Ficha Tecnica: São Paulo 1 x 2 Corinthians

Ralf disputa jogada com Luis Fabiano na vitória do Corinthians na primeira final da Recopa;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida/AFP
Ficha Técnica – Ceará Sporting Club
Escudo São Paulo 1 x 2 Corinthians
Final da Recopa Sul-Americana de 2014
Escudo
Ficha Técnica do Site







Competição (Tournament): Recopa Sul-Americana de 2014 – Final – 1º Jogo
Data (Date): Quarta-Feira, 3 de Julho de 2013, às 22:00 hs (de Brasília)
Estádio (Stadium): São Paulo FC – Cícero Pompeu de Toledo “Morumbi”, São Paulo/SP
Público (Attendance): 31.691 pagantes – R$ 1.237.275,00
Árbitro Principal (Referee): Ricardo Marques Ribeiro Santos (Brasil / Brazil) FIFA
Assistente 1 (Assistant Referee 1): Marcelo Van Gasse (Brasil / Brazil)
Assistente 2 (Assistant Referee 2): Kléber Lúcio Gil (Brasil / Brazil)
Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Péricles Cortez (Brasil / Brazil)
Advertências | Cautions | Sent Off | Amonestaciones
Ganso, 20’/1º Ralf, 15’/1º
Jádson, 29’/2º Émerson Sheik, 40’/1º
Juan, 41’/2º Renato Augusto, 14’/2º
Wellington, 44’/2º Paolo Guerrero, 47’/2º
Gols | Goals | Goles
1-1 Aloísio, a 1’/2º 1-0 Paolo Guerrero, 28’/1º
2-1 Renato Augusto, 30’/2º
São Paulo Futebol Clube Sport Club Corinthians Paulista
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Rogério Ceni ©
23 Douglas (Wellington, ht)
03 Lúcio
02 Rafael Toloi
16 Juan Maldonado
15 Denilson (Lucas, 79′)
07 Rodrigo Caio
10 Jádson
08 Ganso (Aloísio, ht)
17 Osvaldo
09 Luis Fabiano
Gk
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Cássio Ramos
21 Edenilson
04 Gil
13 Paulo André
06 Fábio Santos
05 Ralf
19 Guilherme
20 Danilo (Douglas, 28′)
17 Romarinho
11 Emerson Sheik (Ibson, 82′)
09 Paolo Guerrero
Coach: Ney Franco Coach: Tite
Gk
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
12 Dênis
04 Rhodolfo
05 Wellington, no Intervalo
18 Maicon
20 Lucas Evangelista, aos 34’/2º
11 Ademilson
19 Aloísio, no Intervalo
Gk
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
01 Júlio César
03 Chicão
23 Felipe
08 Renato Augusto, aos 8’/2º
10 Douglas, 28’/1º (Renato, 53′)
18 Ibson, aos 37’/2º
07 Alexandre Pato
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º Tempo 2º Tempo Final 1º Tempo 2º Tempo Final Boca Cienciano
0 x 1 1 x 1 1 x 2
→ Com esse resultado o Corinthians joga por um empate, no próximo jogo, pra ser campeão;
→ Melhor Jogador do Jogo (Man of the Match): Sem Registro;
→ São Paulo: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Brancas;
→ Corinthians: Camisa listrada em Preto e Branco, Calção Preto e Meias Pretas;
→ Corinthians (Brasil): Campeão da Copa Libertadores da América de 2012;
→ São Paulo (Brasil): Campeão da Copa Sul-Americana de 2012;
→ A Recopa Sul-Americana foi um torneio criando pela CONMEBOL disputado, anualmente, entre o Campeão da Copa Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana do ano anterior;
→ A partir de 2003 o segundo representante passou a ser o Campeão da Copa Sul-Americana;
→ Próximo Jogo: 17/07 – Corinthians x São Paulo, Estádio do Pacaembu; (Ficha do Jogo)

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Paulo André, Paolo Guerero, Gil, Ralf, Danilo e o goleiro Cássio;
Agachados: Guilherme, Romarinho, Edenilson, Fábio Santos e Émerson Sheik;
Crédito: www.gettyimages.com/Nelson-Almeida/AFP
Confira os lances da final da Recopa Sul-Americana;
Crédito: www.youtube.com/@pnlopes


Crônica do Jogo


O Majestoso é um clássico que dificilmente tem favorito, já que São Paulo e Corinthians, gigantes, costumam se equivaler. Nesta quarta-feira, porém, um dos rivais mostrou que está um degrau acima em organização tática, técnica e composição de elenco. Em atuação segura e com um lance de gênio de Renato Augusto, o Timão venceu o jogo de ida da decisão da Recopa Sul-Americana por 2 a 1, no Morumbi, e ficou em situação confortável para a partida de volta, dia 17, no Pacaembu, quando jogará pelo empate para ser campeão. Vale ressaltar que não há o critério de gol marcado fora de casa.

Guerrero abriu o placar no primeiro tempo, Aloísio empatou e incendiou o jogo no segundo, contando com uma falha grotesca de Cássio. Aos 30 do segundo tempo, coube a Renato Augusto fazer a diferença. Em um lindo toque por cobertura, aproveitou erro de posicionamento de Rogério Ceni e deu a justa vitória ao Corinthians. O meia, recuperado de lesão após três meses sem jogar, entrou no lugar de Douglas (que, por sua vez, havia substituído Danilo) e mostrou que tem bola para ser titular do Timão. Mesmo sem Paulinho, Tite tem em mãos uma equipe bem mais coesa. Ney Franco está longe de ter o mesmo domínio sobre o elenco.

O Morumbi é cada vez mais a casa corintiana. Sem perder para o São Paulo no estádio desde 2007, o Timão aumentou sua série invicta para 11 jogos – cinco vitórias e seis empates. Insatisfeita, a torcida tricolor gritou contra Ney Franco e lembrou o nome de sua maior sombra: Muricy Ramalho, tricampeão brasileiro entre 2006 e 2008. O estádio recebeu 31.691 pagantes, público abaixo da expectativa para uma decisão entre dois rivais.

Os dias de intertemporada durante a Copa das Confederações não mudaram muita coisa em São Paulo e Corinthians. A equipe de Tite não tem mais Paulinho, mas continua organizada, sabendo os movimentos corretos, as melhores jogadas – o entrosamento está em dia. Já a formação proposta por Ney Franco é a mesma confusão do primeiro semestre. Por isso, Jadson e Ganso ainda não se entendem totalmente no meio-campo, e o Tricolor depende de lampejos de seus melhores jogadores para conseguir alguma coisa.

Os primeiros 45 minutos no Morumbi sintetizaram tudo isso. Um Corinthians muito bem postado, propondo o jogo e explorando a velocidade de Emerson Sheik e Romarinho pelas pontas – Douglas e Juan eram seus marcadores, ou ao menos deveriam ser. No São Paulo, Ganso ficou encaixotado entre zagueiros e volantes corintianos, e Ney Franco tentou algo que não tinha como dar certo: colocar o meia para jogar pelas pontas, onde não está acostumado.

Ao mesmo tempo, Jadson tentava tudo sozinho, e Osvaldo e Luis Fabiano pegaram pouco na bola. Os alvinegros mandaram na partida e nem precisaram de tanto esforço para isso. Aos 28 minutos, o merecido gol: vantagem de Romarinho sobre Juan, cruzamento rasteiro e chute certeiro de Guerrero, sozinho, sem a marcação de Rafael Toloi. Fim do jejum de oito jogos sem gols do peruano.

Até então, o clima era morno no Morumbi. O mais pilhado em campo era o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, adepto do “apito nervoso”, parando o jogo com faltas (até quando não havia nada a se marcar) e distribuindo cartões. Sem grandes acontecimentos, mal parecia uma decisão internacional entre dois ferrenhos rivais.

Um chute, uma falha e um reserva inflamado acenderam a decisão da Recopa em poucos segundos após a volta do intervalo. Aloísio, o Boi Bandido, substituiu um preguiçoso Ganso e tratou de trabalhar logo em seu primeiro toque na bola, com menos de um minuto. A bomba de fora da área e a incrível falha de Cássio colocaram o São Paulo de volta na partida: 1 a 1. A torcida que cobrava muito passou a apoiar o Tricolor.

Por 15, 20 minutos, o São Paulo se aproveitou da euforia e ganhou na disposição. Wellington, que entrou no segundo tempo, tomou as rédeas do meio-campo e até deu bronca em Emerson. Cássio não transmitia segurança à sua defesa, e o Timão sofreu certa pressão. Tite lançou Renato Augusto no time e conseguiu esfriar a partida.

Com tudo no lugar, o Corinthians voltou a ter a posse de bola e aproveitar as sucessivas falhas da defesa são-paulina. Duas bolas na trave, de Guilherme e Romarinho, mostraram qual era a equipe mais incisiva no ataque.

Aos 30, o resultado: após lançamento do meio-campo, Renato Augusto mostrou frieza, tranquilidade e inteligência ao dar um leve toque na bola, por cima de Rogério Ceni. Muito adiantado, o goleiro são-paulino “retribuiu” a falha de Cássio.

Merecidamente, a equipe de Tite conquistou vantagem para tentar seu segundo título na temporada. O São Paulo terá duas semanas para buscar soluções em um time com bons jogadores, mas sem organização alguma em campo. Isso se Ney Franco sobreviver no cargo até o dia 17 de julho.

Agora, os dois times voltam suas atenções para o Campeonato Brasileiro. O São Paulo tem um clássico contra o Santos, domingo, às 16h (horário de Brasília), no Morumbi. No mesmo dia e horário, o Corinthians enfrenta o Bahia, em Salvador. (Fonte: Globo Esporte)


.:: Seleção Brasileira – Brazilian National Football Team ::.
Confira todos os jogos da Seleção Brasileira de futebol aqui.
All the matches of the Brazilian National Team hear;
www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)


For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: