23/10/1963 – Inglaterra 2 x 1 Resto do Mundo

.:: Amistoso – 1963 – Friendly :.
Denis Law marca o gol da Seleção do Resto do Mundo no amistoso.
Crédito da Imagem: www.dailymail.co.uk/sport/football
Ficha Técnica
Inglaterra 2 x 1 Resto Mundo
Friendly: England 2 – 1 The Rest Of The World
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Internacional
• Data (Date): Quarta-Feira, 23 de Outubro de 1963, às 14:45 hs
• Estádio (Stadium): Wembley, em Londres Inglaterra / England)
• Público (Attendance): cerca de 100.000 expectadores presentes
• Árbitro (Referee): Robert Holley “Bobby” Davidson (Escócia / Scotland)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro
• Quarto Árbitro (Fourth Official): Sem Registro
• Advertências (Cautions): Sem Registro
• Expulsão (Sent Off): Nenhuma
Gols (Goals) Inglaterra Gols (Goals) Fifa
1-0 Terry Paine, aos 21’/1º 1-1 Dennis Law, aos 37’/1º
2-1 Jimmy Greaves, aos 45’/2º
Inglaterra – England Seleção do Resto do Mundo
GO
DF
DF
DF
DF
MC
MC
MC
MC
AT
AT
01 Gordon Banks [Leicester City]
02 Jimmy Armfield © [Blackpool]
03 Ray Wilson [Huddersfield Town]
04 Gordon Milne [Liverpool]
05 Maurice Norman [Tottenham]
06 Bobby Moore [West Ham United]
07 Terry Paine [Southampton]
08 Jimmy Greaves [Tottenham]
09 Bobby Smith [Tottenham]
10 George Eastham [Arsenal]
11 Bobby Charlton [Manchester United]
GO
DF
DF
DF
DF
MC
MC
MC
AT
AT
AT
01 Lev Yashin [URSS]
02 Djalma Santos [Brasil]
03 Karl-Heinz Schnellinger [Alemanha]
04 Svatopluk Pluskal [Tchecoslováquia]
06 Ján Popluhár [Tchecoslováquia]
06 Josef Masopust [Tchecoslováquia]
07 Raymond Kopa [França]
08 Denis Law [Escócia]
09 Alfredo di Stéfano © [Argentina]
10 Eusébio [Portugal]
11 Francisco Gento [Espanha]
Técnico (Coach): Alf Ramsey Técnico (Coach): Fernando Riera
12
13
14
15
16
Tony Waiters (gk) [Blackpool]
Ken Shellito [Chelsea]
Ron Flowers [Wolverhampton]
Tony Kay [Everton]
Joe Baker [Arsenal]
01
02
06
09
10
Milutin Šoškić [Iugoslávia], no Intervalo
Luis Eyzaguirre [Chile], no Intervalo
Jim Baxter [Escócia], no Intervalo
Uwe Seeler [Alemanha], aos 14’/2º
Ferenc Puskás [Hungria], no Intervalo
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Time A Time B
1 x 1 1 x 0 2 x 1
Observações
# Este jogo marcou a comemotação do centenário da Federação Inglesa de Futebol;
# Inglaterra: Camisa Branca, Calção Preto e Meias Brancas;
# Resto do Mundo: Camisa Azul, Calção Branco e Meias Azuis;
# Links Externos (External Links): www.wikipedia.org/England_v_Rest_of_the_World
# Links Externos (External Links): www.esquire.co.uk/culture/sport
# Links Externos (External Links): www.thefa.com/england-rest-of-the-world-50-years
# Links Externos (External Links): footysphere.com/football-association-centenary-1863-1963
# Links Externos (External Links): www.kabrna.com/marsh/row63
# Links Externos (External Links): www.dailymail.co.uk/sport/football
# Todos os Jogos do Ceará Sporting Club: www.cearascpedia.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens :.
Os capitães Alfredo Di Stéfano e Jimmy Armfield entrando em campo;
Crédito: www.dailymail.co.uk/Archive-Press
Seleção do Resto do Mundo – Destaque para o Brasileiro Djalma Santos;
Em pé: Ferenc Puskás, Djalma Santos, Svatopluk Pluskal, Lev Yashin, Ján Popluhár, Karl-Heinz Schnellinger, Milutin Šoškić, Josef Masopust, Luis Eyzaguirre, Jim Baxter e Uwe Seeler. Agachados: Raymond Kopa, Denis Law, Alfredo Di Stefano, Eusebio e Francisco Gento.
Crédito: www.dailymail.co.uk/Bettmann/Corbis
Formação do “English Team”, no amistoso contra o resto do Mundo;
Crédito da Imagem: www.chomikuj.pl/mucha26/football

.:: Lance-a-Lance da Partida ::.

# Primeiro tempo:

A Inglaterra dá a saída e ataca para a esquerda da tv. A expectativa em Wembley é grande, já que este é considerado o primeiro grande teste da equipe de Alf Ramsey.
• 1 minuto: Bobby Charlton cobra curto um escanteio. Easthan cruza rasteiro e Graves, sozinho na pequena área chuta de primeira. A bola explode no peito de Yashin, que mesmo sem saber como, faz a defesa. É interessante notar como o time ingles já joga no 4-4-2. Paine, abre pela ponta quando o time tem a bola, o mesmo faz Bobby Charlton do lado esquerdo. Porém, sem a bola, ambos voltam e ajudam na marcação.
• 8 mintutos: Kopa faz bom passe para Di Stefano que chuta para Banks espalmar a córner.
• 9 minutos: Pela primeira vez no vídeo é possível notar as duas linhas de 4 de marcação da Inglaterra. O mundo futebolístico começava a mudar. Dá pena ver o ótimo Greaves tentar dialogar no ataque com Bobby Snith.
• 15 minutos: excelente contra-ataque Ingles. Easthan faz grande passe para Greaves, que invade a área e chuta para mais uma grande defesa de Yashin. Era a velocidade no contra-ataque que Ramsey tanto queria.
• 17 minutos: Apesar de desentrosados, o Resto do Mundo compensava com qualidade técnica. Di Stefano passa para Eusébio, que ganha a dividida com Norman mas acaba prensado na hora de finalizar. Mesmo assim, Banks é obrigado a realizar uma difícil defesa sem dar rebote. Nada acontece de bom na partida. A Inglaterra erra passes demais e não consegue acertar os ataques.
• 26 minutos: Já que o English Team não consegue construir mais nada ofensivamente, Eusébio resolve dar um pouco de emoção ao público. Ele dribla e chuta rasteiro, de fora da área para segura defesa de Banks.
• 31 minutos: Finalmente os Ingleses voltam a ameaçar. Bobby Charlton faz jogada de linha de fundo, dribla Djalma Santos e cruza. Bobby Smith, sozinho, dentro da pequena área, consegue cabeçear em cima de Yashin, que segura a bola.
• 33 minutos: Greaves acha Bobby Smith, que faz bem o pivo e devolve de primeira para Easthan, que mesmo de muito longe, bate forte, de primeira. Yashin defende em dois tempos.
• 35 minutos: Paine rouba uma bola na intermediária e tenta o passe para Greaves. Popluhal se antecipa mas erra o corte e Greaves avança sozinho e bate para Yashin defender. A torcida finalmente se acende em Londres, a Inglaterra começava a jogar bem.
• 39 minutos: Djalma Santos cruza, Armfield afasta mal e Kopa bate de primeira, levando perigo a meta de Banks. A Inglaterra começa a chegar mais forte nas divididas. Sentindo isso, Di Stefano começa a jogar mais atrás. Era apenas um amistoso, não valia a pena se expor.
• 43 minutos: Easthan carrega a bola da sua intermediária até a entrada da área e chuta forte para o goleiro Soviético espalmar a córner.
• 46 minutos: O árbitro Escocês encerra o primeiro tempo da partida, com o placar de 0 x 0.

# Análise do primeiro tempo:

Foi um bom jogo de futebol. A Inglaterra criou mais chances de gol, pois já estava mais entrosada e levou a partida mais a sério. O grande destaque foi Greaves, que apesar de ter perdido dois gols feitos, se movimentou o tempo todo e ainda foi o atacante mais efetivo.
Pelo lado do resto do mundo, muita qualidade técnica, mas pouca disposição (ou disposição de amistoso). O grande destaque foi o ponteiro-esquerdo Gento, que, se não conseguiu usar a sua grande arma, a velocidade, pelo menos tentou e participou do jogo.

Chances no primeiro tempo. Inglaterra 6 x 4 Resto do Mundo.
Placar moral do primeiro tempo. Inglaterra 4 x 2 Resto do Mundo

# Segundo tempo:

O Resto do Mundo volta com 4 alterações. Saem Yashin, Djalma Santos, Masopust e Eusébio e entram Soskic, Eizaguirre, Baxter e Puskas. A saída para a etapa final é dada pelo Resto do Mundo. Era a volta do Major Galopante ao estádio que o havia consagrado 10 anos antes, quando a Hungria derrotara a Inglterra, po 6×3.
• 1 minuto: Depois de um lateral cobrado na área, Bobby Charlton desvia a bola, Soskic sai mal e divide com Bobby Smith. Na confusão, a bola se oferece a Greaves que chuta sem goleiro, mas Eizaguirre salva em cim da linha.
• 8 minutos: Aparece no vídeo Bobby Charlton cobrindo o lateral esquerdo e Paine marcando Gento do outro lado. É a nova era do futebol
• 9 minutos: Greaves marca um gol depois de driblar Soskic, mas o árbitro anula erradamente, marcando uma falta anterior. Ele deveria ter dado a vantagem. Ah se fosse nos dias de hoje..kkk
• 14 minutos: Substituição no esto do Mundo. Sai Kopa e entra Seeler.
• 21 minutos: Goool! Bobby Smith sai da área e cruza. Greaves tenta dominar, mas Eizaguirre afasta a bola que acaba sobrando para Paine, que chuta para abrir o marcador.
• 26 minutos: Mais um grande contra-ataque da Inglaterra. Começa com Banks que acha Bobby Chalton. Este carregaa bola até passar para Greaves, que dá um lindo passe para Bobby Smith, que gira e bate de primeira. Soskic só consegue espalmar para escanteio.
• 30 minutos: Di Stefano aparece novamente no jogo e dá lindo passe para Law, que vai a linha de fundo e rola para trás. O mesmo Di Stefano finaliza mas Banks mostra porque se tornou o titular da camisa 1 e faz mais uma grande defesa.
• 32 minutos: Bobby Charlton acha magistralmente Greaves livre, dentro da área. O atacante bate de primeira, mas Soskic consegue defender. Parecia que não seria o dia de Greaves.
• 37 minutos: GOL! Pukas mostra todo seu brilhantismo ao achar Law nas costas da zaga Inglesa. O escoces domina, invade a área e só tem o trabalho de tocar na saída de Banks, que desta vez nada pode fazer.
• 39 minutos: Bobby Charlton carrega a bola desde seu campo defensivo. Ao chegar na entrada da área, ele bate firme, rasteiro. Infelzimente, ela expolde na trave. No rebote, Paine cruza na medida para Greaves que erra a cabeçada.
• 40 minutos: Greaves recebe de Bobby Charlton e avança. Ele tenta cruzar para Bobby Smith, mas a bola pega mal em seu pé e vai ao travessão.
• 42 minutos: GOL! Novamente, grande jogada de Bobby Charlton. Ele carrega a bola desde sua defesa, passa por 3 marcadores e chuta de pé direito. Soskic falha e solta a bola nos pés de Greaves que, desta vez não perde a oportunidade. 2×1 para o English Team.
• 45 minutos: A partida chega ao fim com a vitória Inglesa. O time de Alf Ramsey passava bem pelo seu primeiro grande teste.

# Análise do segundo tempo:

A vitória da Inglaterra acabou sendo mais do que merecida. Teve mais posse de bola, criou as melhores chances e, se não fosse a tarde infeliz de Greaves, poderia ter vencido por uma margem mais confortável.

Destaques absolutos para Banks, Bobby Charlton e Greaves (apesar das oportunidades desperdiçadas)

No Resto do Mundo, os melhores foram Di Stefano e Gento. Nenhum deles, porém teve muito brilho.

Chances no segundo tempo. Inglaterra 7 x 2 Resto do Mundo
Placar moral do segundo tempo. Inglaterra 7 x 2 Resto do Mundo
Placar moral da partida. Inglaterra 11 x 4 Resto do Mundo

# Conclusão:

A Inglaterra começava a mostrar ao mundo, uma nova maneira de jogar futebol. Com muita marcação, pontas atuando como meiase atacantes de referencia na área. Ainda naquele ano de 1963, houve uma nova goleada, desta vez por 8×3, contra a Irlanda so Norte. O ano terminav bem para Ramsey e seus comandados. Ele ganhou a confiança e o tempo que necessitava para emplacar suas mudanças.

Obs: Mais sobre o esquema tático utilizado pela Inglaterra, neste jogo contra o Resto do Mundo, no quadro abaixo. Observe o 4-4-2, com o recuo sem a bola dos antigos pontas, agora transformados em meias Paine e Bobby Charlton. Greaves é o atacante de movimentação, enquanto Bobby Smith a referencia na área. (Fonte: futebolacervo.blogspot.com.br)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: