regulamentar (90 minutos) terminou em 2 x 2; Não houve prorrogação; Na decisão por pênatis o Audax venceu por 4 x 1 e eliminou o Corinthians;
# Com esse resultado o Audax classificou-se para à final pela primeira vez;
# Ao se classificar para à final o Audax garantiu vaga na Copa do Brasil de 2017;
# Corinthians: Camisa Branca, Calção Preto e Meias Brancas (Nike);
# Audax: Camisa Vermelha, Calção Vermelho e Meia Vermelhas;
# Links Externos (External Links): Federação-Paulista-de-Futebol/sumulas.pdf

.:: Galeria de Imagens ::.
Jogadores do Corinthians esperando as cobranças de pênatis;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Jogadores do Audax esperando as cobranças de pênatis;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Jogadores do Audax comemoram a façanha de eliminar o Corinthians;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão
Torcedor do Corinthians quis dar uma de vidente e se deu mal;
Crédito: www.gazetaesportiva.com/Djalma-Vassão


Resumo do Jogo

Tite sempre se mostrou temeroso com a reação do reformulado Corinthians quando estivesse atrás no placar em Itaquera. O teste ocorreu na noite deste sábado. Contra o Grêmio Osasco Audax e a obsessão do técnico Fernando Diniz pela troca de passes, o time da casa ficou duas vezes em desvantagem e até se recuperou com gols do contestado André. Mas, a exemplo do que ocorreu diante do Palmeiras em 2015, acabou eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista em uma disputa de pênaltis depois de um empate por 2 a 2.

Em um primeiro tempo problemático, o Corinthians foi surpreendido por um gol em bom chute de longa distância de Bruno Paulo. Voltou para a etapa complementar com Romero e Rodriguinho nos lugares de Alan Mineiro e Guilherme e chegou ao empate com uma cabeçada de André. Tche Tche, no entanto, também arriscou de fora da área e foi bem-sucedido. Aos 33 minutos, André igualou novamente.

Nos pênaltis, o Corinthians não superou o seu trauma da fase de grupos (quando desperdiçou da marca da cal contra XV de Piracicaba, duas vezes diante da Ponte Preta e uma no clássico com o Palmeiras) e fez de Fagner e Rodriguinho os vilões da noite. André foi o único corintiano a converter a sua cobrança na derrota por 4 a 1.

Vindo de uma goleada sobre o São Paulo nas quartas de final, o Audax agora terá mais um grande clube pela frente na tentativa de se coroar como zebra do Estadual e ficar com o título. Santos e Palmeiras disputarão a outra semifinal da competição no domingo, na Vila Belmiro.

Já o Corinthians passará a se concentrar exclusivamente na Copa Libertadores da América. O confronto de oitavas de final com o uruguaio Nacional começará na noite de quarta-feira, em Montevidéu.

O jogo – Já no gramado de Itaquera, no aquecimento do Audax, o goleiro Sidão aproveitou para treinar pela última vez as saídas de bola com os pés. A preparação seria importante, uma vez que Tite adiantou a marcação do Corinthians com o intuito de explorar o estilo de jogo audacioso do adversário.

Foi assim que a equipe da casa criou a primeira chance de gol da partida. Aos sete minutos, André ganhou a bola de Sidão e deixou Alan Mineiro com o gol aberto para abrir o placar. O meia hesitou para finalizar a jogada e conseguiu desperdiçar, chutando em cima da defesa do Audax.

De qualquer maneira, o lance animou o Corinthians e a sua torcida. Os comandados de Tite passaram a sufocar ainda mais os visitantes, que chegaram a fugir ao seu estilo, com alguns lançamentos longos. À beira do campo, Fernando Diniz andava de um lado a outro, inquieto, porque queria que o seu time tivesse a calma que ele não tinha.

Aos 25 minutos, o Audax ganhou um bom motivo para recobrar a paciência habitual ao se movimentar. Bruno Paulo carregou a bola pela esquerda, ajeitou e arriscou a conclusão colocada de longa distância. Cássio não alcançou: 1 a 0.

Os torcedores do Corinthians deram uma resposta imediata, com bastante gritaria. Os jogadores não fizeram o mesmo. Exagerando nas investidas pela direita (quase sempre com Alan Mineiro e André, que não iam além da voluntariedade), o time de Tite se perdeu. No meio, Guilherme era nulo. Na esquerda, Lucca não aparecia.

Em determinado momento, o Corinthians, cansado do ritmo que impôs no princípio do jogo, perdeu até a sua compactação e ofereceu espaços para o Audax trocar a bola. O público de Itaquera, preocupado, deixou de se irritar com a demora de Sidão para sair jogando para passar a pedir a entrada do paraguaio Romero.

Tite ainda viu André chutar a bola no lado de fora da rede, nos acréscimos, antes de mudar o Corinthians. No intervalo, o técnico, que sempre temeu a reação do seu time no dia em que ficasse atrás no marcador em Itaquera, resolveu trocar Alan Mineiro e Guilherme por Romero (muito festejado) e Rodriguinho.

Logo aos dois minutos, o mexido Corinthians quase empatou o jogo. André foi beneficiado em uma disputa de bola na entrada da área e ficou em liberdade do lado direito. O centroavante chutou forte e parou em boa defesa de Sidão.

André não perdoaria em sua oportunidade seguinte. Quatro minutos mais tarde, Bruno Henrique acordou em uma falha do Audax e levantou da direita. Sem marcação, o criticado homem de referência do ataque corintiano cabeceou com precisão e colocou a bola na rede.

Igualado novamente, o jogo ficou aberto. O Audax decidiu se soltar em Itaquera com a entrada de Wellington na vaga de Juninho. O Corinthians começou a se satisfazer com os contra-ataques, com Lucca e Romero prontos para correr nas pontas do gramado.

Restava também ser mais firme na defesa. Aos 25 minutos, o Audax teve a tranquilidade que buscava para rodar a bola na intermediária ofensiva. Tche Tche, então, inspirou-se no que Bruno Paulo fez no primeiro tempo e bateu de fora da área para recuperar a vitória parcial para os visitantes.

Desta vez, até a torcida corintiana desanimou. Alguns gritaram “raça”. Outros pediram para que Marlone fosse a campo. Quem entrou mesmo foi Luciano, substituindo o zagueiro Yago. E, aos 33 minutos, Romero correspondeu com os berros por empenho e gastou o fôlego para avançar pela direita, invadir a área e cruzar rasteiro. A bola encontrou André, que chutou no gol.

Os minutos finais foram de desespero, com chances para os dois lados. Pelo Audax, Camacho chegou a driblar Cássio e fazer a torcida de Osasco acreditar no gol. Felipe salvou em cima da linha. Pelo Corinthians, a pressão foi desorganizada, insuficiente para evitar a disputa de pênaltis.

Da marca da cal, o Audax foi impecável, com gols de Velicka, Tche Tche, Ytalo e Camacho. O Corinthians acertou a sua primeira cobrança, com André, porém Fagner e Rodriguinho desperdiçaram

# Fonte: www.gazetaesportiva.com


.:: Seleção Brasileira de Futebol ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol cinco vezes campeã mundial. Jogos amistosos oficiais e não oficiais; Eliminatórias da Copa; Copa do Mundo, Copa América, Copa das Confederações, Torneios, Torneio Pré-Olímpico, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos; Seleção Brasileira Feminina, Sub 17, Sub 20 e muito mais confira: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: